Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

A Polícia Militar de São Paulo é a que mais mata no Brasil

Candidatos ao governo de SP terão de tornar as polícias menos truculentas e mais eficientes

A polícia do estado de São Paulo é a que mais mata no Brasil. Dos 1.890 brasileiros mortos em confronto com policiais no ano de 2012, 563, ou 29%, foram mortos pela polícia paulista, de acordo com dados do 7º anuário brasileiro de segurança pública.
Em todo território americano, que conta com mais de 300 milhões de habitantes, foram 410 mortes no mesmo período, 26% a menos.

No primeiro trimestre deste ano, a letalidade policial no estado de São Paulo teve um aumento de 136% em comparação ao mesmo período de 2013. Foram 163 mortes contra 69. Na capital, a alta é de 207%.

As regiões periféricas são as que mais sofrem com o despreparo das polícias. Segundo o coordenador do movimento Periferia Ativa, Josué Augusto do Amaral, a relação ficou ainda mais insustentável depois da onda de assassinatos ocorrida no segundo semestre de 2012. Em muitos dos casos, a atuação de grupos de extermínio formados por policiais militares é investigada.

Um dos casos investigados é o de Ezequiel Nascimento Cruz. Ele estava com outros 4 colegas na periferia de Guarulhos, Região Metropolitana de São Paulo, quando homens encapuzados passaram atirando. Ezequiel e outro rapaz não resistiram. Quase 2 anos depois, a angústia da família permanece.

Outra medida considerada importante, de acordo com especialistas ouvidos pela CBN, é a criação de uma polícia de ciclo completo, uma das propostas da Pec 51. É preciso ainda melhorar o salário dos policiais, mais transparência nas corregedorias e independência das ouvidorias.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado afirma que não compactua com o desvio de conduta e que vem atuando para melhorar a atuação policial.



Fonte CBN


Especialistas debatem os desafios do governo de SP na área de segurança pública

Segundo o vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, os resultados só virão com uma mudança brusca na legislação, como prevê a PEC 51.
Em janeiro deste ano, o governo do estado anunciou um plano de metas com bonificações aos policiais. O modelo de meritocracia prevê um bônus que pode chegar a até R$ 8 mil por ano para quem reduzir os índices de criminalidade. 
A medida foi recebida com ressalvas por especialistas. Para o advogado criminal e professor da escola de direito da Fundação Getúlio Vargas, Theo Dias, é preciso cautela para traçar com clareza os parâmetros de premiação. 
Já Sérgio Adorno, coordenador do Núcleo de Estudos da Violência da USP, acredita que o bônus provoca apenas um efeito imediato. O ideal seria investir na formação profissional dos policiais civis e militares.

Outro programa lançado pelo governo Geraldo Alckmin foi a ‘Operação Delegada estadual’, que prevê diárias extras aos PMs, oficializando o chamado bico. De acordo com o governo do estado, os policiais podem receber até R$ 1.500 a mais em um mês pelas horas extras. A ideia é aumentar o efetivo nas ruas. Para o cientista político Guaracy Mingardi, a exemplo do bônus policial, a operação delegada nada mais é do que tapar o sol com a peneira.
A diretora do Instituto Sou da Paz, Luciana Guimarães, avalia que a operação delegada é importante para situações momentâneas. Mas que o governo deveria pensar em medidas de médio e longo prazo.
Já a lei do desmanche, que regulamenta a atividade em todo o Estado, é vista com bons olhos. A questão é se, de fato, a medida vai pegar.
Com a lei, os estabelecimentos são obrigados a se credenciar no departamento estadual de trânsito e na Secretaria da Fazenda. Todas as peças dos carros devem ser identificadas e ter notas fiscais emitidas. Com a medida, o governo do Estado espera diminuir os roubos e furtos de carro e também os latrocínios.
Embora as medidas tenham seu lado positivo e negativo, não resolvem o problema da segurança pública no Estado, na avaliação do vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima. Para ele, os resultados só virão com uma mudança brusca na legislação, como prevê a PEC 51.



