Pular para o conteúdo principal

Rádio PolicialBR 24 horas com você. Notícias e entretenimento.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Marcha da Maconha protesta contra projeto que endurece lei antidrogas

Manifestação distribuiu drogas lícitas, como bebidas alcoólicas e cigarros, no Viaduto do Chá
O coletivo Marcha da Maconha reuniu cerca de 150 pessoas nesta terça-feira, 2, no Viaduto do Chá, e distribuiu "drogas lícitas" em protesto contra o projeto de lei 7663/10. Proposto pelo deputado federal Osmar Terra (PMDB/RS), o PL prevê uma maior rigidez na lei antidrogas e pode ser votado ainda este mês na Câmara.
Na divulgação do evento nas redes sociais, os organizadores informaram que haveria distribuição de drogas durante o protesto. Ironizando a proibição da maconha e a legalização de outras substâncias, o grupo distribuiu bebidas alcoólicas, cigarros, salgadinhos, doces e revistas, afirmando que esses, sim, "são drogas pesadas".





Os manifestantes enfatizaram que a conduta das autoridades em relação à questão das drogas é contraditória. "Eles falam que não se pode beber e dirigir, mas os postos de gasolina vendem bebida alcoólica", ressaltou um organizador. "Além disso, você vai à noite para a balada e não tem transporte público. A proibição das drogas faz parte de um esquema muito maior do governo, que é a criminalização da pobreza. É desculpa para bater nos pobres." Veja abaixo parte do discurso e a opinião de pessoas no local.
A petição no Avaaz contra o PL 7663/2010 já conta com mais de 28 mil assinaturas. Para os que se opõem à proposta do deputado, o projeto representa um retrocesso das conquistas obtidas no tratamento dos usuários de drogas. "A guerra às drogas faz mal à população, não a droga em si", afirma um dos organizadores do evento no vídeo abaixo, que também mostra a distribuição de "drogas" na manifestação. "Gasta-se muito em verba pública para manter as pessoas presas, então a proibição só piora o sistema em que a gente vive."
"No mundo todo, a gente vê um avanço num sentido contrário, de entender o usuário de drogas e de minimizar a situação do tráfico", afirma outro organizador. Ele diz que defende a regulamentação da venda da maconha, mas não uma liberação desorganizada.
Ronete Rizzo é uma das organizadoras da Marcha da Maconha e diz que a droga não faz mal a ninguém. Ela diz que foram seus filhos que a convenceram de que maconha não causa problemas.
Lucas e Victor defendem o direito dos usuários de plantar maconha em casa, pois dizem que a maconha advinda do tráfico "tem uma péssima qualidade e não devia nem ser fumada".
Franciel Leal foi à Marcha da Maconha com o filho pequeno. Ele considera paradoxal o fato de que drogas piores são legalizadas. "Acho a maconha menos prejudicial que o cigarro."
Nova Lei
O projeto de lei do deputado Osmar Terra pretende alterar a Lei Antidrogas (11.343/06) e sugere aumentar a pena tanto para tráfico quanto para porte de drogas para consumo próprio, além de defender a internação compulsória de dependentes químicos. O texto também propõe uma classificação das drogas com base na sua capacidade de causar dependência e um sistema de cadastro de usuários de drogas, instituindo o Sistema Nacional de Informação sobre Drogas e o Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas sobre Drogas.
Em seu site, o parlamentar justifica que "o projeto de lei tem por objetivo oferecer proposta para melhorar a estrutura do atendimento aos usuários ou dependentes de drogas e suas famílias e tratar com mais rigor os crimes que envolvam drogas de alto poder de causar dependência". Saiba mais sobre o projeto de lei.
O Estado de S.Paulo

Comentários

  1. E vem uns babacas dizer que o uso de drogas é doença. Se a própria vagabundagem está dizendo que não é prejudicial, então não há o que se falar em doença, pois, a meu ver, toda doença é prejudicial ao ser vivo. Estou de pleno acordo com o Deputado Osmar Terra, e acho que a pena do usuario deveria ser igual ou até mais pesada que a do trafivante, afinal é o primeiro que procura o vendedor e não esse o viciado. Por outro lado, atendendo os apelos dessa cambada de viciados, poderia sim liberar o uso, todavia, em caso de cometimento de algum delito, a alegação do uso de entorpecentes antes de sua pratica deveria ser fator agravante para a aplicação da pena.

    ResponderExcluir
  2. Ninguem faz marcha contra a corrupção ou a retirada do José Genoíno e seu companheiro mensaleiro da Comissão de Constituição e Justiça.
    Passeata para promover maconheiro e Viadagem,temos defensores de montão.
    Viva o Sr Bolsonaro e familia.

    ResponderExcluir
  3. LEI DURA NESSES DESOCUPADOS E FILHINHOS DO PAPAI, NÃO É POSSÍVEL ACEITARMOS UM MAU EXEMPLO
    PARA OS NOSSOS FILHOS, PODERIA ATÉ RESPONSABI-
    LIZAR OS RESPONSÁVEIS, QUANDO FOREM DE MENOR IDADE, E OS OUTROS COM MAIOR IDADES, APLICAR-LHES CEM VERGADAS NO GRANDE GLÚTEO.

