Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Estado de SP prepara pacote contra aumento da criminalidade


Diante da piora contínua dos principais indicadores da violência no Estado, o governo paulista prepara para os próximos dias um pacote de medidas que incluirá a criação de cargos na polícia e a redução do tempo de formação de PMs para acelerar a ida deles para as ruas.
O objetivo é dar uma resposta à opinião pública devido ao aumento da criminalidade, com ações que podem colocar mais policiais em atividade e melhorar a investigação a médio prazo, além de atenuar as críticas previstas no próximo ano de eleições.
Para aumentar a visibilidade nas ruas, o Estado também divulgou um reforço de policiamento noturno desde ontem na região metropolitana de São Paulo, com a utilização de equipes administrativas de 50 batalhões para atuar em blitze e bloqueios.
Entre as medidas futuras do pacote preparado estará a criação de mais de 2.000 cargos para a Polícia Científica, como peritos e médicos legistas, elevando em mais de 50% a quantidade atual de funcionários do órgão.
A Secretaria da Segurança Pública não informou quando houve a última ampliação desses quadros, mas, de acordo com peritos ouvidos pela reportagem, isso ocorreu nos anos 1980.
Outra mudança prevista pelo governo Geraldo Alckmin (do PSDB, partido que está no poder no Estado desde 1995) é a redução, de quatro para três anos, no tempo de formação de oficiais da Polícia Militar. A medida deve colocar mais cedo nas ruas cerca de 200 oficiais todos os anos.
A PM havia elevado de três para quatro anos seu curso para oficiais em 1996 --ano em que contratou a Fuvest para fazer seus vestibulares.
Na prática, a mudança deve reduzir a duração do estágio dos futuros oficiais nos batalhões --para antecipar a entrada deles em atividade.
BÔNUS
O governo também já começou a reduzir a quantidade de companhias da PM e de delegacias (no interior, algumas já foram fechadas).
A justificativa é diminuir a máquina administrativa e ampliar os operacionais.
Deve ser criado ainda um bônus a policiais que conseguirem cumprir metas de redução de índices de violência. Uma empresa trabalha com o governo para definir como será essa bonificação.
O aumento de homicídios no Estado e na capital se repete há oito meses seguidos. Os latrocínios (roubos seguidos de morte) tiveram expansão de 24,7% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012.
Folha de São Paulo

Comentários

  1. e aumento de salario nada

    ResponderExcluir
  2. INCLUIR NO PACOTE A EXTINÇÃO DO PSDB.

    ResponderExcluir
  3. Muito bem. Entao vamos sugerir ao governador que, juntamente co o pacote "contra aumento da criminalidade" providencie um pacote " a favor da educação, saúde, geração de empregos". Vai ser mais economico, e eficiente. Quando ele vai entender que "Violencia so faz aumentar a violencia". Faça o comparativo entre estes investimentos,e avalie os resultados. OS numeros comprovarão.
    Paulo Rubens PMRJ

    ResponderExcluir
  4. quantidade não é qualidade nem eficiencia. para que tanto oficial? vai fazer policiamento ostensivo? vai atender ocorrencia? certamente não. vai apenas ficar em viatura rondando e fiscalizando o soldado.senhor governador: siga o exemplo de Franco Montoro e promova os subtenentes a 2º tenente, e não precisa esperar 03 ou 04anos na academia; com 03 ou 04 meses estarão aptos, apenas passando por um estágio. esses homens ja tem experiencia de rua e administração, com isso abrirá vagas e promoção para os outros graduados e também para cabos e soldados. a associação dos Cabos e Soldados e a dos Sargentos ja tem até projetos nesse sentido. Mais uma sugestão: crie a carreira unica na PM e na PC. Por falar em PC porque não aproveitar também os policiais com curso de direito e promove-los a delegados, com o estágio na Acadepol, pois sao homens e mulheres com experiencia e vivencia na função. Faça isso sr governador e dê uma guinada para melhor na PM e PC. Todos certamente ficarão contentes e irão corresponder. De nada adianta diminuir companhias ou fechar delegacias, o que precisa e prestigiar o policial que está nessas sub-areas, e não centralizar em DEIC ou outro setor qualquer; quem sabe sobre bandidagem é quem está nesses distritos ou pequenas delegacias.

