Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

A Polícia Civil tem dois inimigos...os marginais e o PSDB, diz faixa de protesto.



João Alkimin: PARA QUE SERVE O DELEGADO DE POLÍCIA ?
PARA QUE SERVE O DELEGADO DE POLÍCIA ?
Hoje em uma Delegacia da cidade de São José dos Campos-SP duas pessoas foram conduzidas a DDM, a Polícia Militar apresentou a ocorrência a Escrivã que , imediatamente, decidiu fazer um TC.
Os Advogados presentes solicitaram que fosse realizado um BO e obtiveram a seguinte resposta: ” AQUI A GENTE FAZ O QUE A PM TRAZ”!
Portanto, de que adianta o cargo de Delegado ?
Não é ele quem decide se é flagrante, BO,  TC ou é a Polícia Militar que toma essas decisões ?
Se assim for está na hora de extinguir-se a carreira e colocarmos Oficiais da PM nas Delegacias de Polícia, pois é despicienda essa figura do Delegado.
É muito fácil a Polícia Militar se assenhorar da situação quando o Delegado, como neste caso, não estava presente.
Quando a autoridade policial não esta na repartição , operacionais são obrigados ou a assumir a ocorrência ou então ir enrolando até o Delegado aparecer.
Situação constrangedora quando o Advogado comparece ao plantão e os policiais ficam obrigados a entregar uma cópia do BO sem à assinatura da autoridade. E se for TC, também entregarão uma cópia sem a assinatura da autoridade?
E o que é pior e se for flagrante?
Ficarão todos aguardando a presença da autoridade?
Por isso é que a Polícia Militar, cada vez mais , dita regras em Delegacias.
Gostaria de ver o dia em que um Policial Civil ditasse ordens num quartel da PM.
É mais fácil o inferno congelar.
Delegados de Polícia devem ter em mente que quem quer ser respeitado se dá ao devido respeito e uma das maneiras de se ser respeitado é estar presente na Delegacia e decidir ele que providências tomar, pois a palavra da Polícia Militar não é a verdade real.
Talvez isso ocorra, pois a Administração do Delegado Geral esta se mostrando absolutamente letárgica nas decisões que deveriam ser tomadas de imediato, vejamos:
O Seccional de São José dos Campos morreu e quem responde pelo expediente é o Seccional de São Sebastião distante aproximadamente 70 quilômetros de São José dos Campos, com a agravante de depender de uma balsa?
Faço a seguinte indagação e no caso de duas ocorrências na mesma hora que dependam da presença do Seccional.
Ao que me conste Delegado de Polícia não tem o dom da ubiquidade.
Já em Jacareí o Seccional encontra-se doente e um Delegado responde pela Seccional.
Também em Taubaté o Seccional está gozando licença prêmio, portanto outro Delegado responde pelo expediente.
Em Mogi das Cruzes o Delegado Seccional retira a DISE da sede da Seccional e a muda para … Itaquaquecetuba. Com isso eu entendo que Mogi das Cruzes está definitivamente longe do flagelo do tráfico.
Não satisfeito retira uma viatura da DDM e quando a Delegada lhe pergunta como iria trabalhar sem viatura para fazer intimações e outros trabalhos inerentes à Delegacia ouve como resposta: ” Vá de bicicleta”.
Outra delegada com quem eu também não mantenho nenhuma relação, assim como a outra Delegada da DDM mas que reconhecidamente é uma expertise em palestras sobre   combate a entorpecentes foi pedir o apoio da Seccional de Polícia para continuar com as palestras e ouvi: “Faça como a senhora quiser, não tenho interesse nisso e não acho importante.”
Inexplicavelmente a morosidade da Administração em designar Policiais para postos chave não é a mesma quando se trata de demitir um Policial, aí não é necessário nem decisão judicial com trânsito em julgado, temos algum exemplos: Delegado Conde Guerra o exemplo maior da velocidade da Administração quando quer prejudicar um inocente.
O Delegado Frederico Miguel, que hoje já se encontra Advogando em Minas Gerais; e agora o Delegado Verduraz e seus investigadores que foram para rua antes de serem julgados.
Senhor Delegado Geral como cidadão, pagante de impostos e que tem direito a uma boa prestação de serviços por parte da Polícia Civil não peço, mas exijo maior celeridade na designação de Policiais para postos chaves, pois a Polícia não pode ficar acéfala, enquanto se escolhe quem vai assumir o que.
Esqueçamos as injunções políticas e usemos o critério da qualificação profissional. A mim como cidadão não me interessa se o Senhor ou o Secretário de Segurança tem ou não simpatia por determinado Delegado, o que me importa é o critério profissional, compadrio, amizade, politicalha, injunções políticas não podem e não devem interferir na escolha de um Policial, mas infelizmente é isso que vejo ocorrendo na Polícia Civil, e infelizmente não vejo nenhuma solução à vista, não vejo valorização do Policial, respeito da Administração com o mesmo, salário digno, condições de trabalho e única luz que vejo no fim do túnel é uma viatura da Polícia Militar com os faróis acessos.
João Alkimin
João Alkimin é radialista – http://www.showtimeradio.com.br/

Comentários

  1. Esse cara tem opinioes fortes a unica coisa é esse estranho odio pelappolicia Militar. Pare de procura a culpa dos problemas da policia civil no quintal da pm e olhe do outro lado do muro. Comece a ser uma pessoa seria!

