Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 


PolíciaBR apóia:

Mulheres de PMs fazem manifestação e impedem saída de policiais para Clássico-Rei

O movimento terminou às 13h40 e o policiais militares forma liberados para reforçar o efetivo para o Clássico-Rei
No fim da manhã deste domingo das mães, cerca de 50 mulheres impediram a saída de policiais do Batalhão de Eventos da Polícia Militar que iriam ao Estádio Presidente Vargas para reforçar o esquema de policiamento montado com 660 homens.
Em reunião após a manifestação, ficou acordado que o governador Cid Gomes e o secretário de segurança pública, coronel Bezerra, receberão uma comissão representativa de 3 lideranças da Associação das Esposas dos Praças e Militares do Estado do Ceará (Assepec) no dia 24 deste mês, caso não haja outro protesto.
Nesta reunião estarão em pauta expulsões e suspensões de policiais que participaram da reunião do dia 3 de janeiro de 2012, a transferência de 100 policiais militares da Capital para o interior, além da discussão de pontos que não foram pontuados no dissídio de 2011 e 2012.
Os homens que foram impedidos de ir ao PV participam do efetivo de 660 homens que fazem o policiamento para o Clássico-Rei. Foto: Facebook Capitão Wagner/Divulgação
Homens do Batalhão de Choque foram chamados junto ao Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) para conter o movimento, que cessou por volta das 13h40 da tarde deste domingo, com a liberação dos policiais para participar do esquema de segurança do Clássico-Rei.
O comandante do Batalhão de Eventos, Major George, foi procurado pela Redação Web, mas não atendeu às ligações.
Diário do Nordeste

Comentários

  1. ai esta a verdadeira DITADURA, prisão, expulsão, transferência, e os caras que estão no poder dizem que o BRASIL É EXEMPLO DE PAIS, pois aqui impera a DEMOCRACIA, ISSO AI É DEMOCRACIA, ISSO É ATO DE TERRORISMO CONTRA ESSES PM E SEUS FAMILIARES, e ainda tem uns bunda moles de PM que ficam vibrando, babando o ovo de OFICIAIS, dando risadinha como ENAS, tomem vergonha nas caras, sejam homens, precisam as MULHERES SE MANIFESTAREM, cavardes , o GOVERNO QUER EXPULSAR, BELA MERDA, esse ordenado de fome se ganha em qualquer setor civil, SEM, PASSAR POR HUMILHAÇÕES, SEM CADEIA, COM DIREITO A FUNDO DE GARANTIA, TRATADO COMO CIDADÃO BRASILEIRO, agora passar por isso para receber no fim do mês um salario de fome, SÓ SENDO BURRO DE CARROÇA, OTÁRIO, PALHAÇO.

    ResponderExcluir
  2. Com tudo isso que está acontecendo no Estado do Ceará, só quem perde é a sociedade, a Capital Cearense já figura entre uma das mais violentas do mundo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Postagens mais visitadas deste blog

Banco Santander perde mais de 20 mil clientes em dois dias, após exposição pornográfica

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais.
Não demorou muito para as paginas oficiais do Banco receberem milhares de críticas  dos próprios clientes que decidiram encerrar suas contas no banco ao todo em péssima avaliação foram mais de 22 mil e a cada hora o numero aumenta. Uma das paginas chegou a retirar as avaliações para evitar que as pessoas vissem que o banco esta com péssima qualidade.
Veja os vídeos
Fonte Folha Online

Com 1 milhão da Lei Rouanet, Santander Cultural promove exposição violando Santidade de Jesus e incentivando pedofilia.

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia. Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais. No link do site do Ministério da Cultura a seguir, você confere o processo de concessão do benefício fiscal da Lei Rouanet da grana que o Banco Santander usou para financiar a exposição, o que significa que a instituição financeira não recolheu impostos sobre esse valor: Veja aqui

Veja os vídeo sobre assunto:










Matéria atualizada em 13SET17 FOLHA DE SÃO PAULO Após protesto, mostra com temática LGBT em Porto Alegre é canc…

Tardia e justa promoção, 25 anos depois, PMs do que atuaram no Carandiru são promovidos por mérito.

Três réus pelo massacre trocaram de patente. Secretaria não explica critério. Vinte e cinco anos após o massacre do Carandiru, ocorrido em 2 de outubro de 1992, ao menos três policiais militares da ativa, réus pela chacina que resultou na morte de 111 detentos, tiveram suas últimas promoções por "merecimento".  Para trocar de patente — e consequentente ter um nível hierárquico mais alto e uma remuneração-base maior —, policiais militares podem ser promovidos por "merecimento" ou por "tempo de serviço". De acordo com o Diário Oficial do Estado de 15 de dezembro de 2016 — dois meses após serem anulados os quatro júris que condenaram 74 policiais pelo massacre —, Jair Aparecido Dias dos Santos foi promovido por merecimento de 1º sargento a subtenente. O policial é um dos 15 réus pela invasão do terceiro andar do Pavilhão 9 da Casa de Detenção. Oito presos foram mortos no andar. Um ano e meio antes, em 2015, quando a condenação ainda não havia sido revogada …