Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Senado gasta R$ 36,3 mil em duas máquinas de café

O STF “esquentou” a disputa e reservou R$ 2,2 mil para a compra de um fogão.
Em meio à polêmica com o Supremo Tribunal Federal (STF), Senado Federal fez uma “pausa” para o cafezinho. A Casa empenhou R$ 36,3 mil para a compra de duas máquinas de café expresso. Os aparelhos são ideais para ambientes com grande demanda de café. Curiosamente a aquisição se dá no momento em que veio à tona que os sete garçons que servem aos senadores no plenário recebem remunerações mensais que variam entre R$ 7,3 mil e R$ 14,6 mil.
A Casa também empenhou R$ 1,6 mil para a aquisição de uma trena a laser digital. O aparelho possui bolsa para transporte. O Senado garantiu ainda a manutenção de 133 notebooks do órgão. A Casa empenhou R$ 27,8 mil para prestação de serviços de suporte técnico para os aparelhos que são da marca HP.
O Superior Tribunal Militar, quem também está tendo uma “rixa” com o presidente da Suprema Corte que quer a sua extinção, vai gastar R$ 36,5 mil para contratar a empresa “UD Organização de Eventos Ltda” para prestação de serviços para o fornecimento de coffee break e coquetel.
O Supremo Tribunal Federal (STF) “esquentou” a disputa e reservou R$ 2,2 mil para a compra de um fogão elétrico. O aparelho possui quatro bocas, é da marca Brastemp e do tipo cooktop.
A Secretaria do Superior Tribunal de Justiça, por sua vez, prezou pelo conforto e pela preocupação com a postura dos seus servidores nesta semana. O Tribunal empenhou R$ 20,6 mil para a compra de 300 apoios para pés. Os objetos possuem três regulagens de inclinação dinâmica, pintura em epóxi de alta resistência, plataforma para apoio dos pés em injeção termoplástica e medem 43 cm de comprimento, 30 cm de largura e 13 cm de profundidade.
O STJ também reservou R$ 30,1 mil para a compra de três máquinas fotográficas digitais, cartuchos para bateria e grip de bateria, todos da marca Nikon. As máquinas fotográficas, que possuem 36.3 megapixels e vídeos em Full HD em qualidade cinematográfica, foram responsáveis por R$ 25,2 mil. Os quatro cartuchos para bateria e dois grips de baterias custaram R$ 3,1 mil e R$ 1,9 mil, respectivamente. O Tribunal empenhou ainda R$ 8,1 mil para adquirir um refrigerador horizontal na cor branca.
Ainda no Judiciário, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) reservou R$ 346,5 mil para a compra de três carros do modelo Fusion, da fabricante Ford. Os automóveis são de 2013, com potência de motor de 240 cavalos, câmbio automático de seis velocidades, na cor preta metálica e capacidade para cinco passageiros.
A Corte reservou também R$ 4,9 mil para a aquisição de dez fornos micro-ondas. Os eletrodomésticos possuem capacidade de 31 litros, prato giratório com trava de segurança, relógio com controle para teclas, função descongelamento e são da marca Electrolux.
O TST comprou ainda duas poltronas em couro pelo valor total de R$ 5 mil. Os móveis são fabricados no sistema de concha bipartida de compensado multilaminado de 15 mm de espessura. O sistema de união do encosto com o assento é realizado por meio do de lamina de aço com acabamento em pintura epóxi.
O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) empenhou R$ 265,6 mil para comprar 385 purificadores. Os aparelhos possuem volume interno de 3 litros de água.
O Executivo fecha o carrinho de compras desta semana, por meio do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. A Pasta reservou R$ 7,1 mil para o fornecimento de 20 bancos, sem braço e encosto. Os móveis possuem estrutura metálica, chapa 16 e pintura automotiva na cor cinza.
*Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.
Fonte: Contas Abertas
Alagoas 24 Horas

Comentários

  1. ADIVINHA QUEM VAI SER OS TROUXAS QUE VÃO PAGAR ESTAS CONTAS,,,,JA ADIVINHARAM?????????????????/? AFINAL ELES MERECEM NÉ?

    ResponderExcluir
  2. ACREDITO QUE JÁ PASSOU DA ORA FO EXÉRCITO TOMAR CONTA DESSE PAÍS; SE ESSE BANDO DE SALAFRÁRIOS CONTINUAREM ASSIM EM BREVE ESTAREMOS PASSANDO O CHAPEU EM OUTROS PAÍSES PARA ANGARIAR DINHEIRO= POUCA VERGONHA.

    ResponderExcluir
  3. Cade o presidente do Senado? Por que não aparece na TV e critica seus atos. Enquanto o Brasil for governado por ladrões, nada vai pra frente mesmo. Essa é a democracia que o pobo brasileiro pediu.