    ResponderExcluir
  2. Pra quê esta posatgem agui neste Blog? Não acrescenta nada. Não agrega qualquer conhecimento. O Cara, que deve ser até parente desse Governador que está aí, vem aqui desmerecer a Polícia Militar, falando só abobrinhas. Vá para o blog flitparalisante. Lá que é lugar da Trairagem, digo, Tiragem.

    ResponderExcluir
  3. Fica a pergunta porque o Delegado nao estava na delegacia em? ou pior porque o Delegado nao efetuou a prisao? so uma pergunta.

    ResponderExcluir
  4. pessoal independente do autor da matéria ser contra ou a favor da PM esta na hora de parar com essa briga entre a PM e PC, temos sim que ter união e focar as nossas metas contra esse governo corrupto que esta acabando com a gente. Realmente os oficiais da PM não suportam ser mandados por um delegado, so que eles se esquecem que eles tem autoridade somente dentro dos quarteis todos nos sabemos que a autoridade em uma região e sempre o delegado, vcs se lembram quando os policiais civis estavam em greve, quando houve o confronto foi os oficiais que estavam la. Nao se deixem enganar precisamos no momento e de união e união nao briguinhas de comadres. E isso que o governo quer !!!!

    ResponderExcluir
  5. esse mundo tá virando mesmo agora até radialista virou especialista em segurança publica,mas na hora de enfrentar um bandido virá mocinha e vai pedir socorro pra quem em seu especialista ou vc consegue se defender sozinho,verdade vc é especialista foi treinado pra se defender.

    ResponderExcluir
  6. Esse João Alkimin é um despreparado pisicologicamente ele tem que saber que as Forças Armadas é o braço forte do Brasil e as Policias Militares é o braço forte dos Estados, afinal se juntar os efetivos das Policias Militares da 980.000 homens no Brasil; ai da população do Estado de São Paulo se não fosse a PM, se as Policias Militares para um dia o Brasil para, as Policias Militares tem hierarquia e disciplina, quem dá as ordens são os superiores e nunca um subordinado despreparado ou seja, o poste nunca mija no cachorro se e sim o cachorro é quem mija no poste.

    ResponderExcluir
  7. Com certeza esse cara paga um Pau na delegacia, sem contar que a realidade é totalmente ao contrario ao que está pessoa está descrevendo, quem me dera eu adentrar eu uma repartição da policia civil e determinar ao plantonista que faça o eu achar...kkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. este é o inimigo de todos que fazem parte da area de segurança, resumindo de todos os funcionarios publicos.

    ResponderExcluir
  9. não devemos generalizar ,pois maus profissionais existem em qualquer lugar , a PM não toma o lugar de ninguém somente trabalha diurtunamente e quando pode exige que a ocorrência seja feita como foi atendida via 190 e nõa ao bel prazer do delegado ,que ás vezes, muda o histórico quando se tranca na sala com o advogado,se é que me entende......quanto a sua generalização em relação á PM ,lembre-se do sr pimenta neves ,,ele era da sua laia....há ia me esquecendo quando precisar de ajuda,e espero que seja logo,,,ligue para a policia civil,,,,e aguarde a chegada da viatura deles ,,,,um abraço e que DEUS te abençõe.......PM DA ATIVA.....

    ResponderExcluir
  10. meus amigos Policiais como um todo seja,Civil ou Militar,temos que nos unir e parar com esta djssenção que só interessa esse lamentável Governo de SP,que não gosta da sua POLÍCIA,é só vermos o tratamento dispensado aqui em SP aos Policiais,não precisa dizer mais nada,o óbvio está na nossa frente.Pergunto a todos os companheiros,como está a manifestação marcada para hoje na Avenida Paulista,os Policiais estão comparecendo com grande número,ou será mais uma falácia,lembrando sempre que sem União e Solidariedade,o caos imperará dentro da Instituição policial.Obrigado.

    ResponderExcluir
  11. O que o autor deste blog ganha provocando uma instituição contra a outra ?? Será alguém que não teve capacidade de realizar um sonho enrustido ??

