Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Governo não descarta facilitação na fuga de 31 presos de Gericinó, no RJ

Inspetor penitenciário avistou pessoas sujas de esgoto na Avenida Brasil.
Após fuga em massa no domingo (3), 27 internos continuam foragidos.
A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) não descarta a participação de agentes para facilitar a fuga de 31 presos do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Na tarde desta segunda-feira (4), o secretário Cesar Rubem Carvalho disse que a Seap tomou conhecimento da fuga por volta das 16h de domingo (3) quando um inspetor penitenciário avistou pessoas sujas de esgoto na Avenida Brasil, próximo à favela do Catiri, em Bangu.
O secretário explica que a fuga ocorreu durante o horário de visitação. No dia da fuga havia 18 inspetores trabalhando na penitenciária. Cesar admitiu que esse número não é satisfatório e afirmou que o policiamento continuará reforçado. A partir de quarta-feira (6), 325 novos inspetores começarão a trabalhar no Complexo de Bangu.
"Essa fuga ocorreu logicamente por uma falha nossa, falha na nossa segurança. É inevitável, não tem como não entender que houve essa falha. Estamos tentando entender se foi uma falha sem intenção, ou sem nenhum tipo de conivência dos inspetores, ou se foi uma falha de observação", disse coronel Cesar Rubem Monteiro de Carvalho.
Além da fuga de Claudino dos Santos Coelho, condenado pela morte do jornalista Tim Lopes, as autoridades revelaram que outro criminoso de alta periculosidade está entre os foragidos. O traficante Robertinho do Jacaré, apontado como líder do tráfico da favela conseguiu fugir.
“Eles [os presos] podem ter feito o túnel durante a visita. Queremos saber se foi com algum tipo de argumento de se fazer uma manutenção, ou uma faxina no local. A gente quer saber como eles conseguiram ficar nesse local com uma permanência maior. Queremos saber se à noite eles ficaram nesse local, o que não é permitido", explicou o secretário.
Familiares aguardam informações
Familiares de presos do Instituto Penal Vicente Piragibe ainda aguardavam por informações após a fuga de 31 presidiários. Quatro foram capturados pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e 27 continuam foragidos.
"Ninguém fala nada com a gente. Tem que vir alguém dos Direitos Humanos para conseguirmos informações. Hoje é dia de custódia, e muitas pessoas não conseguiram levar coisas para seus familiares", disse Maria Fernanda, mãe de um dos presos.
Alguns parentes dos presidiários estão ansiosos pela visita na próxima quinta-feira (7). "Nós queremos saber se tem preso ferido, se alguém morreu. É muito descaso com as famílias", disse a mãe de um preso que não quis se identificar.
A entrada de carros da Defesa Civil e de ambulâncias no Complexo de Gericinó também preocupam os familiares. "Já saiu um rabecão daí de dentro, e ninguém diz quem são essas pessoas mortas", disse Claudia Pereira, mãe de um presidiário de 23 anos, já há 3 anos e meio cumprindo pena em Gericinó.
Assassino de Tim Lopes
Um dos 27 criminosos que continuam foragidos, Claudino dos Santos Coelho, conhecido como Xuxa ou Russão, foi condenado pelo assassinato do jornalista Tim Lopes, em 2002, no conjunto de favelas do Alemão. Ele foi condenado pelo 1º Tribunal do Júri a 23 anos e 6 meses de cadeia, por homicídio triplamente qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver, mas ganhou o direito ao regime semiaberto em dezembro de 2008.
O Ministério Público e a organização Repórteres Sem Fronteiras criticaram a concessão da liberdade condicional a Xuxa para fazer "visitas periódicas ao lar", devido a bom comportamento e por ter cumprido mais de um sexto da pena. Na ocasião, o promotor Fabiano Rangel Moreira, responsável pelo caso, ressaltou justamente que isso poderia servir como uma oportunidade de fuga para o criminoso.
Reforço
Na manhã desta segunda-feira (4), o policiamento na região de Bangu foi reforçado para tranquilizar a população e reforçar a busca aos foragidos. Foram recapturados Antônio Luis de França, Rafael Silva Souza, Reginaldo Fernandes da Silva e Rogério Fernando Cunha de Abreu. Os quatro foram interceptados ainda dentro de um túnel na tubulação de esgoto que, de acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), foi utilizado como rota de fuga. Anteriormente, a Seap havia informado que 27 presos teriam tentado fugir.
Também entre os 27 que conseguiram escapar está o criminoso Luíiz Cláudio Machado, conhecido como Marreta. Segundo a polícia, ele seria um dos chefes do tráfico do conjunto de favelas do Lins e do Morro do Jorge Turco, em Coelho Neto, Subúrbio do Rio. Ele ainda seria responsável pela chegada de cocaína às favelas do Rio de Janeiro dominadas pela sua facção criminosa.
Outro foragido, Bruno Di Carlantonio Martins, conhecido como "Bruninho BR", foi uma dos traficantes da Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, presos após terem sua atividade flagrada nos vídeos filmados pela idosa que ficou conhecida como Dona Vitória. Ele foi condenado, em outubro de 2006, a 32 anos e 8 meses de reclusão pelo então juiz da 27ª Vara Criminal da Comarca da Capital, Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau.
Josinaldo Rodrigues de Araújo, o Naldo, comandava, de dentro do presídio, o tráfico da localidade de Rio do Ouro, em Niterói, até Rio Bonito, de acordo com investigação de policiais da 119ª DP (Rio Bonito). Ele cumpria pena por homicídio, tráfico e associação para o tráfico, desde 2002.
Já Roberto Ferreira Vieira, o Robertinho do Jacaré, chegou a ficar preso na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).
Ainda de acordo com a Seap, os detentos cumprem pena em regime semiaberto, mas esse grupo não tinha o benefício de deixar o presídio.

