Pular para o conteúdo principal

Rádio PolicialBR 24 horas com você. Notícias e entretenimento.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Iminência de greve na policia paulista.

Depois da morte a tiros na frente da filha de 9 anos de uma policial militar, na Vila Serralheiro, zona norte de São Paulo, por volta das 21h de sábado (3), relatos ainda não confirmados dão conta de que policiais militares, revoltados com o fato e também com os casos de homicídios contra policiais praticados por membros de facção criminosa e também após uma decisão do STF da SUSPENSÃO DE TUTELA ANTECIPADA que dava direito ao recebimento a “ampliação da base de cálculo dos adicionais temporais que recebem (qüinqüênios e gratificação de sexta-parte), para que referidos benefícios passem a incidir sobre a totalidade de seus vencimentos e proventos, excetuadas as parcelas eventuais”. O Ministro Ayres Brito do STF deferiu o pedido para suspender a execução dos acórdãos proferidos nas Apelações Cíveis n. 952.097/7-00 e 994.09.178766-0 e nos Agravos de Instrumento n. 0024498-83.2011.8.26.0000 e 0201383- 49.2011.8.26.0000, até o trânsito em julgado dos processos, o que, deixa os policiais militares paulistas sem receberam em seus vencimentos o que já havia sido decidido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo até que se transite em julgado o caso.
O descontentamento, segundo relatos ainda não confirmados, é da grande maioria que já dão sinais de uma possível paralisação no estado de São Paulo.
Fonte: Seja um postador – Participe você também enviando sua matéria para ser postada em nosso blog - aqui
Veja o vídeo com matéria completa

Comentários

  1. do geito que tá a coisa pra policia paulista,só parando mesmo e tenham certesa que muitas vidas de policiais serão poupadas,este governador esta brincando com a pm paulista,quem sabe com uma paralização as coisas se encaixam,parabens policiais de são paulo,tomaram que consigam atingir seus objetivos

    ResponderExcluir
  2. GREVE AGORA É BURRADA. SE ISSO ACONTECER AÍ AS FORÇAS FEDERAIS ENTRARAM. É ISTO QUE VOCÊS ESTÃO QUERENDO?

    ResponderExcluir
  3. Nós temos condições de parar sem sermos punidos. É só unificarmos um dia para que todos compareção em massa nos pronto socorros e uis de suas unidades, para ser medicados com dores de cabeça ou diarréia, e nesse dia ninguém trabalha. O estado e as instituições de saúde não podem negar socorro médico a ninguém. Vamos utilizar a maquina estatal em nosso benefício. Podemos fazer isso em uma segunda feira de dezembro, proximo as festividades natalinas. O governo acha que somos incompetentes politicamente, nos acha incapazes. Vamos mostrar nossa força com inteligencia.

    ResponderExcluir
  4. burrice é ficar esperando ser a proxima vitima isso sim é ser burro,a hora de parar é agora e dx os federais assumirem a pm de são paulo,quem sabe muitas vidas de policiais serão poupadas,sera que ninguem ve que a cupula não tá nem ai pra voces? E QUAL É A PUNIÇÃO MAIOR;SER MORTO POR VAGABUNDOS OU SER PUNIDO POR SOBREVIVER? BASTA PENSAR

    ResponderExcluir
  5. devemos parar sim, nos não somos a malha protetora da sociedade então essa malha esta se rasgando tento as suas causas um governo incompetente, um secretario de segurança arrogante e um comando de faz de conta. Estamos morrendo na mão de vagabundos, temos nosso salario roubado por por uma associação de controlada por um sem vergonha e vcs querem ficar de braços cruzados vendo o trem passar. Acorda pessoal e a nossa vez a imprensa esta focada na PMESP tudo o que fizermos sera destaque inclusive o que esses pilantras escondem, força nacional, guarda civil, policia federal e outras forças deixem eles tomarem conta de são paulo, o que nao podemos e ficar CALADOS diante essa situação que chegamos vcs querem morrerem de fome também.

    ResponderExcluir
  6. não sou pm mas se fosse pararia completamente. Sem me preocupar de ter que ficar preso por uma mês ou dez anos.
    PM, paralização já!

    ResponderExcluir


  7. NÃO PRECISA PARA NÃO!!!

    EU JÁ VENHO POSTANDO A MUITO TEMPO QUE DEVEMOS FAZER OPERAÇÃO PADRÃO.

    LEVE TUDO AO DP, FAÇA BOPM DE TUDO, DE TUDO MESMO!

    NÃO PODEMOS SER PUNIDOS POR ESTARMOS TRABALHANDO..

    VAMOS AGIR COM INTELIGÊNCIA PARA NÃO PIORAR NOSSA SITUAÇÃO.