Fonte CBN

Comentários

  1. PELO JEITO O GOVERNO E A POPULAÇÃO PREFERE QUE OS POLICIAIS MORRAM SEM REAGIR, SE MUITOS MARGINAIS MORREM EM CONFRONTO É PORQUE ASSUMIRAM O RISCO DE ENFRENTAR A POLICIA, NOS ESTADOS UNIDOS A LEGISLAÇÃO É DIFERENTE, LÁ SE UM CIVIL/MARGINAL AGRIDE UM POLICIAL ELE É PROCESSADO E CONDENADO, AQUI AS LEIS SÃO MAIS FAVORÁVEIS AOS CRIMINOSOS DO QUE AOS QUE SERVEM A POPULAÇÃO.
    COMO SE DIZ NO JARGÃO POLICIAL É MELHOR SER JULGADO POR "SETE" DO QUE SER CARREGADO POR "SEIS".
    POLICIAL NÃO PODE SE DESCUIDAR DA SEGURANÇA, ELE É UM ALVO FÁCIL DE SE IDENTIFICAR, JÁ O MARGINAL NÃO, USA DA CLANDESTINIDADE PARA FUZILAR O POLICIAL.
    NINGUÉM E NEM MESMO POLICIAL GOSTA DE ENFRENTAR A BALAS OS MARGINAIS, SE SE FOR NECESSÁRIO, QUE O POLICIAL TENHA MELHOR RESULTADO, QUE NÃO SEJA NOSSAS FAMÍLIAS A CHORAR.
    PRECISAMOS REVER ESSE CONCEITO, POLICIAL NÃO É MARGINAL, É UM CIDADÃO QUE FOI RETIRADO DA SOCIEDADE PARA SERVI-LA, SER POLICIAL É UM HERÓI, QUE DEVE RESPEITAR E SER RESPEITADO.
    NUNCA VÍ POLÍTICOS SENTAREM NUMA VIATURA E ENFRENTAR MARGINAIS, OU QUANDO FEZ, USOU DO SISTEMA PARA SE ELEGER E FAZER POUCO PARA A CLASSE.
    SE OS MARGINAIS ESCOLHERAM ESSA VIDA, O AZAR É DELES.
    QUE "DEUS" NOSSO PAI ABENÇOE TODOS OS POLICIAIS DO BRASIL E DO MUNDO E SEUS FAMILIARES TAMBÉM.

    ResponderExcluir
  2. É verdade. É a que mais mata, mas um fato que esses esquerdizóides e liberalóides não citam e a que mais morre. No maior Estado do Brasil, uma das polícias mais mal paga, embora no Estado mais rico, uma legislação ridícula e estapafúrdia, onde a apuração de crimes é quase inexistente e o sistema prisional é, talvez, o pior do mundo. Some-se a isso a desigualdade social e essa corja de corruptos, mentirosos e hipócritas encastelados no poder que estão levando o país para o caos. Comparar com os Estados Unidos é algo descabido e ridículo. Finalmente, um monte de babacas dando opiniões com viés ideológico.

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que tão matando, eu acho pouco ainda

    ResponderExcluir
  4. Porque não fala das 73, morte de Policial de janeiro a julho no EUA, MORREU 2 Policiais no mesmo período... Estes tipos de matéria, fortalece o MAU(crime) e desprestigia o BEM (Policia).

    ResponderExcluir
  5. Diz-se a que mais mata, porque é a que mais trabalha e se o desfecho das ocorrências uma parte é com o marginal morto, o resultado é muito fácil de entender hoje o criminoso são mais violentos e o crime organizado determina aos marginais que enfrentam os PM´S afim de executar os agentes sem misericórdia com o proposito de intimidar os profissionais. Não esquentem Deus esta protegendo esses Policiais honestos e anjos do Senhor contra o mal...

    ResponderExcluir
  6. Durante vinte anos atuei nas periferias de SP, como morador o dobro, vi muitas famílias se mudarem, destruírem seus sonhos, diante da vitimização por ações de criminosos. Naquela época, era comum apartar a pessoa de bem do criminoso, mas isso hoje não ocorre, pois, alguns representantes do povo são provindos dessas regiões e tem o curriculum que dá inveja a qualquer infrator da lei. Mas, lembre-se: são representantes e tem a mídia a seu favor, seus apoiadores nesses bairros, verdadeiros oportunistas despreparados de amostra confiável e real para suas afirmativas, ainda que morem, não vivem a realidade em sua plenitude sobre as questões de segurança pública. Falar em despreparo de policiais que atuam nessas regiões onde o tráfico prevalece,em grande parte, alimentado por "pessoas de bem", onde há FunK Ostentação, mas com o seu carro, com o tênis do seu filho ou quem sabe com o cordão de ouro ou celular que acabará de ser roubado de uma residência cujas pessoas passaram por momentos de terror: ameaças de morte, de estupro e até mesmo a morte, certamente, cometidos por menores e reincidentes que não exitam em atirar em suas vítimas. São essas "pessoas" as quais os policias tem contato no seu dia a dia. Não sei o que será das policiais no Brasil, pois, fazem comparativos com EUA ao referenciarem índices. Nas universidades, a exemplo: USP, tecem comentários sobre as policias, em tom generalizador.Sem avaliar riscos da atividade policial. Certamente, um país no qual não se respira a ordem, suspira-se a desordem, então, temos o caos presente e seu restabelecimento em qualquer estado é feito por pessoas não em trajes civis, mas ostensivamente fardados e identificados.

    ResponderExcluir
  7. Ninguem fala de mortes de policiais; ninguem fala da ousadia dos bandidos, principalmente menores; ninguem fala que a população foi desarmada, enquanto que bandidos ostentam armas de grosso calibre. Somente a PM é citada em pesquisas; tudo por estar na linha de frente, enfrentando essa bandidagem, dando segurança para a população que sofre nas mãos dos marginais. Acho que ja passou da ora do PM se "mancar" e deixar de querer ser o "salvador da patria".

