Servidor público é preso suspeito de estuprar turista alemã em Alto Paraíso de Goiás

Segundo polícia, homem de 36 anos usou uma faca para abordar vítima, de 23, durante caminhada. Após crime em matagal, ele chorou e pediu desculpas.

Um servidor público de 36 anos foi preso suspeito de estuprar uma turista alemã, de 23, em Alto Paraíso de Goiás, região norte do estado. Segundo a Polícia Civil, o homem abordou a vítimas enquanto ela fazia uma caminhada. Com uma faca, ela foi ameaçada e obrigada a acompanhá-lo até um matagal, onde o crime foi cometido.

O delegado José Antônio Sena, responsável pelo caso, disse que o homem, preso na terça-feira (18), é concursado na prefeitura e atua como auxiliar de serviços gerais. No entanto, está afastado do trabalho há cerca de três meses por ser dependente químico.

O G1 entrou em contato com a prefeitura de Alto Paraíso de Goiás e aguarda retorno.

Ainda de acordo com Sena, o estupro ocorreu no último domingo (16). A jovem estava na cidade havia duas semanas para passear e prestar serviços voluntários. Neste dia, ela saiu pela manhã com o intuito de fazer uma caminhada de 15 km em uma estrada de terra da cidade.

“Quando ela já tinha percorrido cerca de 8 km, um carro com dois homens se aproximou dela. O suspeito estava no banco do carona. Eles começaram a puxar assunto, mas como ela não fala português, apenas ignorou. Porém, o servidor desceu e começou a segui-la a pé e o carro foi embora. Logo em seguida, o suspeito sacou uma faca”, disse o delegado ao G1.

A investigação apontou que a vítima foi levada a um trecho do matagal às margens da estrada cerca de 50 metros distante da pista. Lá, tirou a roupa dela à força, cometeu o crime e depois deixou que jovem fosse embora.


Gostando da Reportagem? Não esqueça de curtir nossa página pelo Facebook. Este é o nosso maior pagamento, sempre!

Amiga fez a denúncia

A turista conseguiu uma carona e voltou para o hostel onde estava hospedada. Assustada, ela não queria procurar a polícia. Porém, contou a situação a uma amiga brasileira, que foi até à delegacia e registrou a ocorrência.

A corporação começou a fazer buscas e localizou o suspeito na casa dos pais, também em Alto Paraíso, descansando em uma rede. Ele foi abordado e conduzido para averiguação. “Quando prendemos, a turista estava em Brasília, tentando antecipar a volta para a Alemanha. Porém, pedimos que ela retornasse para fazer o reconhecimento formal do suspeito, o que ocorreu”, explicou o delegado.

O servidor já era investigado por ao menos quatro furtos. Em um dos casos, chegou a ser levado para a delegacia e demonstrou uma característica que chamou a atenção dos policiais.

“Naquela ocasião, ele ficou em silêncio, mas começou a chorar afirmando que estava arrependido do que fez. Em depoimento, a turista afirmou que depois do estupro, ele agiu da mesma forma: lhe pediu desculpas e começou a chorar”, conta.

Receba Notícias do PolicialBR pelo Whatsapp
Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1º - Adicione este número à agenda do seu telefone: (14) 981418655 e envie uma mensagem neste número solicitando receber as notícias com seu nome e UF.
As matérias aqui transcritas estão em conformidade com os termos do artigo 46 da Lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.‏

PolBR

Postagens de ocorrências policiais

COMENTÁRIOS - GOSTARÍAMOS DE SABER SUA OPINIÃO SOBRE ESTE TEMA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole as Leis, denuncie através do Fale Conosco do PolicialBR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =

error: O conteúdo está protegido! Utilize os botões para compartilhamento.