Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

PEC102 se une a PEC51, e a outras PECs, o "caldeirão das bruxas" vai por fim as Polícias Militares do Brasil

Em sua 7ª Reunião, no dia 10 de junho de 2014, a Mesa do Senado aprovou o Requerimento nº 173, de 2014, veja na integra, que solicita a tramitação conjunta das Propostas de Emenda à Constituição nºs 51, de 2013 (que tramita em conjunto com a Proposta de Emenda à Constituição nº 73, de 2013); 52, de 2009 (que tramita em conjunto com a Proposta de Emenda à Constituição nº 25, de 2007); 40, de 2012; 102, de 2011; 52, de 2012; e 49, de 2009. Com a aprovação do Requerimento nº 173, de 2014, fica prejudicado o Requerimento nº 340, de 2014, de desapensamento. 
As matérias passam a tramitar em conjunto e vão ao Plenário.

Fala PolicialBR:
Vamos a um resumo do "caldeirão das bruxas"


A PEC51 que altera os arts. 21, 24 e 144 da Constituição; acrescenta os arts. 143-A, 144-A e 144-B, reestrutura o modelo de segurança pública a partir da desmilitarização do modelo policial, veja na integra, que tramita em conjunto com a Proposta de Emenda à Constituição nº 73, de 2013 que altera a redação do § 1º do art. 144 da Constituição Federal, para determinar que a Polícia Federal é órgão estruturado em carreira única, veja na integra e PEC52 que altera o art. 144 da Constituição Federal para identificar a Polícia Hidroviária Federal como órgão do sistema de segurança pública, veja na integra(que tramita em conjunto com a Proposta de Emenda à Constituição nº 25, de 2007 que dá nova redação ao § 8º do art.144 da Constituição Federal, para ampliar as funções das guardas municipais, veja na integra), que por sua vez tramita em conjunto com as PECs 40, de 2012, que modifica os arts. 30 e 144 da Constituição Federal para dar ao Município competência para a criação de áreas estratégicas de pacificação social e ordenamento urbano, e para as guardas municipais o exercício de atividades de polícia ostensiva, nos limites definidos em convênio com os Estados, veja na integra, PEC102, de 2011 que altera dispositivos da Constituição Federal para permitir à União e aos Estados a criação de polícia única e dá outras providências, veja na integra, PEC52, de 2013, que altera o art. 144 da Constituição Federal para identificar a Polícia Hidroviária Federal como órgão do sistema de segurança pública, veja na integra, e por fim a PEC49, de 2009, que Acrescenta o inciso V ao § 1º do art. 144 da Constituição Federal, para incluir dentre as atribuições da polícia federal a de proporcionar segurança ao Presidente e ao Vice-Presidente da República, bem como aos Chefes de Estado estrangeiros, quando no Brasil, veja na integra. Muito bem, todas as PECs unidas.
Agora você mistura tudo batendo por alguns anos no liquidificador, deixa descansar por alguns meses e leva ao forno por mais um ano, pronto o fim das Polícias Militares do Brasil pode ser servido ao País.
Caros irmão e imãs de farda, venho falando já a alguns anos da necessidade de nos unirmos para criarmos força política e eleger os nossos e, mais uma vez, deixo a frase de Platão que deve estar se revirando no tumulo de tanto que eu sito a frase dele, vamos lá mais uma vez: "Não a nada de errado com àqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados por aqueles que gostam - Platão"
Senhores e senhoras policiais militares, se fundado o Partido Militar Brasileiro iria ter duas horas na TV em cadeia Nacional, assim, esclareceria a população a respeito do que acabaram de ler e, com a opinião pública ao nosso lado faríamos frente, no caso, ao “caldeirão das bruxas” que poder por fim as Polícias Militares do Brasil.

Vejam o vídeo

Comentários

  1. Tava mais do que na hora disso acontecer!!!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo falou certo, estava realmente na hora, não podemos ficar vinculados a esses partido políticos militares nascidos de associações militares que só olham para o seu umbigo,temos que virar a página,já basta a forma como a sociedade nos olha.

    ResponderExcluir
  3. esse modelo de policia esta falido,mudanças pra ontem,este modelo só beneficia os ***

    ResponderExcluir
  4. Está mais que na hora de desmilitarizar a polícia...Que esse dia venha logo!

    ResponderExcluir
  5. PRA QUEM INTERESSA MANTER UMA INSTITUIÇÃO, A SOCIEDADE QUER MUDANÇAS, O SISTEMA TRAZ MUITO A POUCOS E NADA A MUITOS.

    ResponderExcluir
  6. Absurdo dos absurdos, querer por fim ao status de militar das nossas pm e bm. Ao longo de um passado milenar, observamos que apenas duas instituições sobreviveram intactas: a igreja e o militarismo. Todo o restante caiu, vítima da História e do esquecimento. Agora, a turma de moderninhos quer jogar fora essa grande conquista e no final do túnel, cair na vala comum do inps. E tudo por quê? alegam que alguns ganham mais... Ora, é só estudar e ser promovido e se dedicar. O único lugar onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário! No militarismo somos protegidos pelo regulamento. Sabemos o que se deve e não se deve fazer. Os jovens ou os inconsequentes hão de se arrepender e muito se essa absurda bobagem se transmudar em péssima realidade.

