Pular para o conteúdo principal

Rádio PolicialBR 24 horas com você. Notícias e entretenimento.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Discussão sobre maioridade penal não pode ser regida pelo noticiário, diz Unicef

É errado debater a situação do jovem infrator em momentos de "comoção", como os recentes episódios de violência atribuídos a menores de idade, diz Casimira Benge, coordenadora da área de proteção do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) no Brasil.
"O país é levado pela comoção e faz uma relação equivocada entre a violência e a diminuição da imputabilidade penal ou o aumento do tempo de internação", afirma. "É preciso olhar as estatísticas policiais e não as manchetes da imprensa para discutir a questão dos adolescentes infratores."
O assunto voltou à tona após a morte de um universitário em um assalto em São Paulo no dia 10 de abril. O suspeito do crime foi apreendido um dia antes de completar 18 anos. Na semana passada, uma dentista de São Bernardo do Campo (SP) morreu após ser queimada viva por um grupo de ladrões, entre eles um menor de idade.
Em resposta, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, apresentou um projeto de lei para endurecer a punição de adolescentes. A principal medida aumenta de três para oito anos o período máximo de internação do menor infrator que comete crimes hediondos, como estupro, homicídio e sequestro. No último domingo, Alckmin negou que a sua proposta se deva a "comoção social".
"O fato de ficar mais do que três anos não dá garantia nenhuma de que a violência vai diminuir. O problema não é o tempo. Se ele cometer um crime, isso vai ser investigado e vai ser punido", afirma Casimira. "A violência não está relacionada ao tempo da pena ou à idade."
Ela diz, porém, acreditar no "bom senso" do Congresso e no "comprometimento com a infância" dos parlamentares para só aprovar alguma mudança após muito debate.
"O Unicef é favorável a mudanças desde que sejam baseadas em estudos e estatísticas confiáveis. Depois de tanto tempo, é razoável cogitar a atualização do Estatuto da Criança e do Adolescente, criado em 1990. O direito penal é dinâmico."
Segundo a coordenadora do Unicef, os crimes cometidos pelos jovens não representam nem 10% do total de ocorrências registradas. "E a maior parte delas são contra o patrimônio, sendo que cerca de metade deles é furto", argumenta. "Estamos falando de pouco casos, o que não justifica mudar uma cláusula da Constituição."
Do UOL Noticias

Comentários

  1. é realmente muito interessante esse argumento, pois se nao se pode discutir o asunto agora depois é que nao se discute mesmo, dai fica tudo como está. a soluçao tem de ser ddada é logo, isso é pra hoje, vaços deixar de ipocresia e atender ao clamor social, que pede mais que urgente essa medida!!!!! Ou não vivemos em uma democracia? certo ou errado cumpram a vontade do povo. REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL SIM. AGORA. JÁ. E PARA 14 ANOS. E PAREM DE PERSEGUIR OS POLICIAIS QUE MATAM BANDIDOS E PREOCUPEN—SE COM OS BANDIDOS QUE MATAM POLICIAIS!!!!!

    ResponderExcluir
  2. è muito interessante ler a opinião de gabinete, parece que eles vivem em um mundo perfeito muito além da REALIDADE do cotidiano enfrentado pelo cidadão de BEM que em hora alguma aparece alguem em sua defesa,se tomarmos por base que o salario minimo pago ao trabalhador é muito inferior ao auxilio PILANTRAGEM pago aos familiares dos indefesos criminosos (Ó QUE DÓ, como a sociedade judia deles), quando será a hora certa para começar a mudança. Será que existe um estudo referente ao cidadão trabalhador que gera a riqueza deste PAÍS e custeia esta péssima administração de segurança pública, os reflexos gerados por esta violência desmedida.

    ResponderExcluir
  3. e essa idiota acha que 10¨% dos crimes cometidos por menores é pouco, manda ela fazer um levantamento de quantos menores estão na fundação casa, isso em todo pais, quantos entram por dia, e o fato pior é que os policiais não querem mais deter menores, pois não dá em nada, é só tempo e dinheiro público desperdiçado, não tem recuperação, sabem porque ela defende esse sistema, pois é uma galinha dos ovos de ouro para a corrupção, é dinheiro aos montes desviados, enriquecendo muitos políticos, todo o sistema carcerário brasileiro é uma fonte inesgotável da corrupção, acham que os políticos querem acabar com essa fonte de ouro, nunca, isso ai dá dinheiro para muita gente, firma que fornece alimentação, coxões, manutenção de prédios, etc, etc, etc, e põe etc nisso.

    ResponderExcluir
  4. Casimira Benge, vai plantar batata...

