Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

PEC 300: militares cobram aprovação em segundo turno

Bombeiros, policiais civis e militares fizeram manifestação hoje na Câmara para pressionar pela aprovação do segundo turno da chamada PEC 300.
O evento, no auditório Nereu Ramos, contou com a presença dos principais líderes do movimento em favor da proposta, que cria o piso nacional das três categorias.
A PEC 300/08 foi aprovada em primeiro turno em 2010 e, desde então, aguarda a conclusão da análise dos deputados.
No encontro, lideranças das categorias reclamaram que na época da campanha eleitoral os candidatos prometeram a aprovação da proposta, até mesmo o vice-presidente e a própria presidente.
Principais reinvindicações 
A criação de uma polícia estadual única e de um plano nacional para as categorias estão entre as principais reinvindicações da PEC. Além disso, os oficiais pedem um fundo nacional de segurança pública, com financiamento de municípios, estados e do governo federal. O principal entrave para a aprovação da proposta é a obrigação que caberá à União de contribuir com os salários dos policiais.
O deputado Mendonça Prado (DEM-SE) acredita que é possível aprovar a PEC 300 ainda neste ano, por conta do compromisso firmado pela presidência da Câmara. Confiante, o parlamentar lembrou a aprovação no Senado de proposta semelhante, de autoria de Renan Calheiros. "O presidente do Senado é autor da proposta 446. Na Câmara dos Deputados, o presidente Henrique Eduardo Alves, quando era líder, assinou o requerimento para incluir na pauta. Ele defendeu a PEC 300 e eu tenho certeza que ele será o principal cabo eleitoral da PEC 300, sob pena de ficar em uma situação ruim em termos de imagem, de homem público e de palavra".
Segurança dos oficiais 
Para os policiais militares, a questão não é apenas salarial, mas também de segurança dos oficiais. Na PEC 300, um dispositivo prevê criação de lei complementar para aplicação de penas mais duras para os crimes contra trabalhadores da segurança pública.
Segundo o policial militar Edgar Menezes, que representa a Associação dos Militares do Estado de Sergipe, a aprovação em segundo turno demora porque a proposta envolve muitos interesses. "Os governadores dos estados são contra a PEC 300 porque acham que vão arcar com a conta desse possível reajuste, desse possível piso salarial, mas não é bem assim. Existe um projeto para que a União complemente os salários. São três anos, provavelmente vamos levar 2013 todinho nessa mesma luta", completou.
Na agenda dos manifestantes, além da PEC 300, foram discutidos temas como a votação em trânsito, já que os policiais são deslocados para outros municípios; e da reserva nas corporações, quando o oficial é obrigado a se aposentar para assumir mandato político.
Outra reinvindicação é a anistia aos oficiais que perderam os cargos, como os bombeiros demitidos ano passado por articularem movimento grevista no Rio de Janeiro.
Saiba mais sobre a tramitação de PECs
Íntegra da proposta:
PEC-300/2008
Da Rádio Câmara - RCA
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

Comentários

  1. isso nunca vai sair eles não ligam para gente somos os escravos deles ditadores

    ResponderExcluir
  2. quando em 2009,ouve uma grande manifestação em brasilia, e o atual vice-presidente, na época presidente da câmara, eu estava presente,foi um grande movimento onde todas as policias do brasil alí estavam presentes,fomos até a assembleia,falamos com alguns deputados e no entanto foi uma grande descepção,saimos com o mesmo resultado que lá chegamos,havia na época em torno aproximadamente 8.500 militares em uma grande e bela caminhada,passamos 2 dias,dentro do plenário chegamos a cantar o hino nacional,mas isto tudo não foi ao conhecimento da população,poque a mídia comprada e manipulada por eles não tornou isso publico,havia tabém naquela ocasião um movimento dos sem terra,com aproximadamente 500 manifestantes,isso sim tornou-se publico,para eles nós somos um mal nescessário,apenas isso,isso nunca vai mudar,eles estão sempre fragmentando os elos da corrente para que sejamos sempre fracos,eles são os donos da mídia.