    ResponderExcluir
  5. Enquanto isso na terra do nunca!!! Nunca resolvem o problema; nunca valorizam seus profissionais; nunca estarão preocupados com a população, ou seja, nuncas seremos importante para qualquer governo. Toda essa besteira se resume em uma unica coisa: E L E I Ç Ã O, BRASIL um pais de tolos.

    ResponderExcluir
  6. Antes de mais nada, precisa acabar com a prisão de policiais em serviço. Temos visto muitos policiais sendo conduzidos para delegacias e autuados em flagrante mesmo em serviço. Outra coisa é o cmdo ir para a imprensa fornecer dados de policiais envolvidos em ocorrencias. Se não houver uma retaguarda e apoio para quem está nas ruas, não adianta aumentar efetivo no policiamento. Ja que quer aumentar efetivo, então acabe com o GOE e GER, e redistribua esses policiais para as delegacias e distritos,assim não precisa fecha-los. Deixe a cargo da delegacias de bairros ou distritos toda a investigação, de fatos de sua jurisdição, pois os policiais aí lotados tem a mesma capacidade dos outros que servem em departamentos.

    ResponderExcluir
  7. Não se fala em aumento salarial, depois querem que eu arrisque minha vida pela sociedade? Minha vida tem muito valor para minha família, pode contratar 1 milhão de cidadãos para a policia militar que nada irá mudar, depois de 26 anos de trabalho tenho vergonha da situação em que chegamos, é só enganação e promessas falsas, estou de saco cheio de tudo!!

    ResponderExcluir
  8. números significa estatísticas e estatísticas e so para enganar a população que paga seus impostos para ter segurança, saúde, educação e transporte no minimo eficiente, coisa que esse governo não sabe fazer, pacote e medidas emergenciais e so para ganhar votos nao sejamos otários. queremos e aumento salarial e condições de trabalho melhores. Esse pacote vem junto um nariz de palhaço para cada policial usar quando ..........

    ResponderExcluir
  9. Se vê que eles não sabem o que estão fazendo, estão igual a cego em meio a um tiroteio, quanta bobagem, esperem pra ver como nada vai mudar a criminalidade não vai diminuir com estas medidas que são apenas eleitoreiras para o próximo ano.

    ResponderExcluir
  10. OLHA O PINOQUIO QUERENDO SE CANDIDATAR DE NOVO COM ESTE PACODE PRA INGLES VER,,,,,,,,,,,,,,,ISSO É PIADA DAS BRAVAS,FECHANDO COMPANHIA DA PM ;ONDE VÃO POR OS OFICIAIS? NAS RUAS? HAAAAAAAA TÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ´,ISSO NÃO VAI MELHORAR EM NADA,,NADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA MESMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO,TAMBEM ESPERAR O QUE DESTE GOVERNADOR??????????????????

    ResponderExcluir
  11. Vamos lá...
    Que tal a UNIFICAÇÃO das policias, hoje o PM leva uma ocorrência ao DP e chegando lá o delegado faz o que quer ou seja nos policiais militares somos garçons...
    Tirar as mordomias dos Oficiais em especial os da PMRv eles se acham deuses.

    ResponderExcluir
  12. CAI FORA , CADE O AUMENTO DE SALARIO, CADE O AUMENTO DE SALARIO, SABE QUANDO VAI MELHORAR A SEGURANÇA PÚBLICA NO PAIS, QUANDO OS PM GANHAREM QUE NEM OS PM E BM DE BRASILIA, COM SALÁRIO DE FOME, NÃO HA SEGURANÇA PÚBLICA, QUANDO É QUE VIRAM OFICIAIS TRABALHAR, DAR SEGURANÇA PARA A POPULAÇÃO, NUNCA, NUNCA, SÓ SABEM MANDAR, PRENDER E DAR ENTREVISTA PARA A IMPRENSA, QUEM LEVA AS PM E BM NAS COSTAS SÃO OS PRAÇAS, E PRAÇA SEM SALÁRIO DIGNO NÃO VAI PRODUZIR NADA, A POPULAÇÃO DEPENDE DOS PRAÇAS, DOS INVESTIGADORES, DOS AGENTES FEDERAIS, PARA TER SEGURANÇA, O RESTO É ENGANA POVO, É LERO DO PINÓQUIO.

