Pular para o conteúdo principal

Rádio PolicialBR 24 horas com você. Notícias e entretenimento.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

A Polícia Militar de São Paulo é a que mais mata no Brasil

Candidatos ao governo de SP terão de tornar as polícias menos truculentas e mais eficientes

A polícia do estado de São Paulo é a que mais mata no Brasil. Dos 1.890 brasileiros mortos em confronto com policiais no ano de 2012, 563, ou 29%, foram mortos pela polícia paulista, de acordo com dados do 7º anuário brasileiro de segurança pública.
Em todo território americano, que conta com mais de 300 milhões de habitantes, foram 410 mortes no mesmo período, 26% a menos.

No primeiro trimestre deste ano, a letalidade policial no estado de São Paulo teve um aumento de 136% em comparação ao mesmo período de 2013. Foram 163 mortes contra 69. Na capital, a alta é de 207%.

As regiões periféricas são as que mais sofrem com o despreparo das polícias. Segundo o coordenador do movimento Periferia Ativa, Josué Augusto do Amaral, a relação ficou ainda mais insustentável depois da onda de assassinatos ocorrida no segundo semestre de 2012. Em muitos dos casos, a atuação de grupos de extermínio formados por policiais militares é investigada.

Um dos casos investigados é o de Ezequiel Nascimento Cruz. Ele estava com outros 4 colegas na periferia de Guarulhos, Região Metropolitana de São Paulo, quando homens encapuzados passaram atirando. Ezequiel e outro rapaz não resistiram. Quase 2 anos depois, a angústia da família permanece.

Outra medida considerada importante, de acordo com especialistas ouvidos pela CBN, é a criação de uma polícia de ciclo completo, uma das propostas da Pec 51. É preciso ainda melhorar o salário dos policiais, mais transparência nas corregedorias e independência das ouvidorias.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado afirma que não compactua com o desvio de conduta e que vem atuando para melhorar a atuação policial.



Fonte CBN


Especialistas debatem os desafios do governo de SP na área de segurança pública

Segundo o vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, os resultados só virão com uma mudança brusca na legislação, como prevê a PEC 51.
Em janeiro deste ano, o governo do estado anunciou um plano de metas com bonificações aos policiais. O modelo de meritocracia prevê um bônus que pode chegar a até R$ 8 mil por ano para quem reduzir os índices de criminalidade. 
A medida foi recebida com ressalvas por especialistas. Para o advogado criminal e professor da escola de direito da Fundação Getúlio Vargas, Theo Dias, é preciso cautela para traçar com clareza os parâmetros de premiação. 
Já Sérgio Adorno, coordenador do Núcleo de Estudos da Violência da USP, acredita que o bônus provoca apenas um efeito imediato. O ideal seria investir na formação profissional dos policiais civis e militares.

Outro programa lançado pelo governo Geraldo Alckmin foi a ‘Operação Delegada estadual’, que prevê diárias extras aos PMs, oficializando o chamado bico. De acordo com o governo do estado, os policiais podem receber até R$ 1.500 a mais em um mês pelas horas extras. A ideia é aumentar o efetivo nas ruas. Para o cientista político Guaracy Mingardi, a exemplo do bônus policial, a operação delegada nada mais é do que tapar o sol com a peneira.
A diretora do Instituto Sou da Paz, Luciana Guimarães, avalia que a operação delegada é importante para situações momentâneas. Mas que o governo deveria pensar em medidas de médio e longo prazo.
Já a lei do desmanche, que regulamenta a atividade em todo o Estado, é vista com bons olhos. A questão é se, de fato, a medida vai pegar.
Com a lei, os estabelecimentos são obrigados a se credenciar no departamento estadual de trânsito e na Secretaria da Fazenda. Todas as peças dos carros devem ser identificadas e ter notas fiscais emitidas. Com a medida, o governo do Estado espera diminuir os roubos e furtos de carro e também os latrocínios.
Embora as medidas tenham seu lado positivo e negativo, não resolvem o problema da segurança pública no Estado, na avaliação do vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima. Para ele, os resultados só virão com uma mudança brusca na legislação, como prevê a PEC 51.