    ResponderExcluir
  3. O dia em que a policia cruzar os braços em todo o território nacional as coisas vão mudar. O que acontecem é que um pequeno grupo de policias luta por melhores condições de trabalho e salário e a grande maioria se acovarda, por exemplo, o Rio de Janeiro muitos pararam e a grande maioria se acovardou e o que aconteceu, os covardes permaneceram e aqueles que lutaram para melhorar até os salários dos covardes foram excluídos. É isso que acontecem com a policia militar/bombeiro militar em todo o território nacional. Quando os HERÓIS ganham uma luta os COVARDES pegam carona.

    ResponderExcluir
  4. BEM A COPA DO MUNDO ESTÁ AÍ QUEM SABE UMA CRUZADA DE BRAÇOS RESOLVA O PROBLEMA.

    ResponderExcluir
  5. Eu tive uma idéia maravilhosa,todo o problema da famigerada pec 300,que tanto assola o sono dos nossos politicos,é que os estados não tem dinheiro par arcar com os custos.Pois bem,minha idéia:cada politico doará dez por cento de seu salário,um pequeno investimento por sua própria segurança,minha unica preocupação é que eles façam uma lei,que desconte 20% nosso,para reposição salárial deles,rsrsrsrsrsrs,isso é BRASIL,país de brincadeirinhas né

    ResponderExcluir
  6. Nos temos que nos organizar e elergermos nos estados representantes diretos da categoria, formalizar um partido de militares e nos unirmos para no mínimo conseguirmos fazer de nossos representantes legítimos- aqueles que nós elegermos- saírem presidentes das mais importantes comissões da CAMARA E DO SENADO. Nós praças não temos que estar elegendo oficial, estes tais nunca perdem nada. Aqui em Brasilia elegemos o Fraga deputado Federal este indivíduo só se ocupou de manter o seu cercadinho, o restante das tropas, pracas BMs e PMs, continuamos orfãos. Este governo do PT é revanchista,tanto o local como o federal,tudo aquilo que se refere aos militares sejam das forças armadas ou auxiliar, eles dificultam ou negam. Estamos nos sentindo verdadeiros idiotas por apoiarmos um governo que nos fez treze propostas e até agora não cumpriu nenhuma. 2014 vem aí, só depende da gente sair desta ignorância e desunião entre os ciclos para que nós venhamos atingir um objetivo comum.

    ResponderExcluir
  7. O FOCO É SÃO PAULO E RIO , TEM QUE PARTIR DAÍ , PRA QUE AS OUTRAS POLICIAS DOS OUTROS ESTADOS POSSAM ADERIR A GREVE TAMBÉM... A COPA ESTÁ BEM AÍ , É AGORA OU NUNCA , POIS ESSES POLÍTICOS NÃO ESTÃO NEM AÍ PRA SEGURANÇA , SAÚDE,E EDUCAÇÃO , OS INTERESSES DELES SÃO OUTROS , INFELIZMENTE

    ResponderExcluir
  8. GOLPE DE ESTADO SERIA MAIS INTERESSANTE, REUNIR TODAS AS FORÇAS DE SEGURANÇA CERCAR BRASILIA E TOMAR O PODER, REAJUSTAR NOSSOS SALÁRIOS E LOGÍSTICAS FAZER UMA NOVA CONSTITUIÇÃO ACABAR COM ESSA M#&* DE DIREITOS HUMANOS AÍ AS COISAS VÃO ENTRAR NOS EIXOS.

    ResponderExcluir
  9. NÃO SERIA O BRASIL SE ESSES POLITICOS CUMPRISSEM COM AS PROMESSAS...MAS INFELIZMENTE ELES SÓ VEEM O QUE OS FAVORECEM...

    ResponderExcluir
  10. Concordo com os comentários de pressão, sem eles os policiais, militares e exército não chegarão a lugar nenhum. É hora de começar a mudar esse país, que tem um governo de ditadores e corruptos, só pensa em se manter no poder a custo da desgraça de seu povo. Acordem brasileiros, eu quero mudança porque o que esta no poder é um bando de incompetentes e sem carácter. Unam-se já e lutem sem isso esses governantes continuarão enganando e falando mentiras, não tem um que mereça confiança, todos fazem parte desta situação.

    ResponderExcluir
  11. Barack Obama vai sugerir a ONU plano B, para atacar a Coréia do Norte. Caso necessário o Presidente Norte Americano irá assinar o contrato com Geraldo Alckmin para enviar a tropa do bico delegada, com intuito de desarmar a Coréia do Norte.

