Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 


PolíciaBR apóia:

PM estuda punições a policiais que socorreram colega baleado em SP


A Corregedoria da Polícia Militar diz que vai apurar se os policiais que socorreram um colega baleado em janeiro descumpriram a resolução da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo que impede o socorro de vítimas de crimes.
De acordo com a PM, eventuais punições só ocorrerão ao final das investigações.
Ontem, a Folha revelou que um grupo de policiais militares socorreu no dia 10 de janeiro um segurança ferido a tiros numa tentativa de roubo em Moema, na capital.
O socorro, conforme imagens de uma câmera de segurança, ocorreu logo após os policiais retirarem uma carteira de documentos do bolso da vítima --que era um sargento reformado da PM.
Pela resolução, nenhuma pessoa pode ser socorrida por policiais. Em casos de vítimas feridas, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ou os bombeiros devem ser chamados.
O perito Gustavo Dalton, da Associação Brasileira de Criminalística, diz que a norma que prevê a preservação da cena do crime em detrimento do socorro é insensata. "Para a Justiça, descobrir quem é o autor de um crime é menos importante que salvar uma vida", afirma.
Para o deputado Olímpio Gomes (PDT), membro da comissão de segurança da Assembleia, os PMs agiram corretamente. "Tenho dito para os policiais descumprirem a norma e socorrerem. Nenhum juiz vai ser louco de punir um PM que salva vidas."
Folha de São Paulo

Comentários

  1. ESTOU REFORMADO A 22 ANOS EXERCI AS FUNÇÕES DE POLICIAL MILITAR NO TEMPO QUE POLÍCIA ERA POLÍCIA, TINHA ORGULHO DA CORPORAÇÃO; COM ESSA NOVA SAFRA DE COMANDO E COMANDADOS ESTOU COM VERGONHA DE DIZER QUE ERA UM POLICIAL: DO (GOVERNADOR AO COMANDO DE UM DESTACAMENTO HONESTAMENTE ESTOU COM NOJO DE VER AS BARBARIES)

    ResponderExcluir
  2. Hélio Vega de Vasconcelos7 de maio de 2013 10:39

    Essa punição eu cumpriria com prazer!!! Minha consciência estaria me acusando se eu não socorresse um colega nessa situação. Mesmo descumprindo Lei.

    ResponderExcluir
  3. Pela hierárquia das normas, uma Resolução não pode ir de encontro a uma Lei então, já que deixar de prestar socorro a alguém é crime, os PM não desrrespeitaram norma alguma pois, simplismente cupriram a Lei que os obrigava a prestar o socorro.

    ResponderExcluir
  4. O problema não são os juízes e sim os comandantes que acatam tudo o que esse maluco da segurança pública diz.

    ResponderExcluir
  5. QUEM SE HABILITA A DESCUMPRIR? TENTEM!RSRSR

    ResponderExcluir
  6. É INADIMISIVEL PUNIR QUEM ESTA SALVANDO VIDAS,ADORARIA QUE O IMBECIL QUE INBECIL QUE INVENTOU ISSO FOSSE BALEADO E MUITAS VTR EM VOLTA ESPERANDO O RESGATE,,HA COMO EU QUERIA VER ISSO,,,,MAS TODA AÇÃO TEM UMA REAÇÃO E CADA UM COLHE O QUE PLANTA,,PARABENS AOS POLICIAIS PELA INICIATIVA DE SOCORRO,,ISSO PROVA QUE SÃO INTELIGENTES E QUANTO A PUNIÇÃO? SÓ UM INBECIL PRA FAZER ISSO.

    ResponderExcluir
  7. Ordem absurda não se cumpre !!!!
    Os PMs não fizeram mais que a obrigação, omissão de socorro é Crime, eles apenas cumpriram a LEI. Nenhum regulamento pode se
    sobre pôr a CF!

    ResponderExcluir
  8. Que situação hein? tudo graças ao contido na legislaçao federal, elaborada pela secretaria de direitos humanos, justamente para impedir o trabalho da PM.O governo de Sao Paulo baixou a resolução e pau nos prejudicados, pois quem está sofrendo as consequencias não é ele. Agora pune os policiais e pronto. Lava-se as maõs, como sempre.Bons tempos quando policia era policia; quando tínhamos cmt que brigava pela tropa. Hoje a primeira coisa é tratar todos policiais como bandidos. Diz um ditado que " o maior inimigo nosso, somos nos mesmos"; pura verdade, pois para agradar governos, massacra-se a tropa com horarios de trabalho, com escalas extras, com baixos salarios, e principalmente com a falta de retaguarda. Toma-se medidas paliativas, acaba-se com o que estava funcionando, somente para mostrar que estão fazendo coisa nova.