Fonte CBN

Comentários

  1. PELO JEITO O GOVERNO E A POPULAÇÃO PREFERE QUE OS POLICIAIS MORRAM SEM REAGIR, SE MUITOS MARGINAIS MORREM EM CONFRONTO É PORQUE ASSUMIRAM O RISCO DE ENFRENTAR A POLICIA, NOS ESTADOS UNIDOS A LEGISLAÇÃO É DIFERENTE, LÁ SE UM CIVIL/MARGINAL AGRIDE UM POLICIAL ELE É PROCESSADO E CONDENADO, AQUI AS LEIS SÃO MAIS FAVORÁVEIS AOS CRIMINOSOS DO QUE AOS QUE SERVEM A POPULAÇÃO.
    COMO SE DIZ NO JARGÃO POLICIAL É MELHOR SER JULGADO POR "SETE" DO QUE SER CARREGADO POR "SEIS".
    POLICIAL NÃO PODE SE DESCUIDAR DA SEGURANÇA, ELE É UM ALVO FÁCIL DE SE IDENTIFICAR, JÁ O MARGINAL NÃO, USA DA CLANDESTINIDADE PARA FUZILAR O POLICIAL.
    NINGUÉM E NEM MESMO POLICIAL GOSTA DE ENFRENTAR A BALAS OS MARGINAIS, SE SE FOR NECESSÁRIO, QUE O POLICIAL TENHA MELHOR RESULTADO, QUE NÃO SEJA NOSSAS FAMÍLIAS A CHORAR.
    PRECISAMOS REVER ESSE CONCEITO, POLICIAL NÃO É MARGINAL, É UM CIDADÃO QUE FOI RETIRADO DA SOCIEDADE PARA SERVI-LA, SER POLICIAL É UM HERÓI, QUE DEVE RESPEITAR E SER RESPEITADO.
    NUNCA VÍ POLÍTICOS SENTAREM NUMA VIATURA E ENFRENTAR MARGINAIS, OU QUANDO FEZ, USOU DO SISTEMA PARA SE ELEGER E FAZER POUCO PARA A CLASSE.
    SE OS MARGINAIS ESCOLHERAM ESSA VIDA, O AZAR É DELES.
    QUE "DEUS" NOSSO PAI ABENÇOE TODOS OS POLICIAIS DO BRASIL E DO MUNDO E SEUS FAMILIARES TAMBÉM.

    ResponderExcluir
  2. É verdade. É a que mais mata, mas um fato que esses esquerdizóides e liberalóides não citam e a que mais morre. No maior Estado do Brasil, uma das polícias mais mal paga, embora no Estado mais rico, uma legislação ridícula e estapafúrdia, onde a apuração de crimes é quase inexistente e o sistema prisional é, talvez, o pior do mundo. Some-se a isso a desigualdade social e essa corja de corruptos, mentirosos e hipócritas encastelados no poder que estão levando o país para o caos. Comparar com os Estados Unidos é algo descabido e ridículo. Finalmente, um monte de babacas dando opiniões com viés ideológico.

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que tão matando, eu acho pouco ainda

    ResponderExcluir
  4. Porque não fala das 73, morte de Policial de janeiro a julho no EUA, MORREU 2 Policiais no mesmo período... Estes tipos de matéria, fortalece o MAU(crime) e desprestigia o BEM (Policia).

    ResponderExcluir
  5. Diz-se a que mais mata, porque é a que mais trabalha e se o desfecho das ocorrências uma parte é com o marginal morto, o resultado é muito fácil de entender hoje o criminoso são mais violentos e o crime organizado determina aos marginais que enfrentam os PM´S afim de executar os agentes sem misericórdia com o proposito de intimidar os profissionais. Não esquentem Deus esta protegendo esses Policiais honestos e anjos do Senhor contra o mal...

    ResponderExcluir
  6. Durante vinte anos atuei nas periferias de SP, como morador o dobro, vi muitas famílias se mudarem, destruírem seus sonhos, diante da vitimização por ações de criminosos. Naquela época, era comum apartar a pessoa de bem do criminoso, mas isso hoje não ocorre, pois, alguns representantes do povo são provindos dessas regiões e tem o curriculum que dá inveja a qualquer infrator da lei. Mas, lembre-se: são representantes e tem a mídia a seu favor, seus apoiadores nesses bairros, verdadeiros oportunistas despreparados de amostra confiável e real para suas afirmativas, ainda que morem, não vivem a realidade em sua plenitude sobre as questões de segurança pública. Falar em despreparo de policiais que atuam nessas regiões onde o tráfico prevalece,em grande parte, alimentado por "pessoas de bem", onde há FunK Ostentação, mas com o seu carro, com o tênis do seu filho ou quem sabe com o cordão de ouro ou celular que acabará de ser roubado de uma residência cujas pessoas passaram por momentos de terror: ameaças de morte, de estupro e até mesmo a morte, certamente, cometidos por menores e reincidentes que não exitam em atirar em suas vítimas. São essas "pessoas" as quais os policias tem contato no seu dia a dia. Não sei o que será das policiais no Brasil, pois, fazem comparativos com EUA ao referenciarem índices. Nas universidades, a exemplo: USP, tecem comentários sobre as policias, em tom generalizador.Sem avaliar riscos da atividade policial. Certamente, um país no qual não se respira a ordem, suspira-se a desordem, então, temos o caos presente e seu restabelecimento em qualquer estado é feito por pessoas não em trajes civis, mas ostensivamente fardados e identificados.

    ResponderExcluir
  7. Ninguem fala de mortes de policiais; ninguem fala da ousadia dos bandidos, principalmente menores; ninguem fala que a população foi desarmada, enquanto que bandidos ostentam armas de grosso calibre. Somente a PM é citada em pesquisas; tudo por estar na linha de frente, enfrentando essa bandidagem, dando segurança para a população que sofre nas mãos dos marginais. Acho que ja passou da ora do PM se "mancar" e deixar de querer ser o "salvador da patria".