    Inicialmente a estratégia será acabar com os marreteiros com balas de borracha, chumbo, gás lacrimogêneo, e prisões dos pobres que vivem em área de reintegração de posse, serão retirados com resquício de crueldade, posteriormente a prisão dos líderes e apreensão das armas nucleares que ficara a disposição do PT, supervisionado não pelo deputado genérico, mas por Genoino.

    A única saída da Coréia do Norte é aprovação da PEC 300, casos contrários serão derrotados pela tropa do chuchu...


    Diga não a escravidão
    PEC 300 é a solução


    ResponderExcluir
  12. Você com seu mandato
    Que o país não sabe governar
    Só sabe fazer estádios
    E pra FIFA se ajoelhar
    04 anos de governo
    Vive cheia de razão
    Mas na hora do meu voto
    Terás a minha rejeição
    Governando com apenados
    Genéricos e Genoinos
    Engana a Nação
    Prometendo a PEC 300 e a seca acabar
    Mas na próxima eleição
    O engano vai acabar
    Terroristas do pretérito
    Criaram burocracia
    Distanciando - se da verdadeira democracia
    Banalizaram o crime e a seca do Nordeste
    Com intuito de escravizar o povo
    Bolsa família é a forma paliativa
    Para enganar e formar o voto cabresto
    Nos anos 60 socialistas brasileiros
    Praticaram roubos a quartéis, bancos, homicídios, seqüestros...
    No presente figuram como fichas limpas
    Com passados vergonhosos
    Socialistas corruptos do além
    Nada podemos dizer e nem nas orações amém
    Essa forma de governo, não há emoção.
    Somente impunidades políticas e corrupção
    No crime - menores de idade são inocentes
    Na hora do voto são conscientes
    O que esperar de políticos ociosos e sem vontade
    De gerar Saúde, Educação, Segurança Pública de qualidade
    8.511.965 km quadrados tem o território brasileiro
    Infelizmente o povo vive sem moradias - nos guetos da periferia das grandes metrópoles
    Ou morrem de sede em sua terra natal, vitimas de políticos tendenciosos
    Que preferem à água do São Francisco correndo pro mar
    E não desejam a sede dos nordestinos saciar
    Que país é esse, que governa para os interesses internacionais?
    Desviando nossos impostos, não para a causa Pública.
    Mas para os especuladores mundiais
    A verba destinada a Moradias, Saúde, Educação, Segurança Pública, Transporte.
    Foram desviadas para a Copa do Mundo
    Apagando o sonho de uma grande Pátria
    Capaz de ser mais humana
    Se essse modelo de política é democracia
    O inferno é democrático
    Infelizmente estamos em uma verdadeira ditadura civil
    Em 2014 vamos mudar esse cenário
    Ficaremos livres de Dilma e os cruéis governadores
    Que decretaram a pena de morte,vitimando os trabalhadores
    Sempre protegendo os meliantes, com o toque de recolher.
    Subtraíram da Bandeira Nacional a ¨ORDEM E O PROGRESSO¨ Pobre país e sua corja de assassinos – do colarinho branco!!!

    Aos 1º sintomas da escravidão
    A transposição do Rio São Francisco e a PEC 300 é a solução








    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.


| Mais Acessados na Última Semana |

Justiça Militar manda PM reintegrar cabo acusado de matar atriz durante blitz em Presidente Prudente

Decisão publicada nesta quarta-feira (18) atende a um pedido de tutela de urgência feito pela defesa. Marcelo Aparecido Domingos Coelho foi demitido da corporação em abril de 2015. oi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário da Justiça Militar a decisão do juiz substituto da 2ª Auditoria do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP), Marcos Fernando Theodoro Pinheiro, que determina a imediata reintegração de Marcelo Aparecido Domingos Coelho aos quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em abril de 2015, o então cabo da PM foi demitido pela corporação, após ser acusado no processo que envolveu a morte da atriz e produtora cultural Luana Barbosa durante uma blitz policial na Avenida Joaquim Constantino, na Vila Formosa, em Presidente Prudente.
O juiz levou em consideração a absolvição que Coelho obteve na Justiça Militar, sob o argumento de “legítima defesa” e do “estrito cumprimento do dever legal”, o que, segundo o magistrado, de certa forma, contradiz c…

