Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Em dois anos, Paraná investe R$ 112 milhões na Polícia Militar

O Governo do Paraná investiu, nos últimos dois anos, R$ 112 milhões na Polícia Militar do Estado. Os recursos foram utilizados para melhorar a estrutura da entidade, com aquisição de equipamentos e contratação de pessoal. Segundo o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, no mês em que a PM comemora 163 anos de história, é importante salientar os avanços obtidos nos últimos anos.
“É sempre importante ressaltar o trabalho de excelência realizado pelos nossos policiais militares no dia a dia do enfrentamento ao crime e no atendimento à população. O Governo do Paraná tem feito importantes investimentos visando trazer mais eficácia, qualidade e segurança no trabalho dos nossos policiais militares”, afirma Mesquita.
Os recursos aplicados pelo Governo permitiram melhorar as condições de trabalho dos agentes, com a aquisição de viaturas, coletes balísticos e armamentos. Mais do que substituir veículos antigos, as novas viaturas ampliaram a frota existente, possibilitando maior presença policial nas ruas, o que contribui para a prevenção e para inibir delitos, principalmente em locais e horários com maior incidência criminal. Para reforçar o patrulhamento, em 2014 também foram entregues cem módulos móveis e cem motocicletas.
“Esses investimentos tiveram pronta aplicação para a área operacional da PM e já contribuem para a redução de importantes índices criminais neste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado”, acrescenta o secretário Mesquita.
MAIS HOMENS – Desde 2011, foram mais de 9,3 mil policiais militares contratados, entre soldados e cadetes. Eles fazem parte de um total de aproximadamente 11 mil contratações para as forças policiais do Paraná. Profissionais que passaram por cursos de formação (soldados), de carreira (cabos e sargentos) e de aperfeiçoamento, além de capacitações especializadas, como no caso do Batalhão de Operações Especiais (negociação em crises, operações especiais e controle de distúrbios civis). Para que isso fosse possível, foi instalado um novo centro de ensino para a corporação, além da Academia Policial Militar do Guatupê (São José dos Pinhais): a Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização (Esfaep) da PM em Maringá.
Com mais policiais, foi possível ampliar a estrutura da PM em todo o Estado. Até agora, foram seis batalhões instalados desde 2011: União da Vitória, Telêmaco Borba, Umuarama, Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), Cidade Industrial de Curitiba e Colombo. Também foram inauguradas a Companhia Independente da PM em Loanda e em Cianorte; a 3ª Companhia do 21º BPM em Santo Antonio Sudoeste; a Companhia em Guaíra; o Pelotão da Lapa e o Posto de Polícia Militar Rodoviária do município de Floresta. A Corregedoria da PM também ganhou novas instalações.
PROJETOS – Para dar continuidade às ampliações, a Secretaria da Segurança Pública prevê uma série de melhorias nas estruturas físicas da PM. A parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) prevê investimento total da ordem de US$ 112 milhões, nos próximos cinco anos.
Com esses recursos, será possível construir a primeira escola de formação de profissionais do Corpo de Bombeiros do Paraná, em São José dos Pinhais, junto à Academia Policial Militar Guatupê. A autorização para licitação da obra já foi assinada pelo governador Beto Richa. Também inserida neste pacote de obras está a reforma da Academia do Guatupê, cuja ordem será assinada na próxima semana.