    ResponderExcluir
  12. Se a PM e a PC se unissem ao invés de ficar com si"ciumes" uns dos outros, ou seja o ciúme de homem é o pior dos ciúmes. Agora ás vésperas da votação desta Pec 300, apenas um dia de paralisação das duas polícias era o suficiente para os parlamentares enxergarem a importância de se ter uma policia, ou duas bem paga.....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

Justiça Militar manda PM reintegrar cabo acusado de matar atriz durante blitz em Presidente Prudente

Decisão publicada nesta quarta-feira (18) atende a um pedido de tutela de urgência feito pela defesa. Marcelo Aparecido Domingos Coelho foi demitido da corporação em abril de 2015. oi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário da Justiça Militar a decisão do juiz substituto da 2ª Auditoria do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP), Marcos Fernando Theodoro Pinheiro, que determina a imediata reintegração de Marcelo Aparecido Domingos Coelho aos quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em abril de 2015, o então cabo da PM foi demitido pela corporação, após ser acusado no processo que envolveu a morte da atriz e produtora cultural Luana Barbosa durante uma blitz policial na Avenida Joaquim Constantino, na Vila Formosa, em Presidente Prudente.
O juiz levou em consideração a absolvição que Coelho obteve na Justiça Militar, sob o argumento de “legítima defesa” e do “estrito cumprimento do dever legal”, o que, segundo o magistrado, de certa forma, contradiz c…

GENERAL QUE COMANDA A ABIN FALA EM VAZIO DE LIDERANÇAS E ELOGIA FEITOS DA DITADURA

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Temer, Sérgio Westphalen Etchegoyen, causou incômodo em parte da comunidade diplomática durante uma palestra no Instituto Rio Branco. O general sugeriu “medidas extremas” para a segurança pública, elogiou feitos dos anos de chumbo e disse que o país sofre com amoralidade e com patrulha do “politicamente correto”.
Etchegoyen começou a fala de quase duas horas contando que tinha sido soldado por 47 anos e que era por essa ótica, militar, que enxergava e
interpretava o mundo. Depois do alerta, tentou quebrar o gelo:
“Sou da arma de cavalaria e tem um problema que a ausência do meu cavalo reduz minha capacidade intelectual em uns 45, 40 por cento”, começou general da reserva que comanda, entre outros órgãos, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A plateia, majoritariamente composta por futuros diplomatas, riu discretamente.
Foi um dos poucos momentos de descontração. No restante do tempo, segundo pessoas que estiveram present…

PL 920: uma bomba atômica no funcionalismo público que Alckmin quer ver aprovado a todo custo.

O governador Geraldo Alckmin protocolou na quinta-feira, 5/10, o Projeto de Lei 920/2017, que representa uma verdadeira bomba atômica no Estado de São Paulo, sobretudo um verdadeiro ataque aos servidores estaduais e à prestação de serviços públicos. Publicado no Diário Oficial já no dia seguinte, o PL formaliza a renegociação da dívida de São Paulo com a União, ampliando o prazo de pagamento.
            Em contrapartida, o Estado se compromete a cumprir as exigências do governo federal, que impõe um verdadeiro arrocho salarial sobre os servidores públicos. Essa cruel punição aos servidores foi aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional. Seu embrião foi o PLP 257, apresentado pela presidente Dilma, que depois foi maquiado pelo governo Temer e transformado na Lei Complementar federal 156/2016.
            Se o PL 920 for aprovado – e espero que não seja –, haverá um congelamento não só de salários, mas também da evolução funcional de todos os servidores estaduais, ficando suspens…

Alckmin propõe reajuste de 7% para policiais

ATENÇÃO- ATENÇÃO ESTA NOTÍCIA É DO ANO DE 2013 E ESTA CIRCULANDO NAS REDES SOCIAIS COMO SENDO ATUAL

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira, 13, o envio à Assembleia Legislativa de um projeto de lei que concede aumento salarial de 7% para os membros da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica. O reajuste também será estendido aos agentes penitenciários. Aposentados e pensionistas das quatro categorias também terão o mesmo benefício. No total, serão beneficiados 172 mil policiais militares, 53 mil policiais civis e 33 mil agentes penitenciários. O custo para o Tesouro do Estado será de R$ 983 milhões por ano. Esta é a terceira vez que o governador Alckmin concede aumento salarial acima da inflação do período. Desde o último reajuste, o índice oficial de inflação acumulada é 5,66%. Em outubro de 2011, os policiais tiveram 15% de aumento retroativo a julho de 2011. Em agosto de 2012, o aumento foi de 11%. Com a nova proposta, o reajus…

Policial civil morto em mega-assalto a empresa de valores é enterrado

Vítima foi morta a tiros durante ação dos criminosos que explodiram sede da Protege em Araçatuba (SP). Policial estava de folga. O corpo do policial civil André Luís Ferro da Silva, morto durante o mega-assalto a empresa Protege em Araçatuba (SP) nesta segunda-feira (16), foi enterrado na manhã desta terça-feira (17) em um cemitério particular da cidade. Ferro tinha 37 anos e foi baleado durante a ação. Ele foi socorrido com vida, mas morreu durante atendimento na Santa Casa. Silva era investigador e integrante do Grupo de Operações Especiais (GOE), e deixou filhos e a esposa.
O velório da vítima foi feito em um salão de uma funerária em Araçatuba e, do local, o caixão seguiu em um caminhão do Corpo de Bombeiros em cortejo com viaturas das polícias Militar e Civil até o cemitério. Segundo a Polícia Militar, o policial civil estava de folga do serviço e foi ao local para ver o que acontecia após ser chamado pelos pais, que moram perto da sede da Protege.
O grupo criminoso, cerca de 40 la…