A secretaria abriu sindicância interna para apurar as circunstâncias da fuga. Os internos recapturados foram transferidos para a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino (Bangu 1). Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Civil também investiga a fuga em massa. (G1).

Comentários


| Mais Acessados na Última Semana |

AFAM: NOVIDADES SOBRE AÇÃO JUDICIAL DA INCORPORAÇÃO DE 100% DO ALE NOS VENCIMENTOS DOS POLICIAIS E BOMBEIROS DE SÃO PAULO

Agora já são em número de 05 as Câmaras de Direito Público a adotar esse entendimento. Novas e recentes decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo, em Mandados de Segurança individuais, têm confirmado o entendimento de que a incorporação total do ALE ao Salário-Base (Padrão) é direito de todos os policiais militares. Em Acórdão de 11 de março de 2013, relativo à Apelação/Reexame Necessário nº. 0029083-82.2012.8.26.0053, assim se manifestou a 6 ª. Câmara de Direito Público do TJ/SP: “Assim, no caso do impetrante, policial em atividade, quinquênios, sexta-parte e RETP incidem sobre as vantagens efetivamente incorporadas, dentre as quais, a partir da LC nº 1.114/10, o ALE”.... http://www.afam.com.br/
Veja abaixo todas as novidades:






Com filho no colo, PM de folga reage a assalto e mata ladrões em farmácia; vídeo

Segundo informações em boletim de ocorrência, assaltante chegou a apontar arma para policial que segurava a criança. Dupla não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Um policial militar de folga matou dois ladrões que tentaram assaltar uma farmácia no Jardim Paulista, em Campo Limpo Paulista (SP), na noite de sábado (18). O policial estava na farmácia com a mulher e com o filho pequeno no colo, quando os criminosos – um deles armado – entraram e anunciaram o assalto (veja no vídeo acima). De acordo com o boletim de ocorrência, logo que entrou na farmácia, um dos suspeitos apontou a arma em direção ao policial militar com a criança no colo. Na hora, o PM se identificou, sacou o revólver e deu ordem de prisão para os criminosos. No entanto, o suspeito passou a atirar contra o policial que, mesmo com o filho no colo, revidou os disparos, matando o ladrão armado e também o comparsa – que já havia rendido o gerente da farmácia, ainda segundo o boletim de ocorrência.A perícia técnica f…

Ministro Dias Toffoli recebe ACS e advocacia Pereira Martins no STF

No dia 16/11/2017, o Ministro Dias Toffoli recebeu em seu gabinete no Supremo Tribunal Federal (STF) o vice-presidente e o diretor Jurídico da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo (ACSPMESP), respectivamente Antonio Carlos do Amaral Duca e Marcelo A. Camargo, acompanhados do Dr. Eliezer Pereira Martinspara despacho que versou sobre o recurso extraordinário com repercussão geral 565089 –indenização pelo não encaminhamento de projeto de Lei de reajuste anual dos vencimentos dos servidores públicos (Tema 19 de repercussão geral – mora do Executivo – Art. 37, X da Constituição Federal). Na oportunidade, argumentou-se com o Ministro a peculiar condição de vulnerabilidade dos agentes públicos que são privados do direito à sindicalização e à greve, a exemplo dos policiais militares, destituídos que são de mecanismos de proteção legal em face de políticas governamentais de omissão em relação à reposição da inflação e os efeitos nefastos da corrosão do pod…

REVOLTA DA ASSOCIAÇÃO DOS CABOS E SOLDADOS DA PMESP COM GOVERNO ALCKMIN

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo luta contra uma mentira da Procuradoria Geral do Estado; e, infelizmente, endossada pelo Governador do Estado. Ocorre que a Procuradoria, por meio da suspensão da Tutela Antecipada nº 678 junto ao Supremo Tribunal Federal fez constar em sua petição o valor aproximado de R$ 1,5 bilhão. Em síntese, disse ao Presidente do STF, Exmo. Senhor Ministro Ayres Britto que o custo criaria uma lesão ao erário público, assim, permitiu suprimir verbas alimentares de Policiais Militares. Neste sentido, passamos a conhecer melhor o Governo Geraldo Alckmin.
O Governo do Estado tinha conhecimento que o Policial Militar recebia o recálculo retroativo a novembro de 2010 por intermédio de uma ação judicial; e que nunca se tratou de uma tutela antecipada mas sim, de cumprimento provisório de sentença, iniciado após o Tribunal de Justiça de São Paulo, na 2ª Instância, ter garantido a fórmula correta de cálculo da verba aos Policiais…

Policial civil é encontrada morta dentro de casa e com sinais de violência em Sorocaba

Corpo foi achado em imóvel no Jardim Novo Horizonte, na Zona Norte da cidade. Polícia trata o caso como homicídio, que será investigado. Uma policial civil foi encontrada morta dentro da casa, na manhã desta quinta-feira (16), no bairro Jardim Novo Horizonte, na Zona Norte de Sorocaba (SP). Esmarlei Demétrio da Silva tinha 56 anos, completados na terça-feira (14). Segundo informações da Polícia Civil, o corpo da vítima, que trabalhava no 4º Distrito policial de Sorocaba, foi encontrado com sinais de violência. O caso será tratado pela polícia como homicídio. Não há informações sobre suspeitos e a motivação do crime. Fonte: G1