    ResponderExcluir
  4. Os brasileiros têm o Governo que merece.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

Justiça Militar manda PM reintegrar cabo acusado de matar atriz durante blitz em Presidente Prudente

Decisão publicada nesta quarta-feira (18) atende a um pedido de tutela de urgência feito pela defesa. Marcelo Aparecido Domingos Coelho foi demitido da corporação em abril de 2015. oi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário da Justiça Militar a decisão do juiz substituto da 2ª Auditoria do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP), Marcos Fernando Theodoro Pinheiro, que determina a imediata reintegração de Marcelo Aparecido Domingos Coelho aos quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em abril de 2015, o então cabo da PM foi demitido pela corporação, após ser acusado no processo que envolveu a morte da atriz e produtora cultural Luana Barbosa durante uma blitz policial na Avenida Joaquim Constantino, na Vila Formosa, em Presidente Prudente.
O juiz levou em consideração a absolvição que Coelho obteve na Justiça Militar, sob o argumento de “legítima defesa” e do “estrito cumprimento do dever legal”, o que, segundo o magistrado, de certa forma, contradiz c…

GENERAL QUE COMANDA A ABIN FALA EM VAZIO DE LIDERANÇAS E ELOGIA FEITOS DA DITADURA

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Temer, Sérgio Westphalen Etchegoyen, causou incômodo em parte da comunidade diplomática durante uma palestra no Instituto Rio Branco. O general sugeriu “medidas extremas” para a segurança pública, elogiou feitos dos anos de chumbo e disse que o país sofre com amoralidade e com patrulha do “politicamente correto”.
Etchegoyen começou a fala de quase duas horas contando que tinha sido soldado por 47 anos e que era por essa ótica, militar, que enxergava e
interpretava o mundo. Depois do alerta, tentou quebrar o gelo:
“Sou da arma de cavalaria e tem um problema que a ausência do meu cavalo reduz minha capacidade intelectual em uns 45, 40 por cento”, começou general da reserva que comanda, entre outros órgãos, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A plateia, majoritariamente composta por futuros diplomatas, riu discretamente.
Foi um dos poucos momentos de descontração. No restante do tempo, segundo pessoas que estiveram present…

Alckmin propõe reajuste de 7% para policiais

ATENÇÃO- ATENÇÃO ESTA NOTÍCIA É DO ANO DE 2013 E ESTA CIRCULANDO NAS REDES SOCIAIS COMO SENDO ATUAL

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira, 13, o envio à Assembleia Legislativa de um projeto de lei que concede aumento salarial de 7% para os membros da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica. O reajuste também será estendido aos agentes penitenciários. Aposentados e pensionistas das quatro categorias também terão o mesmo benefício. No total, serão beneficiados 172 mil policiais militares, 53 mil policiais civis e 33 mil agentes penitenciários. O custo para o Tesouro do Estado será de R$ 983 milhões por ano. Esta é a terceira vez que o governador Alckmin concede aumento salarial acima da inflação do período. Desde o último reajuste, o índice oficial de inflação acumulada é 5,66%. Em outubro de 2011, os policiais tiveram 15% de aumento retroativo a julho de 2011. Em agosto de 2012, o aumento foi de 11%. Com a nova proposta, o reajus…

PL 920: uma bomba atômica no funcionalismo público que Alckmin quer ver aprovado a todo custo.

O governador Geraldo Alckmin protocolou na quinta-feira, 5/10, o Projeto de Lei 920/2017, que representa uma verdadeira bomba atômica no Estado de São Paulo, sobretudo um verdadeiro ataque aos servidores estaduais e à prestação de serviços públicos. Publicado no Diário Oficial já no dia seguinte, o PL formaliza a renegociação da dívida de São Paulo com a União, ampliando o prazo de pagamento.
            Em contrapartida, o Estado se compromete a cumprir as exigências do governo federal, que impõe um verdadeiro arrocho salarial sobre os servidores públicos. Essa cruel punição aos servidores foi aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional. Seu embrião foi o PLP 257, apresentado pela presidente Dilma, que depois foi maquiado pelo governo Temer e transformado na Lei Complementar federal 156/2016.
            Se o PL 920 for aprovado – e espero que não seja –, haverá um congelamento não só de salários, mas também da evolução funcional de todos os servidores estaduais, ficando suspens…

Policial civil morto em mega-assalto a empresa de valores é enterrado

Vítima foi morta a tiros durante ação dos criminosos que explodiram sede da Protege em Araçatuba (SP). Policial estava de folga. O corpo do policial civil André Luís Ferro da Silva, morto durante o mega-assalto a empresa Protege em Araçatuba (SP) nesta segunda-feira (16), foi enterrado na manhã desta terça-feira (17) em um cemitério particular da cidade. Ferro tinha 37 anos e foi baleado durante a ação. Ele foi socorrido com vida, mas morreu durante atendimento na Santa Casa. Silva era investigador e integrante do Grupo de Operações Especiais (GOE), e deixou filhos e a esposa.
O velório da vítima foi feito em um salão de uma funerária em Araçatuba e, do local, o caixão seguiu em um caminhão do Corpo de Bombeiros em cortejo com viaturas das polícias Militar e Civil até o cemitério. Segundo a Polícia Militar, o policial civil estava de folga do serviço e foi ao local para ver o que acontecia após ser chamado pelos pais, que moram perto da sede da Protege.
O grupo criminoso, cerca de 40 la…