Pular para o conteúdo principal

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

SP: "Bico legalizado" - Assis é a terceira cidade do interior a assinar convênio da Atividade Delegada.

A Atividade Delegada é um convênio entre o Estado e o município. Para a população, o benefício está na redução da criminalidade.
O prefeito de Assis, Ricardo Pinheiro Santana e o deputado Mauro Bragato assinaram, nesta quarta-feira, 13/03, convênio com a Secretaria Estadual da Segurança Pública para o início da Atividade Delegada no município. O objetivo é permitir a utilização de policiais militares, em dias de folga, no policiamento ostensivo e no apoio às prefeituras nas atividades de fiscalização que são responsabilidades municipais. Até hoje, apenas São Paulo e Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana, e Andradina e São José do Rio Preto, no interior, haviam firmado parcerias.
Ricardo Pinheiro diz que a medida é extremamente positiva e Assis sai na frente no combate à criminalidade. “Com certeza, dará mais segurança para a nossa população”, afirmou. O deputado Bragato concorda e acrescenta que “em algumas regiões da capital o nível de ocorrências foi bastante reduzido, após a implantação da atividade”.
A Atividade Delegada é um convênio entre o Estado e o município. Policiais Militares em folga trabalham no policiamento ostensivo e preventivo em áreas pré-determinadas pelo poder municipal. A participação dos PMs é voluntária e eles só podem trabalhar até 96 horas por mês nessa função. Para os policiais, a atividade é uma oportunidade para complementar a renda, tendo em vista que são remunerados pelas prefeituras pelo serviço.
Para a população, o benefício está na redução da criminalidade. A presença ostensiva de policiais militares nos locais da Atividade Delegada, além de inibir o comércio clandestino, também evita a prática de crimes como roubos e furtos.
Também estiveram presentes na assinatura o tenente-coronel Milton Roberto Dudas, comandante do 32º Batalhão da Polícia Militar do Interior, o major Franco Nassaro, subcomandante do 32º Batalhão, e o assessor parlamentar, representando a Secretaria da Segurança, Carlos Alberto Estracine. (AssisNews).

Comentários

  1. Quem deveria pagar salários dignos para os policiais e bombeiros era o estado e não ficar se aproveitando dos baixos salários fazendo o policial e bombeiros ir para o bico, mesmo que legalizado. O salário deveria ser um salário justo e nas horas de folga era para ter lazer com sua família e familiares, é só ficar 30 anos na policia e no bico "operação delegada" e depois aposentar e morrer, isto se não ficar louco antes ou até mesmo se matar. VERGONHA NACIONAL...!

    ResponderExcluir
  2. ESTA E UMA MANEIRA DE SOBRE CARREGAR O PM, PORQUE NA SUA FOLGA TRABALHA MAIS UM PERIODO, AGORA PARA O MUNICIPIO.
    MAS O DEPUTADO MAURO BRAGATO ESQUECE QUE NOS POLICIAIS ESTAMOS FADADOS A NOS DESGASTAR SEM TERMOS VIDA SOCIAL E FAMILIAR.
    E ASSIM O GOVERNO USA DE ARTIFICIOS PARA NÃO VALORIZAR O PM E NÃO MELHORANDO SEU SALARIO.
    TAMBEM USANDO DE ARTIFICIOS PARA NÃO CONTRATAR MAIS EFETIVO PARA ATENDER A POPULAÇÃO DIGNAMENTE.
    E ISTO E BRASIL E PSDB DANDO UMA BANANA PARA A SEGURANÇA PUBLICA.

    ResponderExcluir
  3. QUE VERGONHA GOV. ALCKMIN. disse:
    20/03/2013 ÀS 11:10
    Home » PA » Polícia Civil do Pará tem a quarta melhor remuneração do país
    Polícia Civil do Pará tem a quarta melhor remuneração do país

