Pular para o conteúdo principal

Rádio PolicialBR 24 horas com você. Notícias e entretenimento.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Capitão que ordenou abordagem a negros e pardos é afastado pela PM

Ubiratan de Carvalho Góes Beneducci comandava companhia de Campinas.
Segundo a Polícia Militar, ele realizará funções administrativas.
O capitão da Polícia Militar que assinou uma ordem de serviço para abordagem focada em "indivíduos da cor parda e negra" foi afastado das ruas em Campinas (SP). Ubiratan de Carvalho Góes Beneducci comandava a 2ª Companhia da PM na cidade e, na época da mensagem, em janeiro deste ano, a corporação classificou o episódio como "deslize de comunicação".
Segundo o setor de Comunicação da Polícia Militar, o afastamento ocorreu esta semana, mas não tem relação com a ordem de serviço. A informação da PM é que trata-se de uma "movimentação administrativa habitual" e que Beneducci realizará funções administrativas. O tenente André Pereira assumiu o comando da 2ª Companhia do 8º Batalhão de Campinas.
Em nota, a PM informou que o caso da ordem de serviço encontra em análise pela Corregedoria da Polícia Militar.
'Indivíduos de cor parda e negra'
A ordem de Beneducci pedia a intensificação do policiamento em ruas próximas ao Colégio Liceu aos sábados das 11h às 14h, no bairro Taquaral,  "focando em abordagens a transeuntes e em veículos em atitude suspeita, especialmente indivíduos de cor parda e negra com idade aparentemente de 18 a 25 anos".
Após o episódio, o setor de comunicação da PM justificou que as características citadas na ordem do comando foram baseadas em uma carta enviada por moradores da região, que descreviam um grupo que praticava roubos a residências naquelas imediações.
Do G1 Campinas e Região

Comentários

  1. É IMPORTANTE LEMBRAR-MOS ANTES DE QUALQUER COMENTÁRIO QUE ESTAMOS VIVENDO EM UM PAÍS DEMOCRÁTICO ONDE TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, ESTA QUE NORTEA O COMPORTAMENTO SOCIAL E "ESCRAVISA" S FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS A SEU FIEL, CUMPRIMENT, DIGA-SE, FIEL. ENTÃO, AO ENTENDER DESTE SIGNATÁRIO O COMPORTAMENTO DO EMINENTE CAPITAL FOI ALÉM DE MUITO....INFELIZ, SEM SOMBRA DE DÚVIDAS, RACISTA. MESMO QUE TENHA RECEBIDO A DITA CARTA DOS MORADORES, A TRADUÇÃO ENQUANTO ESPECIALISTA DE POLICIA JAMAIS PODERIA SEQUER SE APROXIMAR DO TESTO QUE ORA LEMOS.EM A PM TENTAR ACOBERTAR SUA CONDUTA ESFRAQUECE E MUITO O CONCEITO PERANTE A SOCIEDADE PAULISTA
    GRAT,
    LUIS

    ResponderExcluir
  2. Para quem não sabe...
    Ele apenas, foi ocupar uma posição de Coordenador Operacional (Função de Maj), como poder sobre todas as Companhias Operacionais.
    Não se iludam!
    Além do mais, não vejo irregularidades no serviço que seria executado, apenas um documento mal escrito.

    ResponderExcluir
  3. DEVERIA SER EXPULSO PARA SERVIR DE EXEMPLO !! RACISMO OU PRECONCEITO, NÃO É ADMISSÍVEL NUMA INSTITUIÇÃO QUE SE DIZ LEGALISTA, AINDA MAIS, QUANDO É PRATICADO POR UM OFICIAL !!

    ResponderExcluir
  4. que apostar que logo ele sera promovido a Major, é puro cooperativismo, se é praça já estava no olho da rua, acorda BRASIL, acaba logo com esse militarismo nas PM do BRASIL, isso vai de mau a pior.

    ResponderExcluir
  5. Francamente não vislumbro racismo ou preconceito na ordem emanada pelo capitão. Ora, se nos registros das ocorrencias as vitimas e testemunhas relatam que os autores são pessoas negras e/ou pardas, em grupos de 3 a 5 individuos, não poderia o comandante citar outras caracteristicas. Assim como foi sobre as etnias negras e pardas, poderia ser de loiros, amarelos, etc, se essas fossem destaques nas ocorrencias policiais, figurando como autores.