    ResponderExcluir
  13. Eu prefiro MOTIVAÇÃO através de um bom salario, aumento de salario já. Proposta de mudança nas comunicações de NOTITIA DE CRIME, a populaçao não pode esperar mais agilidade na confecção dos boletins de ocorrência, sem que a PM elabore um, e leve para a Policia Civil elaborar outro, a população não entendi isso. Mais autonomia alias muita autonomia, e fazer com que os OFICIAIS DA PM TAMBÉM TRABALHEM NAS RUAS, PORQUE SÓ TEM 1º TEN cae os capitães, majores etc etc etc, saiam do ar condiconado para voceis lutarem um pouco mais pela corporação e sentir na pele o desrespeito dos policiais nas ruas.

    ResponderExcluir
  14. meu simples reformulação nos quadros da pm , sem isso esqueça. muleque mandando em antigão , isso ja era , sem reconhecimento to fora vo continuar brebendo ....deixa corre solto.

    ResponderExcluir
  15. Dá mesma forma que, recentemente, foram criados vários batalhões, acabem com os mesmos e coloquem todo mundo do administrativo nas ruas. Muita gente no administrativo e pouca gente na atividade fim, é isso ai......

    ResponderExcluir
  16. O governador é igual aquele cachorro que caiu do caminhão.Não sabe para onde ir.Mais eu sei.Devolve o 50% do ALE que ele nos tirou.Retira a ação que brecou o nosso direito gaanho na justiça,(quinquenio e sexta parte)e para com esse negocio de bonus, porque é constitucional taambem para os inativos, caso contrario, é mais ação na justiça.Ele sabe disso mas ganha tempo ccom isso, pois uma ação leva mais de dez anos para ser julgada.Tambem não sei para que serve advogado e procuradores do Estado que não alerta ele sobre essa irregularidade.Não vai resolver nada agilizar o curso de oficiais e soldados, porque do jeito que está só vai aumenta o problema.

    ResponderExcluir
  17. Valorizar os policiais nada, né ? Devolver o que nos irou , nada. Acabar com as regalias dos oficiais , nada. Para eles só melhoras, menor interstício para promoção, agora menos tempo de academia. Acabar com as operações mentirosas onde só querem números, nada. Hoje tenho vergonha de dizer que estou na corporação. A tropa não acredita no comando, nem no governo. Nem fardamento temos, Há exatamente 1 ano e 4 meses, peço calça do uniforme. Eu não irei comprar. Acabando trabalho de sunga. Hoje chegamos ao fundo do poço. O que a tropa faz hj é cumprir horário.

    ResponderExcluir
  18. Vamos virar metalurgicos...quanto mais opressão ao cidadão, mais salario...
    ACHO QUE NÃO DÁ CERTO...
    DAQUI A POUCO A FUNDADA SUSPEITA, VAI TER CARA DE $$$, E AI QUEM PERDE DE NOVO É O TIOZINHO QUE TA SAINDO DE CARRO PRA TRABALHAR...VAI SER ABORDADO E PODERÁ ATE SER MANDADO EMBORA DA EMPRESA POQUE PICOU O CARTÃO DE PONTO ATRASADO.

    ResponderExcluir
  19. EU QUERIA SABER QUEM É QUE DÁ ESSAS IDÉIAS IMBECIS AO NOSSO GOVERNADOR E POBRE COITADO ELE ACATA; GOVERNADOR PEGUE UM POLICIAL CIVL DE UMA DELEGACIA DA PERIFERIA E UM POLICIA MILITAR TAMBÉM DA PERIFEIRA PARA SEREM SEUS ACESSORES EM SEGURANÇA PUBLICA AI O SENHOR VAI TER RESULTADO POIS NÓS SABEMOS O QUE É A CRIMINALIDADE E COMO COMBATE-LA.

    ResponderExcluir
  20. Patético! quando é que o inlustrissimo governador vai entender que crime se combate com policiais motivados e com um salario decente para sustentar uma familia e não ter que se corromper para pagar as contas.
    A grande pergunta que ninguém responde é: como um menor consegue uma pistola com tanta facilidade? será que eles plantam as armas? elas brotam e eles colocam no bolso?
    De onde elas vem?
    Quem é mesmo que tem que combater o crime organizado? e por uma misteriosa razão até agora não falou em greve???
    Não há pacote de segurança que resolva isso!