    ResponderExcluir
  8. PIORAR MAIS O QUE????? ESTAMOS MORRENDO E SOMOS ROUBADOS EM NOSSOS SALÁRIOS SE FICAR PIOR QUE ISSO E MELHOR TERCEIRIZAR A SEGURANÇA PUBLICA DE SAO PAULO

    ResponderExcluir
  9. A suspensão de que recebiamos por direito legal é a prova cabal que esse governo quer nos afrontar, pois na campanha em 2010 prometeu ´conceder reajuste salarial anualmente na data base do funcionalismo conforme a constiutuição estadual, porém o fez para o magistério e nos afrontou com um reajuste apenas pára o biênio 2011/2012, a hora é essa, paralisação já.

    ResponderExcluir
  10. O que é no mínimo incoerente, é que(segundo Vila, comentarista da tv cultura) o referido ministro havia recebido quase 800 mil de atrasados, e agora ele corta a micharia que temos a receber. Como estará a consciência dele?

    ResponderExcluir
  11. este governo não esta com nada ele não pensa na população e nen nos policiais, não tem poder nen o comando geral fica correndo atraz dele que nen cachorrinho com medo de perder sua boquinha, fora alckimim, viva a ditadura............................................................

    ResponderExcluir
  12. policiais vamos dar a resposta ao psdb,ao ministro AYRES BRITTO,VOTEM PARTICIPEM DE ABAIXO ASSINADO PLEBISCITO DE .IMPEACHMENT DO GOVERNADOR Geraldo alckmin, www.peticaopublica.com.br,antes que ele acabe conosco,vamos votar,vamos reagir,vamos nos unir pelo menos uma vez a nosso favor não vamos fazer nada que engrandeça esse governo que nos ataca,mais que o partido do crime organizado ,é hora do sapeca iaa.

    ResponderExcluir
  13. A HORA DE PARAR É AGORA .A PM TEM MAIS DE 120 MIL HOMENS.VÃO PRA RUA EXIGIR CONDIÇÕES DE TRABALHO!A PM NO GERAL É MUITO MEDROSA , TEM MUITO MEDO DE SEREM PUNIDOS.VÃO PRAS RUAS.GREVE JÁ.APROVEITEM QUE MUITAS PESSOAS APOIAM A PM NESSE MOMENTO DIFÍCIL

    ResponderExcluir
  14. e pessoal ó jeito e engolimos mais esse sapo, enquanto tiver essa delegada não conseguiremos jamais sermos undos ao ponto de fazermos um movimento grevista, vamos continuarmos escravos do sistema so tenho a lamentar a nossa desunião. Jamais seremos visto como profissionais por essa cúpula que nos comanda, parabéns cb wilson vc foi muito esperto e agora va se divertir com os nosso dinheiro, vcs merecem !!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. pessoal o sr cb wilson juntamente com a sua quadrilha estarao no dia 10/11/12 na portuguesa de desporte para fazer o sorteio das vagas de fim de ano para a colonia de ferias, esta e a nossa oportunidade de cobrar dele o nosso dindim que nos foi roubado, vamos-la já que vcs nao tem coragem de fazerem uma greve ao menos uma vaia do tamanho do estadio ele merece se vcs concordam compartilhe essa ideia ok

    ResponderExcluir
  16. Tem mais e que parar mesmo, até terem seus direitos respeitados, e a população ver que precisa da policia, e aprender a dar valor, em quem arisca a vida para proteger quem nem é de seu sangue, por um salário mixo que mal dá pra viver dignamente.

    ResponderExcluir
  17. depois da matéria mostrada no programa fantástico na data de ontem vcs ainda querem o que para dar uma resposta aos omissos ou seja o governador, o secretario de segurança e o comandante geral, estavam todos pensando nas eleições e nem ai para os policiais pois seriam mortos e se ganhassem as eleições não significaria nada, o comandante-geral pegaria uma cadeira em uma subprefeitura e iria viver feliz para sempre, pense nisso e se concordarem passem a frente.

    ResponderExcluir
  18. A policia de São Paulo não para, aqui o povo e frouxo, tem medo de oficiais, seria fácil a policia parar se fosse oficiais que estivessem sido morto ai sim, do contrario vai morrer muito mais, e mais ainda vai ter muito policia idiota que vai votar no PSDB pra governador em 2014. espera e vera...

    ResponderExcluir
  19. e essa corja de safados, que da tiro no pé com suas decisões,na hora que o policial mais precisa eles cortam todos os beneficios,ou seja não da para ficar doente na pm.por quê tiro no pé? o policial ao aposentar recbe todos os beneficios.manda este picolé de chuchu do governador viver com $1200,00,se não tiver emprestimo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE ESCREVER LEIA COM ATENÇÃO: Palavras de baixo calão, racismo, ofensas, ameaças e tudo mais de não estejam de acordo com os bons costumes e as leis vigentes não será aprovado. Expressão do pensamento é um direito Constitucional, expresse o seu com educação e propriedade. Os comentários publicados não traduzem a opinião do blog. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. O IP do comentarista fica arquivado e pode ser fornecido por Ordem Judicial.