    ResponderExcluir
  5. Parabens aos companheiros pelas belas palavras, por minha vez, quero dizer que se o não fizermos as mudança agora, dentro em breve, não tera mais volta, e,nunca mais sera feito, e o infrator de hoje, sera amanha o ladrão, o homicída e o estuprador, Quanto a UNICEF, manda ela dizer isso nos EUA, ja que a sede da ONU é lá, e vê oque eles vão dizer a isto; um abraço

    ResponderExcluir
  6. ENGRAÇADO, POR QUEM NINGUÉM METE O BEDELHO LÁ NOS ESTADOS UNIDOS ONDE O ADOLESCENTE QUE COMETE CRIME HEDIONDO VAI PARA O CORREDOR DA MORTE EM ALGUNS ESTADOS!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE ESCREVER LEIA COM ATENÇÃO: Palavras de baixo calão, racismo, ofensas, ameaças e tudo mais de não estejam de acordo com os bons costumes e as leis vigentes não será aprovado. Expressão do pensamento é um direito Constitucional, expresse o seu com educação e propriedade. Os comentários publicados não traduzem a opinião do blog. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. O IP do comentarista fica arquivado e pode ser fornecido por Ordem Judicial.

| Mais Acessados na Última Semana |

ROTA invade tribunal e resgata ex-presidiário

Sim, o título acima está correto. Numa incrível operação relâmpago, PMs de ROTA impedem que tribunal do crime assassine um ex-presidiário

A ROTA está nas ruas 24 horas por dia, todos os dias, o ano inteiro. Seu efetivo é dividido em três Companhias: Noturna, Matutina e Vespertina. Esta matéria relata uma incrível ocorrência de resgate conduzida pelo Pelotão do Tenente PM Soares, que patrulhava a Zona Leste de São Paulo às 21:40 nesta segunda-feira, dia 14. “O despacho do Policiamento de Choque do COPOM nos informou que uma pessoa estava sendo torturada na favela Eliane, numa casa com detalhes verdes no seu portão, localizada na rua Esperança. Pelas particularidades que nos foram relatadas, estava claro que a ocorrência envolvia a ação de um ‘tribunal do crime’ provavelmente comandado pelo PCC. Imediatamente acionei meu Pelotão”, relata o Tenente de ROTA Soares. O nome dessa rua, 'Esperança', não podia ser menos adequado em função do cenário que os PMs iriam encontrar em poucos…

Aprovado PL que da poder de polícia administrativa às polícias e bombeiros militares do Brasil

O poder de polícia administrativa trás condições das polícia militares e bombeiros atuarem de forma efetiva em eventos, estabelecimentos comerciais e outros. Autor: Capitão Augusto - PR/SPData da apresentação:  04/02/2015 Ementa: Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Polícia de Preservação da Ordem Pública, e dá outras ...Leia integra do PL 196/2015Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Pol…

Usar arma de uso restrito com porte ilegal agora é crime hediondo

Aprovada urgência para projeto que torna crime hediondo o porte ilegal de armas de uso restrito O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 332 votos a 7 e 2 abstenções, o regime de urgência para o Projeto de Lei 3376/15, do Senado, que torna crime hediondo a posse ou o porte ilegal de arma de fogo de uso restrito das forças policiais e militares. Após a votação, a sessão ordinária foi encerrada. Projeto de Lei do Senado nº 230, de 2014, de autoria do Senador Marcelo Crivella, constante dos autógrafos em anexo, que “Altera a Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, para incluir o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito no rol dos crimes hediondos”. A Lei 8.072/90 define como hediondos os crimes de homicídio praticado por grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; genocídio; extorsão qualificada por morte; extorsão mediante sequestro; estupro; disseminação de epidemia que provoque morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto …

Policiais e bombeiros militares não sabem a força que tem

Deputado Federal Capitão Augusto orienta os militares de São Paulo sobre a força política da classe
Por mais que façamos aqui pela Câmara dos Deputados, aprovando projetos dando mais direitos e garantias aos policiais e não deixando ser aprovado nenhum projeto que os prejudique, a grande reivindicação que recebo dos policiais refere-se a questão do aumento salarial.
Infelizmente Deputados não podem apresentar projetos que gerem despesas para o executivo, então está fora de nossa competência atender essa solicitação, o que nos resta é cobrar (e muito) do governador e fazer articulação para que ele conceda o tão esperado aumento salarial.
Hoje temos força política para eleger representantes para Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e para todos cargos nas eleições municipais. Está na hora de influenciarmos as eleições para Governador e Senador, um que reconheça nosso valor, ou ficaremos fadados a apenas reclamar nos bastidores.
Nós podemos muito mais que isso! Somos quase 150.000 po…

Vaccarezza é preso em nova fase da Operação Lava Jato em São Paulo

Ex-deputado, que deixou o PT, foi líder dos governos Lula e Dilma. Segundo o MPF, ele recebeu a maior parte de um total de propina que soma US$ 500 mil. O ex-líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados Cândido Vaccarezza, que deixou o PT, foi preso nesta sexta-feira (18) em São Paulo. Ele é alvo da Operação Abate, uma das duas novas fases da Operação Lava Jato deflagradas nesta manhã. A prisão é temporária, válida por cinco dias. Por volta das 9h, Vaccarezza estava em casa sob custódia da PF. Ele deve seguir para Curitiba ainda nesta sexta. O G1 tenta contato com a defesa do ex-deputado, com PT e com as empresas citadas. Principais pontos das investigações Ações apuram o favorecimento de empresas estrangeiras em contratos com Petrobras. Operação Abate investiga fraudes no fornecimento de asfalto para a Petrobras por uma empresa norte-americana, entre 2010 e 2013. Funcionários da Petrobras, o PT e, principalmente, Cândido Vaccarezza teriam recebido propinas que somam US$ 5…