    ResponderExcluir
  7. Abandone esse capitão e esse partido militar! O mundo falando em desmilitarização e nós continuamos presos ao passado tenebroso que este modelo sempre nos impôs. Pec 51 já! Isso sim é liberdade política e direitos reconhecidos. Ta na hora de mudanças e mudanças reais, não encher de oficial no poder, isso a história já provou que é um erro...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

AFAM: NOVIDADES SOBRE AÇÃO JUDICIAL DA INCORPORAÇÃO DE 100% DO ALE NOS VENCIMENTOS DOS POLICIAIS E BOMBEIROS DE SÃO PAULO

Agora já são em número de 05 as Câmaras de Direito Público a adotar esse entendimento. Novas e recentes decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo, em Mandados de Segurança individuais, têm confirmado o entendimento de que a incorporação total do ALE ao Salário-Base (Padrão) é direito de todos os policiais militares. Em Acórdão de 11 de março de 2013, relativo à Apelação/Reexame Necessário nº. 0029083-82.2012.8.26.0053, assim se manifestou a 6 ª. Câmara de Direito Público do TJ/SP: “Assim, no caso do impetrante, policial em atividade, quinquênios, sexta-parte e RETP incidem sobre as vantagens efetivamente incorporadas, dentre as quais, a partir da LC nº 1.114/10, o ALE”.... http://www.afam.com.br/
Veja abaixo todas as novidades:






Com filho no colo, PM de folga reage a assalto e mata ladrões em farmácia; vídeo

Segundo informações em boletim de ocorrência, assaltante chegou a apontar arma para policial que segurava a criança. Dupla não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Um policial militar de folga matou dois ladrões que tentaram assaltar uma farmácia no Jardim Paulista, em Campo Limpo Paulista (SP), na noite de sábado (18). O policial estava na farmácia com a mulher e com o filho pequeno no colo, quando os criminosos – um deles armado – entraram e anunciaram o assalto (veja no vídeo acima). De acordo com o boletim de ocorrência, logo que entrou na farmácia, um dos suspeitos apontou a arma em direção ao policial militar com a criança no colo. Na hora, o PM se identificou, sacou o revólver e deu ordem de prisão para os criminosos. No entanto, o suspeito passou a atirar contra o policial que, mesmo com o filho no colo, revidou os disparos, matando o ladrão armado e também o comparsa – que já havia rendido o gerente da farmácia, ainda segundo o boletim de ocorrência.A perícia técnica f…

Ministro Dias Toffoli recebe ACS e advocacia Pereira Martins no STF

No dia 16/11/2017, o Ministro Dias Toffoli recebeu em seu gabinete no Supremo Tribunal Federal (STF) o vice-presidente e o diretor Jurídico da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo (ACSPMESP), respectivamente Antonio Carlos do Amaral Duca e Marcelo A. Camargo, acompanhados do Dr. Eliezer Pereira Martinspara despacho que versou sobre o recurso extraordinário com repercussão geral 565089 –indenização pelo não encaminhamento de projeto de Lei de reajuste anual dos vencimentos dos servidores públicos (Tema 19 de repercussão geral – mora do Executivo – Art. 37, X da Constituição Federal). Na oportunidade, argumentou-se com o Ministro a peculiar condição de vulnerabilidade dos agentes públicos que são privados do direito à sindicalização e à greve, a exemplo dos policiais militares, destituídos que são de mecanismos de proteção legal em face de políticas governamentais de omissão em relação à reposição da inflação e os efeitos nefastos da corrosão do pod…

REVOLTA DA ASSOCIAÇÃO DOS CABOS E SOLDADOS DA PMESP COM GOVERNO ALCKMIN

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo luta contra uma mentira da Procuradoria Geral do Estado; e, infelizmente, endossada pelo Governador do Estado. Ocorre que a Procuradoria, por meio da suspensão da Tutela Antecipada nº 678 junto ao Supremo Tribunal Federal fez constar em sua petição o valor aproximado de R$ 1,5 bilhão. Em síntese, disse ao Presidente do STF, Exmo. Senhor Ministro Ayres Britto que o custo criaria uma lesão ao erário público, assim, permitiu suprimir verbas alimentares de Policiais Militares. Neste sentido, passamos a conhecer melhor o Governo Geraldo Alckmin.
O Governo do Estado tinha conhecimento que o Policial Militar recebia o recálculo retroativo a novembro de 2010 por intermédio de uma ação judicial; e que nunca se tratou de uma tutela antecipada mas sim, de cumprimento provisório de sentença, iniciado após o Tribunal de Justiça de São Paulo, na 2ª Instância, ter garantido a fórmula correta de cálculo da verba aos Policiais…

Policial civil é encontrada morta dentro de casa e com sinais de violência em Sorocaba

Corpo foi achado em imóvel no Jardim Novo Horizonte, na Zona Norte da cidade. Polícia trata o caso como homicídio, que será investigado. Uma policial civil foi encontrada morta dentro da casa, na manhã desta quinta-feira (16), no bairro Jardim Novo Horizonte, na Zona Norte de Sorocaba (SP). Esmarlei Demétrio da Silva tinha 56 anos, completados na terça-feira (14). Segundo informações da Polícia Civil, o corpo da vítima, que trabalhava no 4º Distrito policial de Sorocaba, foi encontrado com sinais de violência. O caso será tratado pela polícia como homicídio. Não há informações sobre suspeitos e a motivação do crime. Fonte: G1