| Mais Acessados na Última Semana |

Usar arma de uso restrito com porte ilegal agora é crime hediondo

Aprovada urgência para projeto que torna crime hediondo o porte ilegal de armas de uso restrito O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 332 votos a 7 e 2 abstenções, o regime de urgência para o Projeto de Lei 3376/15, do Senado, que torna crime hediondo a posse ou o porte ilegal de arma de fogo de uso restrito das forças policiais e militares. Após a votação, a sessão ordinária foi encerrada. Projeto de Lei do Senado nº 230, de 2014, de autoria do Senador Marcelo Crivella, constante dos autógrafos em anexo, que “Altera a Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, para incluir o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito no rol dos crimes hediondos”. A Lei 8.072/90 define como hediondos os crimes de homicídio praticado por grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; genocídio; extorsão qualificada por morte; extorsão mediante sequestro; estupro; disseminação de epidemia que provoque morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto …

Deputado capitão Augusto requer moção de repúdio contra Secretário de Segurança Pública e Governador de São Paulo Geraldo Alckmin

DEPUTADO CAPITÃO AUGUSTO REQUER MOÇÃO DE REPÚDIO CONTRA O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO E CONTRA O GOVERNADOR POR TANTO DESRESPEITO ÀS LEIS E AOS POLICIAIS MILITARES DE SÃO PAULO
O Deputado Capitão Augusto entrou hoje, 10, com dois Requerimentos de Moção de Repúdio contra o Secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, e contra o Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, por desrespeitar as leis e aos policiais militares. Essas moções fazem parte de uma série de medidas que o parlamentar está adotando para tornar público as medidas descabíveis desse governo contra os policiais militares e a segurança pública do país, e para que entendam que tudo tem um limite. A categoria não vai tolerar mais tanto descaso e desrespeito. O Deputado estará revelando ao país e ao mundo que Alckmin não serve para governar o país, deve ser ignorado e descartado como candidato à Presidência da República. CAPITÃO AUGUSTO conclama os militares e familiares a somarem esforços para…

Policiais e bombeiros militares não sabem a força que tem

Deputado Federal Capitão Augusto orienta os militares de São Paulo sobre a força política da classe
Por mais que façamos aqui pela Câmara dos Deputados, aprovando projetos dando mais direitos e garantias aos policiais e não deixando ser aprovado nenhum projeto que os prejudique, a grande reivindicação que recebo dos policiais refere-se a questão do aumento salarial.
Infelizmente Deputados não podem apresentar projetos que gerem despesas para o executivo, então está fora de nossa competência atender essa solicitação, o que nos resta é cobrar (e muito) do governador e fazer articulação para que ele conceda o tão esperado aumento salarial.
Hoje temos força política para eleger representantes para Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e para todos cargos nas eleições municipais. Está na hora de influenciarmos as eleições para Governador e Senador, um que reconheça nosso valor, ou ficaremos fadados a apenas reclamar nos bastidores.
Nós podemos muito mais que isso! Somos quase 150.000 po…

Qual a responsabilidade que a sociedade civil possui na segurança pública?

Policiais militares foram assassinados por criminosos neste fim de semana; secretário de Segurança do Rio pediu mudanças no sistema judiciário Neste final de semana dois Policiais Militares foram assassinados no Rio de Janeiro: a Cabo PM Elisângela Bessa Cordeiro, com um tiro na cabeça disparado por um menor, e o Soldado PM Samir da Silva Oliveira, com um tiro no pescoço disparado por um fuzil de combate.
Qual é a pena para o menor assassino da PM ? Em média oito meses. Qual é a pena para quem porta um fuzil? Três anos. Como se isso já não fosse suficientemente patético, nossa legislação acrescenta o insulto à injuria ao prever a concessão do beneficio da progressão de pena, fazendo com que o criminoso cumpra apenas 1/6 da pena, ou seja, o guerrilheiro urbano que porta uma arma de uso restrito do Exército, pode estar solto em seis meses.
Quem é o responsável por essa baderna? Você que está lendo este artigo e eu que o escrevi. Somos nós que consistentemente fazemos o mesmo erro de ele…

Leis desestimulam policiais e bombeiros militares a exercerem plenos direitos políticos.

Deputado federal capitão Augusto luta para acabar com injustiças políticas que sofrem os policiais militares e bombeiros do Brasil Até mesmo politicamente os policiais ele são injustiçados. Em tempos onde a representatividade política se faz de extrema necessidade e, do soldado ao coronel, buscam eleger seus representantes da mesma forma que outras categorias, Leis desestimulam a participação efetiva na política Nacional dos policiais e bombeiros militares. Com uma democracia atrasada em relação a outros países o Brasil ainda tem mecanismos para desestimular a elegibilidade dos policiais e bombeiros militares. Buscando corrigir estas injustiças o deputado federal capitão Augusto busca direitos políticos e de elegibilidade aos policiais militares e bombeiros. Um policial ou bombeiro militar se candidatando a cargo eletivo com menos de dez anos de serviço é exonerado e com mais se eleito também é exonerado, sendo aposentado com o tempo proporcional ao que trabalhou. Ouça entrevistas co…