Entre as demais construções estão as da sede do Batalhão de Patrulha Escolar e Comunitária (BPEC) em Curitiba; da sede do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) em Marechal Cândido Rondon; da sede do 5º Comando Regional de Polícia Militar do Paraná (5º CRPM) em Cascavel; da sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope) em São José dos Pinhais e da sede do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros (9º GB) em Foz do Iguaçu. Junto com as novas sedes, o projeto engloba a reforma do 13º Batalhão da PM em Curitiba.
Outra área importante que recebeu atenção foi o Batalhão da PM de Operações Aéreas, que em seis anos desempenhou mais de 4 mil missões e transportou mais de mil vítimas. Com abrangência em todo o Estado, o serviço policial aéreo foi ampliado: das atuais seis aeronaves, três foram adquiridas a partir de 2011 (dois helicópteros e um avião).
Serviços importantes para a segurança pública também foram fortalecidos, como o Disque-denúncia 181 e o Departamento de Inteligência do Paraná (Diep).
E, para auxiliar o trabalho dos policiais nas ruas, o Paraná passou a contar com uma nova ferramenta: o Centro Integrado de Comando e Controle. Grandes eventos e atividades em pontos estratégicos, como ruas, estações, terminais e rotatórias, são acompanhados, em tempo real, por meio de imagens de mais de 2 mil câmeras que chegam até a sede da Segurança Pública. As câmeras possuem também sistema de leitura de placas de veículos.
Além de inibir ações delituosas e de auxiliar na apuração de crimes e infrações, as câmeras direcionadas para o Centro Integrado acompanham o desenrolar de eventos com grandes aglomerações de pessoas, como jogos esportivos e manifestações populares. O aparato tecnológico também permite o monitoramento dos indivíduos que receberam o benefício da tornozeleira eletrônica como parte do cumprimento da pena, concedido pelo Poder Judiciário.
FRONTEIRA – Na parte operacional, a região de fronteira, por conta de suas particularidades, recebeu investimentos específicos, na ordem de R$ 25,3 milhões, provenientes de convênio com o governo federal para aquisição de metralhadoras, munição, escudos balísticos, caminhões guincho, motocicletas e veículos.
BOMBEIROS – A ampliação de atendimento à população se repetiu nas estruturas do Corpo de Bombeiros: nos últimos dois anos, 14 cidades passaram a contar com quartéis da corporação, o que representa um importante avanço no planejamento estratégico de expansão dos trabalhos.
No Litoral do Estado foi montada uma Base Náutica de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros. Além disso, nos últimos dois anos foram investidos cerca de R$ 11 milhões em materiais operacionais, tais como equipamentos de proteção individual e desencarceradores hidráulicos.
Oitenta viaturas do tipo SUV foram adquiridas neste ano, no valor de aproximados R$ 7,7 milhões. Em 2016, 20 viaturas tipo camionete foram compradas para ações de busca e salvamento e 20 ambulâncias, que somam mais de R$ 4 milhões em recursos públicos.
Já em 2015, foram adquiridos 126 veículos leves, utilizados em atividades de busca e salvamento, vistorias e fiscalizações, no valor de R$ 10 milhões. Houve também a aquisição de 30 caminhões de combate a incêndios, com investimento de aproximadamente R$ 17 milhões.
AEN
Fonte: Radio Cultura Foz

