Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

A Polícia Civil tem dois inimigos...os marginais e o PSDB, diz faixa de protesto.



João Alkimin: PARA QUE SERVE O DELEGADO DE POLÍCIA ?
PARA QUE SERVE O DELEGADO DE POLÍCIA ?
Hoje em uma Delegacia da cidade de São José dos Campos-SP duas pessoas foram conduzidas a DDM, a Polícia Militar apresentou a ocorrência a Escrivã que , imediatamente, decidiu fazer um TC.
Os Advogados presentes solicitaram que fosse realizado um BO e obtiveram a seguinte resposta: ” AQUI A GENTE FAZ O QUE A PM TRAZ”!
Portanto, de que adianta o cargo de Delegado ?
Não é ele quem decide se é flagrante, BO,  TC ou é a Polícia Militar que toma essas decisões ?
Se assim for está na hora de extinguir-se a carreira e colocarmos Oficiais da PM nas Delegacias de Polícia, pois é despicienda essa figura do Delegado.
É muito fácil a Polícia Militar se assenhorar da situação quando o Delegado, como neste caso, não estava presente.
Quando a autoridade policial não esta na repartição , operacionais são obrigados ou a assumir a ocorrência ou então ir enrolando até o Delegado aparecer.
Situação constrangedora quando o Advogado comparece ao plantão e os policiais ficam obrigados a entregar uma cópia do BO sem à assinatura da autoridade. E se for TC, também entregarão uma cópia sem a assinatura da autoridade?
E o que é pior e se for flagrante?
Ficarão todos aguardando a presença da autoridade?
Por isso é que a Polícia Militar, cada vez mais , dita regras em Delegacias.
Gostaria de ver o dia em que um Policial Civil ditasse ordens num quartel da PM.
É mais fácil o inferno congelar.
Delegados de Polícia devem ter em mente que quem quer ser respeitado se dá ao devido respeito e uma das maneiras de se ser respeitado é estar presente na Delegacia e decidir ele que providências tomar, pois a palavra da Polícia Militar não é a verdade real.
Talvez isso ocorra, pois a Administração do Delegado Geral esta se mostrando absolutamente letárgica nas decisões que deveriam ser tomadas de imediato, vejamos:
O Seccional de São José dos Campos morreu e quem responde pelo expediente é o Seccional de São Sebastião distante aproximadamente 70 quilômetros de São José dos Campos, com a agravante de depender de uma balsa?
Faço a seguinte indagação e no caso de duas ocorrências na mesma hora que dependam da presença do Seccional.
Ao que me conste Delegado de Polícia não tem o dom da ubiquidade.
Já em Jacareí o Seccional encontra-se doente e um Delegado responde pela Seccional.
Também em Taubaté o Seccional está gozando licença prêmio, portanto outro Delegado responde pelo expediente.
Em Mogi das Cruzes o Delegado Seccional retira a DISE da sede da Seccional e a muda para … Itaquaquecetuba. Com isso eu entendo que Mogi das Cruzes está definitivamente longe do flagelo do tráfico.
Não satisfeito retira uma viatura da DDM e quando a Delegada lhe pergunta como iria trabalhar sem viatura para fazer intimações e outros trabalhos inerentes à Delegacia ouve como resposta: ” Vá de bicicleta”.
Outra delegada com quem eu também não mantenho nenhuma relação, assim como a outra Delegada da DDM mas que reconhecidamente é uma expertise em palestras sobre   combate a entorpecentes foi pedir o apoio da Seccional de Polícia para continuar com as palestras e ouvi: “Faça como a senhora quiser, não tenho interesse nisso e não acho importante.”
Inexplicavelmente a morosidade da Administração em designar Policiais para postos chave não é a mesma quando se trata de demitir um Policial, aí não é necessário nem decisão judicial com trânsito em julgado, temos algum exemplos: Delegado Conde Guerra o exemplo maior da velocidade da Administração quando quer prejudicar um inocente.
O Delegado Frederico Miguel, que hoje já se encontra Advogando em Minas Gerais; e agora o Delegado Verduraz e seus investigadores que foram para rua antes de serem julgados.
Senhor Delegado Geral como cidadão, pagante de impostos e que tem direito a uma boa prestação de serviços por parte da Polícia Civil não peço, mas exijo maior celeridade na designação de Policiais para postos chaves, pois a Polícia não pode ficar acéfala, enquanto se escolhe quem vai assumir o que.
Esqueçamos as injunções políticas e usemos o critério da qualificação profissional. A mim como cidadão não me interessa se o Senhor ou o Secretário de Segurança tem ou não simpatia por determinado Delegado, o que me importa é o critério profissional, compadrio, amizade, politicalha, injunções políticas não podem e não devem interferir na escolha de um Policial, mas infelizmente é isso que vejo ocorrendo na Polícia Civil, e infelizmente não vejo nenhuma solução à vista, não vejo valorização do Policial, respeito da Administração com o mesmo, salário digno, condições de trabalho e única luz que vejo no fim do túnel é uma viatura da Polícia Militar com os faróis acessos.
João Alkimin
João Alkimin é radialista – http://www.showtimeradio.com.br/

Comentários

  1. Esse cara tem opinioes fortes a unica coisa é esse estranho odio pelappolicia Militar. Pare de procura a culpa dos problemas da policia civil no quintal da pm e olhe do outro lado do muro. Comece a ser uma pessoa seria!