    A titular da Secretaria de Estado de Administração (Sead), Alice Viana, reforçou na manhã desta terça-feira, 19, que o Governo do Estado receberá todas as categorias sindicais para discutir reajuste salarial e melhorias de trabalho, como já havia sido informado aos sindicatos das diversas categorias do funcionalismo público estadual. A reunião foi marcada para as 9h30 da próxima quinta-feira, 21, na sede da própria Sead, onde um grupo do Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil (Sindpol) iniciou uma manifestação na manhã de hoje. Alice Viana ressaltou ainda que, de acordo com o levantamento das secretarias de administração e planejamento de todo o país e dados obtidos junto ao Portal da Transparência dos estados, a remuneração atual de escrivão e investigador da Policia Civil do Pará, equivalente a R$ 3.983,84, é a quarta melhor do país.
    “O Estado não está desonrando, descumprindo ou desrespeitando qualquer compromisso com os servidores. Nossa missão é de receber as categorias de forma democrática, demonstrar a situação financeira do Estado e estabelecer a política de reajuste para a data-base, que é o mês de abril”, frisou. Alice Viana detalhou que o reajuste a ser acordado com os servidores só incidirá na folha ao final de abril, de acordo com a revisão que for estabelecida, e que ainda faltam mais de 20 dias para que o pagamento daquele oês seja processada. “Nenhuma categoria de servidor público acumulou perda salarial nos últimos anos”.
    O diretor jurídico do Sindpol, Pablo Farah, afirmou que entre as reivindicação da categoria está o aumento do ticket alimentação de R$ 320 para R$ 750, aumento salarial de 25% a 30%, gratificação de escolaridade para nível superior e o aumento da remuneração do plantão de R$ 180 para R$ 400. “Nossa bandeira principal é a incorporação do abono ao vencimento base do policial civil”, afirmou. Durante a manifestação, o grupo chegou a anunciar a suspensão por dois meses das atividades em plantões remunerados.
    De acordo com a secretaria Alice Viana, em decorrência da inflação, os ganhos obtidos pelos servidores ao longo desses dois anos variaram de 20% a 42%. Nesse período, os policiais civis tiveram, além da recomposição da inflação, aumento salarial que variou entre 22% e 31%. Os reajustes fizeram com que a remuneração atual (R$ 3.983,84) de um policial civil no Pará – escrivão ou investigador – ficasse abaixo apenas da que é paga no Distrito Federal (R$ 7.514,33), Paraná (R$ 4.502,45) e Sergipe (4.359,01). “Uma categoria que tem a quarta melhor remuneração do país não pode querer convencer a sociedade que de que ganha apenas R$ 500,00 de vencimento base para prestar serviços à população”, argumentou Alice Viana.
    Também participarão da reunião de quinta-feira, além da secretaria Alice Viana, os titulares das pastas de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof), Maria do Céu Guimarães, e de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Luiz Fernandes Rocha, além de outros dirigentes da área de Segurança Pública do Pará.
    Leia a nota da Sead na íntegra e consulte as tabelas de reajustes dos servidores aqui.
    Nota SEAD reajuste dos servidores.

    ResponderExcluir
  4. prefiro trabalhar pra o manoel da padaria do que fazer essa operação delegada, o pm tem que ter vergonha na cara, e pensar que nunca vai ter um salario digno por parte do governo, e quando se aposentar não vai mais ter o bico legalizado, vai ganhar uma porcaria de salario, e não vai ter mais saude pra trabalhar no bico proibido pelo estado, acorda policial militar, 2014 neles

    ResponderExcluir
  5. sou policial militar, aposentei e o desgoverno de sp, me tirou o auxilio localidade, não tem operação bico legal pra aposentado, e não vou fazer bico de segurança pra morrer na porta de supermercado, então pra não passar necessidade fui fazer um biquinho como mecanico, 2014 tá chegando

    ResponderExcluir
  6. essas cidades onde tem prefeitos do partido do governador ou onde tem prefeitos descompromissados com a dignidade dos seus cidadãos, se apressam em ser coniventes com essa patifaria, colocando pms pra fazer o serviço dos guardas municipais e de fiscais da prefeitura, tomem vergonha na cara, já que pm é proibido pelo regulamento de fazer bico, isso deveria ser proibido, infelizmente faltam autoridades compromissadas neste país.

    ResponderExcluir
  7. seria bom demais se o governo não ter que fazer isso ai com nós policiais militares, é só pagar um sálario digno, o governo de São Paulo a locomotiva do Brasil não tem condições.

    ResponderExcluir
  8. SÓ UMA PERGUNTA? ESTA TAL DELEGADA;É OBRIGATÓRIO FAZER? OU O PM SE AUTO ESCALA ?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE ESCREVER LEIA COM ATENÇÃO: Palavras de baixo calão, racismo, ofensas, ameaças e tudo mais de não estejam de acordo com os bons costumes e as leis vigentes não será aprovado. Expressão do pensamento é um direito Constitucional, expresse o seu com educação e propriedade. Os comentários publicados não traduzem a opinião do blog. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. O IP do comentarista fica arquivado e pode ser fornecido por Ordem Judicial.

| Mais Acessados na Última Semana |

ROTA invade tribunal e resgata ex-presidiário

Sim, o título acima está correto. Numa incrível operação relâmpago, PMs de ROTA impedem que tribunal do crime assassine um ex-presidiário