    ResponderExcluir
  21. Enquanto governos não aprenderem a valorizar o ser humano que veste farda nada vai mudar, não adiante medidas porque quem as realiza são os seres humanos e policiais desmotivados ficam sem comprometimento.

    ResponderExcluir
  22. essa iluminada ideia, só pode ser de alto cmdo da PM, isso é ideia de gerico, reduzir tempo de formação, colocar mais PM nas ruas, todo mundo sabe que é para criar mais CPA, CAPI, BTL, CIAS, ou seja, mais promoção para oficiais, mais lugar para eles ficarem coçando o saco, e PMs com menas capacidades de agir nas ruas, vai sair mais caca, E O POVO VAI CONTINUAR SEM SEGURANÇA, chega de lorota, SALÁRIOS DIGNOS PARA OS PRAÇAS PM E BOTEM O PESSOAL INTERNO PARA IR PATRULHAR AS RUAS JUNTO VAI TAMBÉM TODOS OS OFICIAIS, DE TODAS AS PATENTES, o efetivo é suficiente, o que falta é administração, competência e o mais importante, SALARIO DIGNO PARA OS PRAÇAS, POIS SÃO ELES QUE DÃO SEGURANÇA A POPULAÇÃO, SEM SALARIO NÃO HA SEGURANÇA.

    ResponderExcluir
  23. O PARTIDO DO PSDB , QUER DIZER O PIOR SALARIO DO BRASIL, ESCREVE NESSA MATERIA REDUZIR O TEMPO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS POIS OFICIAL NÃO É POLICIA É ADMINISTRADOR DO ESTADO OFICIAL APRESENTA OCORRENCIA NO DP OFICIAL PRENDE LADRÃO, O GOVERNO TEM QUE INVESTIR NO SOLDADO E ELE QUE PRENDE TROCA TIRO FAZ O INDICE CRIMINAL BAIXAR, O CAMBADA DE INOPERANTE ESSA CORJA DO PSDB DESDE DE 1995 ATRASANDO O LADO DA PM PAULISTA.

    ResponderExcluir
  24. carreira unica nas PMs do BRASIL, tem que entrar como soldado e após cinco anos de patrulhamento, ai sim poderá prestar concurso para ser OFICIAL, onde ficará apenas um ano, ai sim vai sair um OFICIAL que já tem conhecimento do serviço, SERÁ OFICIAL DE PATRULHAMENTO OSTENSIVO PREVENTIVO, E NÃO OFICIAL DE BUNDA NA CADEIRA, COÇANDO O SACO, E SÓ RECEBENDO SALÁRIOS ALTOS E PROMOÇÕES, SALARIO DIGNO É PARA TODOS, PRINCIPALMENTE OS PRAÇAS, POIS ELES QUE SÃO OS ANJOS DA GUARDA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA.

    ResponderExcluir
  25. a todos policiais que pensam que o governo e o alto comando estão preocupados com os praças, ACORDEM, a PMESP e dos oficiais os praças são apenas números e numero apenas soma ou subtrai se e que me entendem, mais oficiais nas ruas mais pessoas para pegar no pé dos praças e conter os mesmos através do erre quero, o governador investiu foi em dependente químico que tem mais valor que os famigerados praças da PMESP. Pare, pense e pare.........

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

PL 920: uma bomba atômica no funcionalismo público que Alckmin quer ver aprovado a todo custo.

O governador Geraldo Alckmin protocolou na quinta-feira, 5/10, o Projeto de Lei 920/2017, que representa uma verdadeira bomba atômica no Estado de São Paulo, sobretudo um verdadeiro ataque aos servidores estaduais e à prestação de serviços públicos. Publicado no Diário Oficial já no dia seguinte, o PL formaliza a renegociação da dívida de São Paulo com a União, ampliando o prazo de pagamento.
            Em contrapartida, o Estado se compromete a cumprir as exigências do governo federal, que impõe um verdadeiro arrocho salarial sobre os servidores públicos. Essa cruel punição aos servidores foi aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional. Seu embrião foi o PLP 257, apresentado pela presidente Dilma, que depois foi maquiado pelo governo Temer e transformado na Lei Complementar federal 156/2016.
            Se o PL 920 for aprovado – e espero que não seja –, haverá um congelamento não só de salários, mas também da evolução funcional de todos os servidores estaduais, ficando suspens…