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

Justiça Militar manda PM reintegrar cabo acusado de matar atriz durante blitz em Presidente Prudente

Decisão publicada nesta quarta-feira (18) atende a um pedido de tutela de urgência feito pela defesa. Marcelo Aparecido Domingos Coelho foi demitido da corporação em abril de 2015. oi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário da Justiça Militar a decisão do juiz substituto da 2ª Auditoria do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP), Marcos Fernando Theodoro Pinheiro, que determina a imediata reintegração de Marcelo Aparecido Domingos Coelho aos quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em abril de 2015, o então cabo da PM foi demitido pela corporação, após ser acusado no processo que envolveu a morte da atriz e produtora cultural Luana Barbosa durante uma blitz policial na Avenida Joaquim Constantino, na Vila Formosa, em Presidente Prudente.
O juiz levou em consideração a absolvição que Coelho obteve na Justiça Militar, sob o argumento de “legítima defesa” e do “estrito cumprimento do dever legal”, o que, segundo o magistrado, de certa forma, contradiz c…

Policial civil morto em mega-assalto a empresa de valores é enterrado

Vítima foi morta a tiros durante ação dos criminosos que explodiram sede da Protege em Araçatuba (SP). Policial estava de folga. O corpo do policial civil André Luís Ferro da Silva, morto durante o mega-assalto a empresa Protege em Araçatuba (SP) nesta segunda-feira (16), foi enterrado na manhã desta terça-feira (17) em um cemitério particular da cidade. Ferro tinha 37 anos e foi baleado durante a ação. Ele foi socorrido com vida, mas morreu durante atendimento na Santa Casa. Silva era investigador e integrante do Grupo de Operações Especiais (GOE), e deixou filhos e a esposa.
O velório da vítima foi feito em um salão de uma funerária em Araçatuba e, do local, o caixão seguiu em um caminhão do Corpo de Bombeiros em cortejo com viaturas das polícias Militar e Civil até o cemitério. Segundo a Polícia Militar, o policial civil estava de folga do serviço e foi ao local para ver o que acontecia após ser chamado pelos pais, que moram perto da sede da Protege.
O grupo criminoso, cerca de 40 la…

Alckmin propõe reajuste de 7% para policiais

ATENÇÃO- ATENÇÃO ESTA NOTÍCIA É DO ANO DE 2013 E ESTA CIRCULANDO NAS REDES SOCIAIS COMO SENDO ATUAL

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira, 13, o envio à Assembleia Legislativa de um projeto de lei que concede aumento salarial de 7% para os membros da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica. O reajuste também será estendido aos agentes penitenciários. Aposentados e pensionistas das quatro categorias também terão o mesmo benefício. No total, serão beneficiados 172 mil policiais militares, 53 mil policiais civis e 33 mil agentes penitenciários. O custo para o Tesouro do Estado será de R$ 983 milhões por ano. Esta é a terceira vez que o governador Alckmin concede aumento salarial acima da inflação do período. Desde o último reajuste, o índice oficial de inflação acumulada é 5,66%. Em outubro de 2011, os policiais tiveram 15% de aumento retroativo a julho de 2011. Em agosto de 2012, o aumento foi de 11%. Com a nova proposta, o reajus…

PL 920: uma bomba atômica no funcionalismo público que Alckmin quer ver aprovado a todo custo.

O governador Geraldo Alckmin protocolou na quinta-feira, 5/10, o Projeto de Lei 920/2017, que representa uma verdadeira bomba atômica no Estado de São Paulo, sobretudo um verdadeiro ataque aos servidores estaduais e à prestação de serviços públicos. Publicado no Diário Oficial já no dia seguinte, o PL formaliza a renegociação da dívida de São Paulo com a União, ampliando o prazo de pagamento.
            Em contrapartida, o Estado se compromete a cumprir as exigências do governo federal, que impõe um verdadeiro arrocho salarial sobre os servidores públicos. Essa cruel punição aos servidores foi aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional. Seu embrião foi o PLP 257, apresentado pela presidente Dilma, que depois foi maquiado pelo governo Temer e transformado na Lei Complementar federal 156/2016.
            Se o PL 920 for aprovado – e espero que não seja –, haverá um congelamento não só de salários, mas também da evolução funcional de todos os servidores estaduais, ficando suspens…

Mais de 1 milhão de votos foram validados no Prêmio Congresso em Foco. Deputado Capitão Augusto esta entre os melhores de 2017.

Um dos três filtros desta décima edição do Prêmio Congresso em Foco 2017, a consulta popular na internet para a escolha dos melhores deputados e senadores do ano teve 1.034.683 votos validados, distribuídos por 130.113 pessoas, entre 1º e 30 de setembro. Os participantes da votação digital podem ter certeza de uma coisa: poucas consultas feitas pela internet são tão bem monitoradas quanto esta. Os vencedores serão conhecidos na próxima quinta-feira (19), na festa de premiação, a ser realizada no Unique Palace, a partir das 20 horas.
Desta vez, foi adotado o sistema de votação desenvolvido pela mais conceituada empresa de software de pesquisas do mundo, a Survey Monkey,  companhia norte-americana reconhecida mundialmente por sua capacidade de processamento e segurança de dados, e também pela auditoria realizada diariamente em cada um dos votos recebidos. Esses votos passam inicialmente pela checagem e filtragem dos seus números de Internet Protocol – o famoso IP, número pelo qual o di…