    ResponderExcluir
  2. Pra quê esta posatgem agui neste Blog? Não acrescenta nada. Não agrega qualquer conhecimento. O Cara, que deve ser até parente desse Governador que está aí, vem aqui desmerecer a Polícia Militar, falando só abobrinhas. Vá para o blog flitparalisante. Lá que é lugar da Trairagem, digo, Tiragem.

    ResponderExcluir
  3. Fica a pergunta porque o Delegado nao estava na delegacia em? ou pior porque o Delegado nao efetuou a prisao? so uma pergunta.

    ResponderExcluir
  4. pessoal independente do autor da matéria ser contra ou a favor da PM esta na hora de parar com essa briga entre a PM e PC, temos sim que ter união e focar as nossas metas contra esse governo corrupto que esta acabando com a gente. Realmente os oficiais da PM não suportam ser mandados por um delegado, so que eles se esquecem que eles tem autoridade somente dentro dos quarteis todos nos sabemos que a autoridade em uma região e sempre o delegado, vcs se lembram quando os policiais civis estavam em greve, quando houve o confronto foi os oficiais que estavam la. Nao se deixem enganar precisamos no momento e de união e união nao briguinhas de comadres. E isso que o governo quer !!!!

    ResponderExcluir
  5. esse mundo tá virando mesmo agora até radialista virou especialista em segurança publica,mas na hora de enfrentar um bandido virá mocinha e vai pedir socorro pra quem em seu especialista ou vc consegue se defender sozinho,verdade vc é especialista foi treinado pra se defender.

    ResponderExcluir
  6. Esse João Alkimin é um despreparado pisicologicamente ele tem que saber que as Forças Armadas é o braço forte do Brasil e as Policias Militares é o braço forte dos Estados, afinal se juntar os efetivos das Policias Militares da 980.000 homens no Brasil; ai da população do Estado de São Paulo se não fosse a PM, se as Policias Militares para um dia o Brasil para, as Policias Militares tem hierarquia e disciplina, quem dá as ordens são os superiores e nunca um subordinado despreparado ou seja, o poste nunca mija no cachorro se e sim o cachorro é quem mija no poste.

    ResponderExcluir
  7. Com certeza esse cara paga um Pau na delegacia, sem contar que a realidade é totalmente ao contrario ao que está pessoa está descrevendo, quem me dera eu adentrar eu uma repartição da policia civil e determinar ao plantonista que faça o eu achar...kkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. este é o inimigo de todos que fazem parte da area de segurança, resumindo de todos os funcionarios publicos.

    ResponderExcluir
  9. não devemos generalizar ,pois maus profissionais existem em qualquer lugar , a PM não toma o lugar de ninguém somente trabalha diurtunamente e quando pode exige que a ocorrência seja feita como foi atendida via 190 e nõa ao bel prazer do delegado ,que ás vezes, muda o histórico quando se tranca na sala com o advogado,se é que me entende......quanto a sua generalização em relação á PM ,lembre-se do sr pimenta neves ,,ele era da sua laia....há ia me esquecendo quando precisar de ajuda,e espero que seja logo,,,ligue para a policia civil,,,,e aguarde a chegada da viatura deles ,,,,um abraço e que DEUS te abençõe.......PM DA ATIVA.....

    ResponderExcluir
  10. meus amigos Policiais como um todo seja,Civil ou Militar,temos que nos unir e parar com esta djssenção que só interessa esse lamentável Governo de SP,que não gosta da sua POLÍCIA,é só vermos o tratamento dispensado aqui em SP aos Policiais,não precisa dizer mais nada,o óbvio está na nossa frente.Pergunto a todos os companheiros,como está a manifestação marcada para hoje na Avenida Paulista,os Policiais estão comparecendo com grande número,ou será mais uma falácia,lembrando sempre que sem União e Solidariedade,o caos imperará dentro da Instituição policial.Obrigado.

    ResponderExcluir
  11. O que o autor deste blog ganha provocando uma instituição contra a outra ?? Será alguém que não teve capacidade de realizar um sonho enrustido ??