    ResponderExcluir
  6. braulio veloso castro6 de abril de 2013 08:32

    o maior cego é aquele que não quer ver, a onde esta o racismo ou preconceito racial nesta ordem! |Ele especificou um grupo que era ou é composto de negros e pardos que praticava assaltos na região.Se for desta maneira toda guarnição ao chegar em local de crime comete crime de racismo quando qualifica criminosos " elemento de cor negra ou parda, calça jeans, camisa branca etc. O que aconteceu foi que ele escreveu mal, ou não leu o que alguem escreveu para ele.

    ResponderExcluir
  7. Não acredito que tenha sido intencional, quando nascemos o nosso tipo de cor é descrito e colocado em nossa certidão, a minha por exemplo é parda, não vejo mal algum, se os assaltantes tinham esta característica, já que todos estão condenando-o, me digam o que é que deveria ser usado, qual a palavra e característica e descrição do grupo de assaltantes que o senhores usariam para dar uma ordem de abordagem sem parecer descriminação?

    ResponderExcluir
  8. A sociedade nao precisa em se preocupar em "acabar com a PM", alguns "travestidos" de PM ja estão fazendo isso.
    Paulo Rubens PMRJ

    ResponderExcluir
  9. Entao como serão emitidas as próximas ordens para abordagens a suspeitos?
    Que tipo de informações poderao ser veiculadas?
    Ou grupos minoritários nao poderao ser abordados sob o pretexto de que se trata de racismo?
    Muita cautela nessa hora.
    Paulo Rubens PMRJ

    ResponderExcluir
  10. UMA ORDEM DE SERVIÇO MAIS DO QUE NORMAL: SÓ NÃO ENTENDE QUEM NÃO QUER. NÃO HOUVE NENHUM RACISMO OU COISA DO TIPO. ELE TÃO SOMENTE ESCLARECEU OS TIPOS DE ELEMENTOS A SEREM ABORDADOS, NADA MAIS!ALIÁS, OS NEGROS JÁ ESTÃO COM TUDO NESTE PAÍS, SÓ FALTAVA AGORA O CAPITÃO SOFRER ALGUM TIPO DE PUNIÇÃO POR TER ASSINADO ESTA O.S. AH..ENQUANTO ME LEMBRO, OS QUE ESTÃO POR CIMA TAMBÉM, SÃO OS GAYS, LÉSBICAS, AFINS E OUTROS... QUE TRISTEZA MORAR NO BRASIL E CONVIVER COM TAMANHA HIPOCRIZIA!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE ESCREVER LEIA COM ATENÇÃO: Palavras de baixo calão, racismo, ofensas, ameaças e tudo mais de não estejam de acordo com os bons costumes e as leis vigentes não será aprovado. Expressão do pensamento é um direito Constitucional, expresse o seu com educação e propriedade. Os comentários publicados não traduzem a opinião do blog. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. O IP do comentarista fica arquivado e pode ser fornecido por Ordem Judicial.

| Mais Acessados na Última Semana |

Usar arma de uso restrito com porte ilegal agora é crime hediondo

Aprovada urgência para projeto que torna crime hediondo o porte ilegal de armas de uso restrito O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 332 votos a 7 e 2 abstenções, o regime de urgência para o Projeto de Lei 3376/15, do Senado, que torna crime hediondo a posse ou o porte ilegal de arma de fogo de uso restrito das forças policiais e militares. Após a votação, a sessão ordinária foi encerrada. Projeto de Lei do Senado nº 230, de 2014, de autoria do Senador Marcelo Crivella, constante dos autógrafos em anexo, que “Altera a Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, para incluir o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito no rol dos crimes hediondos”. A Lei 8.072/90 define como hediondos os crimes de homicídio praticado por grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; genocídio; extorsão qualificada por morte; extorsão mediante sequestro; estupro; disseminação de epidemia que provoque morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto …

Deputado capitão Augusto requer moção de repúdio contra Secretário de Segurança Pública e Governador de São Paulo Geraldo Alckmin