Comentários


| Mais Acessados na Última Semana |

Morre segundo policial militar atingido por tiro de fuzil em Pompéu

Cabo Lucas Reis Rosa foi internado e teve braço amputado após confronto com criminosos que explodiram uma agência bancária. Outro policial e um entregador também foram mortos. A Polícia Militar (PM) confirmou, na manhã desta sexta-feira (8), a morte do cabo Lucas Reis Rosa. Ele estava internado desde a madrugada de terça-feira (5) quando foi atingido por um tiro de fuzil durante confronto com criminosos que explodiram uma agência bancária em Pompéu. Segundo a Polícia Militar, o óbito foi constatado as 9h50 desta sexta. Em nota, a PM informou que o cabo teve reações inflamatórias graves, pós-cirúrgicas ao trauma. Na quarta-feira (6), Lucas Reis passou por duas cirurgias, uma delas foi para a amputação total do braço direito. “Estamos entrando em contato com a família para dar o devido apoio e verificar questões relacionadas a local e horário do velório e enterro”, informou o comandante da 7ª Região da Polícia Militar, coronel Helbert Willian Carvalhaes. Confronto Na madrugada de terça…

Policial militar é sequestrado e assassinado a tiros em Paulista

Um policial militar foi assassinado com nove tiros, na Estrada do Pica-Pau, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. A vítima foi identificada como Lindembergue Gomes da Silva, de 53 anos, foi encontrado ás margens da estrada, em Paratibe. De acordo com os peritos do instituto de Criminalidade (IC), ele foi atingido por um tiro no rosto e os outros nas costas. Os peritos acreditam que o PM pode ter sido morto com a própria arma.
Segundo a polícia, o militar, que atuava como comerciante, teria sido levado da casa dele, no bairro da Mirueira, por dois homens. Ele teria sido levado para o local do crime no próprio carro, uma caminhonete, que foi abandonada em Abreu e Lima. Nenhum pertence da vitima foi encontrado. A policia recebeu a informação de que o PM reformado era agiota, o que pode ter motivado o assassinato.

Fonte: Tv jornal uol

Brasil dobra número de presos em 11 anos, diz levantamento; de 726 mil detentos, 40% não foram julgados

Estudo divulgado pelo Ministério da Justiça é de junho de 2016. País é o terceiro do mundo em número de detentos. Estado com maior superlotação é o Amazonas (cinco presos por vaga). Uma nova edição do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) divulgada nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça informa que, em junho de 2016, a população carcerária do Brasil atingiu a marca de 726,7 mil presos, mais que o dobro de 2005, quando o estudo começou a ser realizado. Naquele ano, o Brasil tinha 361,4 mil presos, de acordo com o levantamento. Esses 726 mil presos ocupam 368 mil vagas, média de dois presos por vaga (leia mais abaixo sobre superlotação). "Houve um pequeno acréscimo de unidades prisionais a partir de 2014, muito embora não seja o suficiente para abrigar a massa carcerária que vem aumentando no Brasil. Então, o que nos temos, é um aumento da população carcerária e, praticamente, uma estabilidade no que se refere à oferta de vagas e oferta de estabel…

AFAM: NOVIDADES SOBRE AÇÃO JUDICIAL DA INCORPORAÇÃO DE 100% DO ALE NOS VENCIMENTOS DOS POLICIAIS E BOMBEIROS DE SÃO PAULO

Agora já são em número de 05 as Câmaras de Direito Público a adotar esse entendimento. Novas e recentes decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo, em Mandados de Segurança individuais, têm confirmado o entendimento de que a incorporação total do ALE ao Salário-Base (Padrão) é direito de todos os policiais militares. Em Acórdão de 11 de março de 2013, relativo à Apelação/Reexame Necessário nº. 0029083-82.2012.8.26.0053, assim se manifestou a 6 ª. Câmara de Direito Público do TJ/SP: “Assim, no caso do impetrante, policial em atividade, quinquênios, sexta-parte e RETP incidem sobre as vantagens efetivamente incorporadas, dentre as quais, a partir da LC nº 1.114/10, o ALE”.... http://www.afam.com.br/
Veja abaixo todas as novidades:






REVOLTA DA ASSOCIAÇÃO DOS CABOS E SOLDADOS DA PMESP COM GOVERNO ALCKMIN

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo luta contra uma mentira da Procuradoria Geral do Estado; e, infelizmente, endossada pelo Governador do Estado. Ocorre que a Procuradoria, por meio da suspensão da Tutela Antecipada nº 678 junto ao Supremo Tribunal Federal fez constar em sua petição o valor aproximado de R$ 1,5 bilhão. Em síntese, disse ao Presidente do STF, Exmo. Senhor Ministro Ayres Britto que o custo criaria uma lesão ao erário público, assim, permitiu suprimir verbas alimentares de Policiais Militares. Neste sentido, passamos a conhecer melhor o Governo Geraldo Alckmin.
O Governo do Estado tinha conhecimento que o Policial Militar recebia o recálculo retroativo a novembro de 2010 por intermédio de uma ação judicial; e que nunca se tratou de uma tutela antecipada mas sim, de cumprimento provisório de sentença, iniciado após o Tribunal de Justiça de São Paulo, na 2ª Instância, ter garantido a fórmula correta de cálculo da verba aos Policiais…