    ResponderExcluir
  9. TENHO MUITA SAUDADES DE QUANDO O GOVERNADOR ERA O SR PAULO MALUF, O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA SR ERASMO DIAS E CMT GERAL DA PMESP SR FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO O QUAL ERA UM CORONEL DE SACO RÔXO DO EXÉRCITO BRASILEIRO.
    HOJE ESTOU REFORMADO, MAS TENHO PENA DOS POLICIAIS, POIS NÃO TEM APOIO ALGUM, MUITO PELO CONTRÁRIO, TEM QUE TRATAR BANDIDO DE EXCELÊNCIA. MAS TENHO FÉ QUE UM DIA AS COISAS MUDARÃO, POIS VAI CHEGAR UMA HORA QUE A POPULAÇÃO DO BEM NÃO VAI MAIS SUPORTAR TANTA BARBARIDADES, QUE VÃO SUPLICAR PARA AS FORÇAS ARMADAS TOMAREM UMA ATITUDE, AI SIM AS COISAS VÃO TOMAR UM RUMO QUE ERA MAIS QUE CERTO, QUANDO MANDAVA OS MILITARES.

    ResponderExcluir
  10. Concordo com o Major Olimpio de que nenhum juiz vai aplicar punição a um policial por socorrer o colega e salvar sua vida, no entanto, comandantes e corregedores, para fazer o nome e ficar bem junto ao governador, certamente aplicarão sanções disciplinares. O que oriento aos colegas é que, caso sejam punidos disciplinarmente por isso, recorram ao judiciario que a punição será cancelada, com certeza.

    ResponderExcluir
  11. Essa resolução é totalmente ilegal.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Postagens mais visitadas deste blog

Banco Santander perde mais de 20 mil clientes em dois dias, após exposição pornográfica

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais.
Não demorou muito para as paginas oficiais do Banco receberem milhares de críticas  dos próprios clientes que decidiram encerrar suas contas no banco ao todo em péssima avaliação foram mais de 22 mil e a cada hora o numero aumenta. Uma das paginas chegou a retirar as avaliações para evitar que as pessoas vissem que o banco esta com péssima qualidade.
Veja os vídeos
Fonte Folha Online

Com 1 milhão da Lei Rouanet, Santander Cultural promove exposição violando Santidade de Jesus e incentivando pedofilia.

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia. Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais. No link do site do Ministério da Cultura a seguir, você confere o processo de concessão do benefício fiscal da Lei Rouanet da grana que o Banco Santander usou para financiar a exposição, o que significa que a instituição financeira não recolheu impostos sobre esse valor: Veja aqui

Veja os vídeo sobre assunto:










Matéria atualizada em 13SET17 FOLHA DE SÃO PAULO Após protesto, mostra com temática LGBT em Porto Alegre é canc…

Tardia e justa promoção, 25 anos depois, PMs do que atuaram no Carandiru são promovidos por mérito.

Três réus pelo massacre trocaram de patente. Secretaria não explica critério. Vinte e cinco anos após o massacre do Carandiru, ocorrido em 2 de outubro de 1992, ao menos três policiais militares da ativa, réus pela chacina que resultou na morte de 111 detentos, tiveram suas últimas promoções por "merecimento".  Para trocar de patente — e consequentente ter um nível hierárquico mais alto e uma remuneração-base maior —, policiais militares podem ser promovidos por "merecimento" ou por "tempo de serviço". De acordo com o Diário Oficial do Estado de 15 de dezembro de 2016 — dois meses após serem anulados os quatro júris que condenaram 74 policiais pelo massacre —, Jair Aparecido Dias dos Santos foi promovido por merecimento de 1º sargento a subtenente. O policial é um dos 15 réus pela invasão do terceiro andar do Pavilhão 9 da Casa de Detenção. Oito presos foram mortos no andar. Um ano e meio antes, em 2015, quando a condenação ainda não havia sido revogada …