DEPUTADO CAPITÃO AUGUSTO REQUER MOÇÃO DE REPÚDIO CONTRA O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO E CONTRA O GOVERNADOR POR TANTO DESRESPEITO ÀS LEIS E AOS POLICIAIS MILITARES DE SÃO PAULO
O Deputado Capitão Augusto entrou hoje, 10, com dois Requerimentos de Moção de Repúdio contra o Secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, e contra o Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, por desrespeitar as leis e aos policiais militares. Essas moções fazem parte de uma série de medidas que o parlamentar está adotando para tornar público as medidas descabíveis desse governo contra os policiais militares e a segurança pública do país, e para que entendam que tudo tem um limite. A categoria não vai tolerar mais tanto descaso e desrespeito. O Deputado estará revelando ao país e ao mundo que Alckmin não serve para governar o país, deve ser ignorado e descartado como candidato à Presidência da República. CAPITÃO AUGUSTO conclama os militares e familiares a somarem esforços para…

Policiais e bombeiros militares não sabem a força que tem

Deputado Federal Capitão Augusto orienta os militares de São Paulo sobre a força política da classe
Por mais que façamos aqui pela Câmara dos Deputados, aprovando projetos dando mais direitos e garantias aos policiais e não deixando ser aprovado nenhum projeto que os prejudique, a grande reivindicação que recebo dos policiais refere-se a questão do aumento salarial.
Infelizmente Deputados não podem apresentar projetos que gerem despesas para o executivo, então está fora de nossa competência atender essa solicitação, o que nos resta é cobrar (e muito) do governador e fazer articulação para que ele conceda o tão esperado aumento salarial.
Hoje temos força política para eleger representantes para Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e para todos cargos nas eleições municipais. Está na hora de influenciarmos as eleições para Governador e Senador, um que reconheça nosso valor, ou ficaremos fadados a apenas reclamar nos bastidores.
Nós podemos muito mais que isso! Somos quase 150.000 po…

Qual a responsabilidade que a sociedade civil possui na segurança pública?

Policiais militares foram assassinados por criminosos neste fim de semana; secretário de Segurança do Rio pediu mudanças no sistema judiciário Neste final de semana dois Policiais Militares foram assassinados no Rio de Janeiro: a Cabo PM Elisângela Bessa Cordeiro, com um tiro na cabeça disparado por um menor, e o Soldado PM Samir da Silva Oliveira, com um tiro no pescoço disparado por um fuzil de combate.
Qual é a pena para o menor assassino da PM ? Em média oito meses. Qual é a pena para quem porta um fuzil? Três anos. Como se isso já não fosse suficientemente patético, nossa legislação acrescenta o insulto à injuria ao prever a concessão do beneficio da progressão de pena, fazendo com que o criminoso cumpra apenas 1/6 da pena, ou seja, o guerrilheiro urbano que porta uma arma de uso restrito do Exército, pode estar solto em seis meses.
Quem é o responsável por essa baderna? Você que está lendo este artigo e eu que o escrevi. Somos nós que consistentemente fazemos o mesmo erro de ele…

Leis desestimulam policiais e bombeiros militares a exercerem plenos direitos políticos.

Deputado federal capitão Augusto luta para acabar com injustiças políticas que sofrem os policiais militares e bombeiros do Brasil Até mesmo politicamente os policiais ele são injustiçados. Em tempos onde a representatividade política se faz de extrema necessidade e, do soldado ao coronel, buscam eleger seus representantes da mesma forma que outras categorias, Leis desestimulam a participação efetiva na política Nacional dos policiais e bombeiros militares. Com uma democracia atrasada em relação a outros países o Brasil ainda tem mecanismos para desestimular a elegibilidade dos policiais e bombeiros militares. Buscando corrigir estas injustiças o deputado federal capitão Augusto busca direitos políticos e de elegibilidade aos policiais militares e bombeiros. Um policial ou bombeiro militar se candidatando a cargo eletivo com menos de dez anos de serviço é exonerado e com mais se eleito também é exonerado, sendo aposentado com o tempo proporcional ao que trabalhou. Ouça entrevistas co…