    ResponderExcluir
  12. Se a PM e a PC se unissem ao invés de ficar com si"ciumes" uns dos outros, ou seja o ciúme de homem é o pior dos ciúmes. Agora ás vésperas da votação desta Pec 300, apenas um dia de paralisação das duas polícias era o suficiente para os parlamentares enxergarem a importância de se ter uma policia, ou duas bem paga.....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

Morre segundo policial militar atingido por tiro de fuzil em Pompéu

Cabo Lucas Reis Rosa foi internado e teve braço amputado após confronto com criminosos que explodiram uma agência bancária. Outro policial e um entregador também foram mortos. A Polícia Militar (PM) confirmou, na manhã desta sexta-feira (8), a morte do cabo Lucas Reis Rosa. Ele estava internado desde a madrugada de terça-feira (5) quando foi atingido por um tiro de fuzil durante confronto com criminosos que explodiram uma agência bancária em Pompéu. Segundo a Polícia Militar, o óbito foi constatado as 9h50 desta sexta. Em nota, a PM informou que o cabo teve reações inflamatórias graves, pós-cirúrgicas ao trauma. Na quarta-feira (6), Lucas Reis passou por duas cirurgias, uma delas foi para a amputação total do braço direito. “Estamos entrando em contato com a família para dar o devido apoio e verificar questões relacionadas a local e horário do velório e enterro”, informou o comandante da 7ª Região da Polícia Militar, coronel Helbert Willian Carvalhaes. Confronto Na madrugada de terça…

Policial militar é sequestrado e assassinado a tiros em Paulista

Um policial militar foi assassinado com nove tiros, na Estrada do Pica-Pau, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. A vítima foi identificada como Lindembergue Gomes da Silva, de 53 anos, foi encontrado ás margens da estrada, em Paratibe. De acordo com os peritos do instituto de Criminalidade (IC), ele foi atingido por um tiro no rosto e os outros nas costas. Os peritos acreditam que o PM pode ter sido morto com a própria arma.
Segundo a polícia, o militar, que atuava como comerciante, teria sido levado da casa dele, no bairro da Mirueira, por dois homens. Ele teria sido levado para o local do crime no próprio carro, uma caminhonete, que foi abandonada em Abreu e Lima. Nenhum pertence da vitima foi encontrado. A policia recebeu a informação de que o PM reformado era agiota, o que pode ter motivado o assassinato.

Fonte: Tv jornal uol

Brasil dobra número de presos em 11 anos, diz levantamento; de 726 mil detentos, 40% não foram julgados

Estudo divulgado pelo Ministério da Justiça é de junho de 2016. País é o terceiro do mundo em número de detentos. Estado com maior superlotação é o Amazonas (cinco presos por vaga). Uma nova edição do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) divulgada nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça informa que, em junho de 2016, a população carcerária do Brasil atingiu a marca de 726,7 mil presos, mais que o dobro de 2005, quando o estudo começou a ser realizado. Naquele ano, o Brasil tinha 361,4 mil presos, de acordo com o levantamento. Esses 726 mil presos ocupam 368 mil vagas, média de dois presos por vaga (leia mais abaixo sobre superlotação). "Houve um pequeno acréscimo de unidades prisionais a partir de 2014, muito embora não seja o suficiente para abrigar a massa carcerária que vem aumentando no Brasil. Então, o que nos temos, é um aumento da população carcerária e, praticamente, uma estabilidade no que se refere à oferta de vagas e oferta de estabel…

AFAM: NOVIDADES SOBRE AÇÃO JUDICIAL DA INCORPORAÇÃO DE 100% DO ALE NOS VENCIMENTOS DOS POLICIAIS E BOMBEIROS DE SÃO PAULO

Agora já são em número de 05 as Câmaras de Direito Público a adotar esse entendimento. Novas e recentes decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo, em Mandados de Segurança individuais, têm confirmado o entendimento de que a incorporação total do ALE ao Salário-Base (Padrão) é direito de todos os policiais militares. Em Acórdão de 11 de março de 2013, relativo à Apelação/Reexame Necessário nº. 0029083-82.2012.8.26.0053, assim se manifestou a 6 ª. Câmara de Direito Público do TJ/SP: “Assim, no caso do impetrante, policial em atividade, quinquênios, sexta-parte e RETP incidem sobre as vantagens efetivamente incorporadas, dentre as quais, a partir da LC nº 1.114/10, o ALE”.... http://www.afam.com.br/
Veja abaixo todas as novidades:






REVOLTA DA ASSOCIAÇÃO DOS CABOS E SOLDADOS DA PMESP COM GOVERNO ALCKMIN

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo luta contra uma mentira da Procuradoria Geral do Estado; e, infelizmente, endossada pelo Governador do Estado. Ocorre que a Procuradoria, por meio da suspensão da Tutela Antecipada nº 678 junto ao Supremo Tribunal Federal fez constar em sua petição o valor aproximado de R$ 1,5 bilhão. Em síntese, disse ao Presidente do STF, Exmo. Senhor Ministro Ayres Britto que o custo criaria uma lesão ao erário público, assim, permitiu suprimir verbas alimentares de Policiais Militares. Neste sentido, passamos a conhecer melhor o Governo Geraldo Alckmin.
O Governo do Estado tinha conhecimento que o Policial Militar recebia o recálculo retroativo a novembro de 2010 por intermédio de uma ação judicial; e que nunca se tratou de uma tutela antecipada mas sim, de cumprimento provisório de sentença, iniciado após o Tribunal de Justiça de São Paulo, na 2ª Instância, ter garantido a fórmula correta de cálculo da verba aos Policiais…