    ResponderExcluir
  4. Isso e uma verdadeira molequagem esses pessoas deveriam ser presas
    por isso wue cada vez msis o crime esta se espandindo em todas as cidade eles fazem protesto pra liberaçao da maconha depois e do crack e cocaina,por estas e outra que o nosso pais esta como estar

    ResponderExcluir
  5. Isso que está acontecendo, são os frutos de nossos honoráveis políticos, que aprovam qualquer "porcaria" desde que rendam alguns votos. Logo virá a marcha da pedofilia, do estupro e pasmem, terá algum político à frente. Ah! que saudades do meu velho cassetete.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE ESCREVER LEIA COM ATENÇÃO: Palavras de baixo calão, racismo, ofensas, ameaças e tudo mais de não estejam de acordo com os bons costumes e as leis vigentes não será aprovado. Expressão do pensamento é um direito Constitucional, expresse o seu com educação e propriedade. Os comentários publicados não traduzem a opinião do blog. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. O IP do comentarista fica arquivado e pode ser fornecido por Ordem Judicial.

| Mais Acessados na Última Semana |

ROTA invade tribunal e resgata ex-presidiário

Sim, o título acima está correto. Numa incrível operação relâmpago, PMs de ROTA impedem que tribunal do crime assassine um ex-presidiário

A ROTA está nas ruas 24 horas por dia, todos os dias, o ano inteiro. Seu efetivo é dividido em três Companhias: Noturna, Matutina e Vespertina. Esta matéria relata uma incrível ocorrência de resgate conduzida pelo Pelotão do Tenente PM Soares, que patrulhava a Zona Leste de São Paulo às 21:40 nesta segunda-feira, dia 14. “O despacho do Policiamento de Choque do COPOM nos informou que uma pessoa estava sendo torturada na favela Eliane, numa casa com detalhes verdes no seu portão, localizada na rua Esperança. Pelas particularidades que nos foram relatadas, estava claro que a ocorrência envolvia a ação de um ‘tribunal do crime’ provavelmente comandado pelo PCC. Imediatamente acionei meu Pelotão”, relata o Tenente de ROTA Soares. O nome dessa rua, 'Esperança', não podia ser menos adequado em função do cenário que os PMs iriam encontrar em poucos…

Aprovado PL que da poder de polícia administrativa às polícias e bombeiros militares do Brasil

O poder de polícia administrativa trás condições das polícia militares e bombeiros atuarem de forma efetiva em eventos, estabelecimentos comerciais e outros. Autor: Capitão Augusto - PR/SPData da apresentação:  04/02/2015 Ementa: Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Polícia de Preservação da Ordem Pública, e dá outras ...Leia integra do PL 196/2015Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Pol…

Usar arma de uso restrito com porte ilegal agora é crime hediondo

Aprovada urgência para projeto que torna crime hediondo o porte ilegal de armas de uso restrito O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 332 votos a 7 e 2 abstenções, o regime de urgência para o Projeto de Lei 3376/15, do Senado, que torna crime hediondo a posse ou o porte ilegal de arma de fogo de uso restrito das forças policiais e militares. Após a votação, a sessão ordinária foi encerrada. Projeto de Lei do Senado nº 230, de 2014, de autoria do Senador Marcelo Crivella, constante dos autógrafos em anexo, que “Altera a Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, para incluir o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito no rol dos crimes hediondos”. A Lei 8.072/90 define como hediondos os crimes de homicídio praticado por grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; genocídio; extorsão qualificada por morte; extorsão mediante sequestro; estupro; disseminação de epidemia que provoque morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto …

Policiais e bombeiros militares não sabem a força que tem

Deputado Federal Capitão Augusto orienta os militares de São Paulo sobre a força política da classe
Por mais que façamos aqui pela Câmara dos Deputados, aprovando projetos dando mais direitos e garantias aos policiais e não deixando ser aprovado nenhum projeto que os prejudique, a grande reivindicação que recebo dos policiais refere-se a questão do aumento salarial.
Infelizmente Deputados não podem apresentar projetos que gerem despesas para o executivo, então está fora de nossa competência atender essa solicitação, o que nos resta é cobrar (e muito) do governador e fazer articulação para que ele conceda o tão esperado aumento salarial.
Hoje temos força política para eleger representantes para Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e para todos cargos nas eleições municipais. Está na hora de influenciarmos as eleições para Governador e Senador, um que reconheça nosso valor, ou ficaremos fadados a apenas reclamar nos bastidores.
Nós podemos muito mais que isso! Somos quase 150.000 po…

Vaccarezza é preso em nova fase da Operação Lava Jato em São Paulo

Ex-deputado, que deixou o PT, foi líder dos governos Lula e Dilma. Segundo o MPF, ele recebeu a maior parte de um total de propina que soma US$ 500 mil. O ex-líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados Cândido Vaccarezza, que deixou o PT, foi preso nesta sexta-feira (18) em São Paulo. Ele é alvo da Operação Abate, uma das duas novas fases da Operação Lava Jato deflagradas nesta manhã. A prisão é temporária, válida por cinco dias. Por volta das 9h, Vaccarezza estava em casa sob custódia da PF. Ele deve seguir para Curitiba ainda nesta sexta. O G1 tenta contato com a defesa do ex-deputado, com PT e com as empresas citadas. Principais pontos das investigações Ações apuram o favorecimento de empresas estrangeiras em contratos com Petrobras. Operação Abate investiga fraudes no fornecimento de asfalto para a Petrobras por uma empresa norte-americana, entre 2010 e 2013. Funcionários da Petrobras, o PT e, principalmente, Cândido Vaccarezza teriam recebido propinas que somam US$ 5…