GENERAL QUE COMANDA A ABIN FALA EM VAZIO DE LIDERANÇAS E ELOGIA FEITOS DA DITADURA

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Temer, Sérgio Westphalen Etchegoyen, causou incômodo em parte da comunidade diplomática durante uma palestra no Instituto Rio Branco. O general sugeriu “medidas extremas” para a segurança pública, elogiou feitos dos anos de chumbo e disse que o país sofre com amoralidade e com patrulha do “politicamente correto”.
Etchegoyen começou a fala de quase duas horas contando que tinha sido soldado por 47 anos e que era por essa ótica, militar, que enxergava e
interpretava o mundo. Depois do alerta, tentou quebrar o gelo:
“Sou da arma de cavalaria e tem um problema que a ausência do meu cavalo reduz minha capacidade intelectual em uns 45, 40 por cento”, começou general da reserva que comanda, entre outros órgãos, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A plateia, majoritariamente composta por futuros diplomatas, riu discretamente.
Foi um dos poucos momentos de descontração. No restante do tempo, segundo pessoas que estiveram present…

PL 920: uma bomba atômica no funcionalismo público que Alckmin quer ver aprovado a todo custo.

O governador Geraldo Alckmin protocolou na quinta-feira, 5/10, o Projeto de Lei 920/2017, que representa uma verdadeira bomba atômica no Estado de São Paulo, sobretudo um verdadeiro ataque aos servidores estaduais e à prestação de serviços públicos. Publicado no Diário Oficial já no dia seguinte, o PL formaliza a renegociação da dívida de São Paulo com a União, ampliando o prazo de pagamento.
            Em contrapartida, o Estado se compromete a cumprir as exigências do governo federal, que impõe um verdadeiro arrocho salarial sobre os servidores públicos. Essa cruel punição aos servidores foi aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional. Seu embrião foi o PLP 257, apresentado pela presidente Dilma, que depois foi maquiado pelo governo Temer e transformado na Lei Complementar federal 156/2016.
            Se o PL 920 for aprovado – e espero que não seja –, haverá um congelamento não só de salários, mas também da evolução funcional de todos os servidores estaduais, ficando suspens…

Alckmin propõe reajuste de 7% para policiais

ATENÇÃO- ATENÇÃO ESTA NOTÍCIA É DO ANO DE 2013 E ESTA CIRCULANDO NAS REDES SOCIAIS COMO SENDO ATUAL

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira, 13, o envio à Assembleia Legislativa de um projeto de lei que concede aumento salarial de 7% para os membros da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica. O reajuste também será estendido aos agentes penitenciários. Aposentados e pensionistas das quatro categorias também terão o mesmo benefício. No total, serão beneficiados 172 mil policiais militares, 53 mil policiais civis e 33 mil agentes penitenciários. O custo para o Tesouro do Estado será de R$ 983 milhões por ano. Esta é a terceira vez que o governador Alckmin concede aumento salarial acima da inflação do período. Desde o último reajuste, o índice oficial de inflação acumulada é 5,66%. Em outubro de 2011, os policiais tiveram 15% de aumento retroativo a julho de 2011. Em agosto de 2012, o aumento foi de 11%. Com a nova proposta, o reajus…

Policial civil morto em mega-assalto a empresa de valores é enterrado

Vítima foi morta a tiros durante ação dos criminosos que explodiram sede da Protege em Araçatuba (SP). Policial estava de folga. O corpo do policial civil André Luís Ferro da Silva, morto durante o mega-assalto a empresa Protege em Araçatuba (SP) nesta segunda-feira (16), foi enterrado na manhã desta terça-feira (17) em um cemitério particular da cidade. Ferro tinha 37 anos e foi baleado durante a ação. Ele foi socorrido com vida, mas morreu durante atendimento na Santa Casa. Silva era investigador e integrante do Grupo de Operações Especiais (GOE), e deixou filhos e a esposa.
O velório da vítima foi feito em um salão de uma funerária em Araçatuba e, do local, o caixão seguiu em um caminhão do Corpo de Bombeiros em cortejo com viaturas das polícias Militar e Civil até o cemitério. Segundo a Polícia Militar, o policial civil estava de folga do serviço e foi ao local para ver o que acontecia após ser chamado pelos pais, que moram perto da sede da Protege.
O grupo criminoso, cerca de 40 la…