A ROTA está nas ruas 24 horas por dia, todos os dias, o ano inteiro. Seu efetivo é dividido em três Companhias: Noturna, Matutina e Vespertina. Esta matéria relata uma incrível ocorrência de resgate conduzida pelo Pelotão do Tenente PM Soares, que patrulhava a Zona Leste de São Paulo às 21:40 nesta segunda-feira, dia 14. “O despacho do Policiamento de Choque do COPOM nos informou que uma pessoa estava sendo torturada na favela Eliane, numa casa com detalhes verdes no seu portão, localizada na rua Esperança. Pelas particularidades que nos foram relatadas, estava claro que a ocorrência envolvia a ação de um ‘tribunal do crime’ provavelmente comandado pelo PCC. Imediatamente acionei meu Pelotão”, relata o Tenente de ROTA Soares. O nome dessa rua, 'Esperança', não podia ser menos adequado em função do cenário que os PMs iriam encontrar em poucos…

Aprovado PL que da poder de polícia administrativa às polícias e bombeiros militares do Brasil

O poder de polícia administrativa trás condições das polícia militares e bombeiros atuarem de forma efetiva em eventos, estabelecimentos comerciais e outros. Autor: Capitão Augusto - PR/SPData da apresentação:  04/02/2015 Ementa: Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Polícia de Preservação da Ordem Pública, e dá outras ...Leia integra do PL 196/2015Regula as ações de Polícia Administrativa exercida pelos Corpos de Bombeiros Militares dentro das suas atribuições de prevenção e extinção de incêndio, e perícias de incêndios e ações de defesa civil, de busca salvamento, de resgate e atendimento pré-hospitalar e de emergência; e pelas Polícias Militares no exercício da Polícia Ostensiva e Pol…

Para "comemorar aniversário", PCC planeja matar juiz, procurador, delegado e agentes

dia 31 de agosto, data em que a facção criminosa faz aniversário de 24 anos. O PCC (Primeiro Comando da Capital) planeja matar um juiz federal, um procurador da República, um delegado federal e pelo menos quatro agentes penitenciários de Porto Velho (RO) até o
A maior facção criminosa do país já matou três agentes penitenciários federais, entre setembro de 2016 e maio deste ano, de acordo com investigações da PF (Polícia Federal). Para executar os atentados, o PCC criou células de inteligência que, entre outras ações, monitoram a rotina dos agentes públicos escolhidos como alvos.
A informação sobre a possibilidade de novos assassinatos consta em ofício assinado pelo diretor do presídio federal de Porto Velho, Cristiano Tavares Torquato, a cujo conteúdo o UOL teve acesso com exclusividade. O documento foi encaminhado no último dia 17 de agosto ao superintendente regional da Polícia Federal de Rondônia, Araquém Alencar Tavares de Lima. A reportagem confirmou a veracidad…

Polícia Civil decide hoje se cruza os braços a partir de amanhã

Executivo local reforça que, neste ano, não tem dinheiro para pagar o reajuste salarial pleiteado pelos agentes.Policiais civis podem entrar em greve ou interromper serviços essenciais para a população a partir de amanhã. Em uma assembleia com indicativo de greve, marcada para as 14h de hoje, a categoria deve decidir o que fazer para pressionar o governo a conceder o reajuste salarial pleiteado desde o ano passado. Eles reivindicam a manutenção da paridade salarial com a Polícia Federal, que conseguiu reajuste de 37% parcelado em três anos.

Na semana passada, policiais civis se reuniram com o chefe da Casa Civil, secretário Sérgio Sampaio; a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos; o secretário interino de Fazenda, Wilson de Paula, além dos deputados distritais e agentes da Polícia Civil Wellington Luiz (PMDB) e Claudio Abrantes (sem partido) e o deputado federal Roney Nemer (PP-DF). O deputado distrital Wasny de Roure mandou representante.
Durante o encontro, o Exec…

Vaccarezza é preso em nova fase da Operação Lava Jato em São Paulo

Ex-deputado, que deixou o PT, foi líder dos governos Lula e Dilma. Segundo o MPF, ele recebeu a maior parte de um total de propina que soma US$ 500 mil. O ex-líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados Cândido Vaccarezza, que deixou o PT, foi preso nesta sexta-feira (18) em São Paulo. Ele é alvo da Operação Abate, uma das duas novas fases da Operação Lava Jato deflagradas nesta manhã. A prisão é temporária, válida por cinco dias. Por volta das 9h, Vaccarezza estava em casa sob custódia da PF. Ele deve seguir para Curitiba ainda nesta sexta. O G1 tenta contato com a defesa do ex-deputado, com PT e com as empresas citadas. Principais pontos das investigações Ações apuram o favorecimento de empresas estrangeiras em contratos com Petrobras. Operação Abate investiga fraudes no fornecimento de asfalto para a Petrobras por uma empresa norte-americana, entre 2010 e 2013. Funcionários da Petrobras, o PT e, principalmente, Cândido Vaccarezza teriam recebido propinas que somam US$ 5…