Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 


PolíciaBR apóia:

Alckmin diz que PM 'está preparada' e que é possível melhorar para Virada


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), minimizou, nesta segunda-feira (20), os casos de violência registrados durante a Virada Cultural, ocorrida neste fim de semana na capital paulista. Segundo dados da Polícia Militar, 28 pessoas foram presas e duas morreram - uma com suspeita de overdose e outra baleada com um tiro no rosto ao reagir a um assalto. Foram registrados ainda relatos de arrastões, 12 roubos, 12 tumultos, seis casos de pessoas esfaqueadas, apreensão de armas e a detenção de nove menores.
Durante agenda na Zona Leste de São Paulo, nesta manhã, Alckmin foi perguntado sobre os casos de violência registrados no evento cultural e sobre a suposta omissão da Polícia Militar. Ele defendeu, porém, o aumento de policiais na Virada Cultural deste ano e destacou que o policiamento estava preparado para o evento.
"Nós tivemos 3.424 policiais militares, 270 a mais do que no ano passado e a polícia está preparada. Agora, você sempre pode melhorar, ver locais, iluminação pública, sempre pode melhorar", disse.
Questionado sobre a suposta demora no socorro de alguns policiais, quando solicitados pelo público, Alckmin destacou: "quando você tem grandes aglomerações, você pode ter problemas. Vamos avaliar para que a polícia possa se pronunciar".
A declaração foi feita durante o evento de lançamento oficial das obras para a construção do novo pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, na Zona Leste de São Paulo. O novo prédio, com previsão de entrega até abril de 2014, deve ser referência para os jogos da Copa do Mundo na região. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o hospital ficará a 10 minutos da Arena de Itaquera, com capacidade para atender de 12 a 15 mil pacientes por mês.
O orçamento da obra será de R$ 7,5 milhões, sendo R$ 5 milhões do governo do estado e R$ 2,5 milhões em emendas parlamentares. Segundo o governo, a unidade terá 2,5 mil metros quadrados em três pavimentos. (G1).

Comentários

  1. tudo mentira o que o tucano fala, pesquisas atualizadas divulgaram que o BRASIL é uma dos pais da AMÉRICA LATINA mais violento, aqui nesse pais o crime organizado domina, os corruptos saqueiam os cofres públicos, os hospitais públicos são verdadeiros CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, a educação é de PÉSSIMA QUALIDADE, A SEGURANÇA PÚBLICA UMA DROGA, o SISTEMA PENITENCIÁRIO FALIDO, as LEIS SÃO MAIS VELHAS QUE ANDAR PARA FRENTE, político brasileiro são PINÓQUIOS, só vivem de mentiras e CORRUPÇÃO, cada cidadão brasileiro morto pelo crime organizado tem AS MÃOS DOS POLÍTICOS BRASILEIROS, são verdadeiros SANGUINÁRIOS, VAMPIROS QUE SUGAM O SANGUE DO POVO BRASILEIRO, e esse TUCANO GOVERNADOR DE SP, FAZ PARTE DESSES POLÍTICOS, MENTIROSO, NÃO CUMPRE O QUE PROMETE, NÃO CUMPRE A LEI QUE DETERMINA A DATA DE AUMENTO DE SALÁRIO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO, SÓ LEVA O POVO NO LERO LERO, MENTIROSO, MENTIROSO, PINÓQUIO. MENTIROSO

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Postagens mais visitadas deste blog

Banco Santander perde mais de 20 mil clientes em dois dias, após exposição pornográfica

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais.
Não demorou muito para as paginas oficiais do Banco receberem milhares de críticas  dos próprios clientes que decidiram encerrar suas contas no banco ao todo em péssima avaliação foram mais de 22 mil e a cada hora o numero aumenta. Uma das paginas chegou a retirar as avaliações para evitar que as pessoas vissem que o banco esta com péssima qualidade.
Veja os vídeos
Fonte Folha Online

Com 1 milhão da Lei Rouanet, Santander Cultural promove exposição violando Santidade de Jesus e incentivando pedofilia.

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia. Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais. No link do site do Ministério da Cultura a seguir, você confere o processo de concessão do benefício fiscal da Lei Rouanet da grana que o Banco Santander usou para financiar a exposição, o que significa que a instituição financeira não recolheu impostos sobre esse valor: Veja aqui

Veja os vídeo sobre assunto:










Matéria atualizada em 13SET17 FOLHA DE SÃO PAULO Após protesto, mostra com temática LGBT em Porto Alegre é canc…

Tardia e justa promoção, 25 anos depois, PMs do que atuaram no Carandiru são promovidos por mérito.

Três réus pelo massacre trocaram de patente. Secretaria não explica critério. Vinte e cinco anos após o massacre do Carandiru, ocorrido em 2 de outubro de 1992, ao menos três policiais militares da ativa, réus pela chacina que resultou na morte de 111 detentos, tiveram suas últimas promoções por "merecimento".  Para trocar de patente — e consequentente ter um nível hierárquico mais alto e uma remuneração-base maior —, policiais militares podem ser promovidos por "merecimento" ou por "tempo de serviço". De acordo com o Diário Oficial do Estado de 15 de dezembro de 2016 — dois meses após serem anulados os quatro júris que condenaram 74 policiais pelo massacre —, Jair Aparecido Dias dos Santos foi promovido por merecimento de 1º sargento a subtenente. O policial é um dos 15 réus pela invasão do terceiro andar do Pavilhão 9 da Casa de Detenção. Oito presos foram mortos no andar. Um ano e meio antes, em 2015, quando a condenação ainda não havia sido revogada …