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE ESCREVER LEIA COM ATENÇÃO: Palavras de baixo calão, racismo, ofensas, ameaças e tudo mais de não estejam de acordo com os bons costumes e as leis vigentes não será aprovado. Expressão do pensamento é um direito Constitucional, expresse o seu com educação e propriedade. Os comentários publicados não traduzem a opinião do blog. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. O IP do comentarista fica arquivado e pode ser fornecido por Ordem Judicial.

| Mais Acessados na Última Semana |

ROTA invade tribunal e resgata ex-presidiário

Sim, o título acima está correto. Numa incrível operação relâmpago, PMs de ROTA impedem que tribunal do crime assassine um ex-presidiário

A ROTA está nas ruas 24 horas por dia, todos os dias, o ano inteiro. Seu efetivo é dividido em três Companhias: Noturna, Matutina e Vespertina. Esta matéria relata uma incrível ocorrência de resgate conduzida pelo Pelotão do Tenente PM Soares, que patrulhava a Zona Leste de São Paulo às 21:40 nesta segunda-feira, dia 14. “O despacho do Policiamento de Choque do COPOM nos informou que uma pessoa estava sendo torturada na favela Eliane, numa casa com detalhes verdes no seu portão, localizada na rua Esperança. Pelas particularidades que nos foram relatadas, estava claro que a ocorrência envolvia a ação de um ‘tribunal do crime’ provavelmente comandado pelo PCC. Imediatamente acionei meu Pelotão”, relata o Tenente de ROTA Soares. O nome dessa rua, 'Esperança', não podia ser menos adequado em função do cenário que os PMs iriam encontrar em poucos…

Aprovado PL que da poder de polícia administrativa às polícias e bombeiros militares do Brasil

O poder de polícia administrativa trás condições das polícia militares e bombeiros atuarem de forma efetiva em eventos, estabelecimentos comerciais e outros. Autor: Capitão Augusto - PR/SPData da apresentação:  04/02/2015 Ementa: Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Polícia de Preservação da Ordem Pública, e dá outras ...Leia integra do PL 196/2015Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Pol…

Usar arma de uso restrito com porte ilegal agora é crime hediondo

Aprovada urgência para projeto que torna crime hediondo o porte ilegal de armas de uso restrito O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 332 votos a 7 e 2 abstenções, o regime de urgência para o Projeto de Lei 3376/15, do Senado, que torna crime hediondo a posse ou o porte ilegal de arma de fogo de uso restrito das forças policiais e militares. Após a votação, a sessão ordinária foi encerrada. Projeto de Lei do Senado nº 230, de 2014, de autoria do Senador Marcelo Crivella, constante dos autógrafos em anexo, que “Altera a Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, para incluir o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito no rol dos crimes hediondos”. A Lei 8.072/90 define como hediondos os crimes de homicídio praticado por grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; genocídio; extorsão qualificada por morte; extorsão mediante sequestro; estupro; disseminação de epidemia que provoque morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto …

Policiais e bombeiros militares não sabem a força que tem

Deputado Federal Capitão Augusto orienta os militares de São Paulo sobre a força política da classe
Por mais que façamos aqui pela Câmara dos Deputados, aprovando projetos dando mais direitos e garantias aos policiais e não deixando ser aprovado nenhum projeto que os prejudique, a grande reivindicação que recebo dos policiais refere-se a questão do aumento salarial.
Infelizmente Deputados não podem apresentar projetos que gerem despesas para o executivo, então está fora de nossa competência atender essa solicitação, o que nos resta é cobrar (e muito) do governador e fazer articulação para que ele conceda o tão esperado aumento salarial.
Hoje temos força política para eleger representantes para Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e para todos cargos nas eleições municipais. Está na hora de influenciarmos as eleições para Governador e Senador, um que reconheça nosso valor, ou ficaremos fadados a apenas reclamar nos bastidores.
Nós podemos muito mais que isso! Somos quase 150.000 po…

Vaccarezza é preso em nova fase da Operação Lava Jato em São Paulo

Ex-deputado, que deixou o PT, foi líder dos governos Lula e Dilma. Segundo o MPF, ele recebeu a maior parte de um total de propina que soma US$ 500 mil. O ex-líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados Cândido Vaccarezza, que deixou o PT, foi preso nesta sexta-feira (18) em São Paulo. Ele é alvo da Operação Abate, uma das duas novas fases da Operação Lava Jato deflagradas nesta manhã. A prisão é temporária, válida por cinco dias. Por volta das 9h, Vaccarezza estava em casa sob custódia da PF. Ele deve seguir para Curitiba ainda nesta sexta. O G1 tenta contato com a defesa do ex-deputado, com PT e com as empresas citadas. Principais pontos das investigações Ações apuram o favorecimento de empresas estrangeiras em contratos com Petrobras. Operação Abate investiga fraudes no fornecimento de asfalto para a Petrobras por uma empresa norte-americana, entre 2010 e 2013. Funcionários da Petrobras, o PT e, principalmente, Cândido Vaccarezza teriam recebido propinas que somam US$ 5…