GENERAL QUE COMANDA A ABIN FALA EM VAZIO DE LIDERANÇAS E ELOGIA FEITOS DA DITADURA

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Temer, Sérgio Westphalen Etchegoyen, causou incômodo em parte da comunidade diplomática durante uma palestra no Instituto Rio Branco. O general sugeriu “medidas extremas” para a segurança pública, elogiou feitos dos anos de chumbo e disse que o país sofre com amoralidade e com patrulha do “politicamente correto”.
Etchegoyen começou a fala de quase duas horas contando que tinha sido soldado por 47 anos e que era por essa ótica, militar, que enxergava e
interpretava o mundo. Depois do alerta, tentou quebrar o gelo:
“Sou da arma de cavalaria e tem um problema que a ausência do meu cavalo reduz minha capacidade intelectual em uns 45, 40 por cento”, começou general da reserva que comanda, entre outros órgãos, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A plateia, majoritariamente composta por futuros diplomatas, riu discretamente.
Foi um dos poucos momentos de descontração. No restante do tempo, segundo pessoas que estiveram present…

Justiça Militar manda PM reintegrar cabo acusado de matar atriz durante blitz em Presidente Prudente

Decisão publicada nesta quarta-feira (18) atende a um pedido de tutela de urgência feito pela defesa. Marcelo Aparecido Domingos Coelho foi demitido da corporação em abril de 2015. oi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário da Justiça Militar a decisão do juiz substituto da 2ª Auditoria do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP), Marcos Fernando Theodoro Pinheiro, que determina a imediata reintegração de Marcelo Aparecido Domingos Coelho aos quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em abril de 2015, o então cabo da PM foi demitido pela corporação, após ser acusado no processo que envolveu a morte da atriz e produtora cultural Luana Barbosa durante uma blitz policial na Avenida Joaquim Constantino, na Vila Formosa, em Presidente Prudente.
O juiz levou em consideração a absolvição que Coelho obteve na Justiça Militar, sob o argumento de “legítima defesa” e do “estrito cumprimento do dever legal”, o que, segundo o magistrado, de certa forma, contradiz c…

Alckmin propõe reajuste de 7% para policiais

ATENÇÃO- ATENÇÃO ESTA NOTÍCIA É DO ANO DE 2013 E ESTA CIRCULANDO NAS REDES SOCIAIS COMO SENDO ATUAL

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira, 13, o envio à Assembleia Legislativa de um projeto de lei que concede aumento salarial de 7% para os membros da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica. O reajuste também será estendido aos agentes penitenciários. Aposentados e pensionistas das quatro categorias também terão o mesmo benefício. No total, serão beneficiados 172 mil policiais militares, 53 mil policiais civis e 33 mil agentes penitenciários. O custo para o Tesouro do Estado será de R$ 983 milhões por ano. Esta é a terceira vez que o governador Alckmin concede aumento salarial acima da inflação do período. Desde o último reajuste, o índice oficial de inflação acumulada é 5,66%. Em outubro de 2011, os policiais tiveram 15% de aumento retroativo a julho de 2011. Em agosto de 2012, o aumento foi de 11%. Com a nova proposta, o reajus…

Policial civil morto em mega-assalto a empresa de valores é enterrado

Vítima foi morta a tiros durante ação dos criminosos que explodiram sede da Protege em Araçatuba (SP). Policial estava de folga. O corpo do policial civil André Luís Ferro da Silva, morto durante o mega-assalto a empresa Protege em Araçatuba (SP) nesta segunda-feira (16), foi enterrado na manhã desta terça-feira (17) em um cemitério particular da cidade. Ferro tinha 37 anos e foi baleado durante a ação. Ele foi socorrido com vida, mas morreu durante atendimento na Santa Casa. Silva era investigador e integrante do Grupo de Operações Especiais (GOE), e deixou filhos e a esposa.
O velório da vítima foi feito em um salão de uma funerária em Araçatuba e, do local, o caixão seguiu em um caminhão do Corpo de Bombeiros em cortejo com viaturas das polícias Militar e Civil até o cemitério. Segundo a Polícia Militar, o policial civil estava de folga do serviço e foi ao local para ver o que acontecia após ser chamado pelos pais, que moram perto da sede da Protege.
O grupo criminoso, cerca de 40 la…