Pular para o conteúdo principal

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 


PolíciaBR apóia:

A polícia de SP não deixará de enfrentar bandidos nem que o PT, um dia, chegue ao governo e ainda que seja essa a vontade de certa imprensa.

A polícia de SP não deixará de enfrentar bandidos nem que o PT, um dia, chegue ao governo e ainda que seja essa a vontade de certa imprensa. Não vai porque é contra a sua natureza. Se algum governante mandar condescender com o crime, não será obedecido. Ainda bem!
Vamos lá, queridos. Resolvi passear um pouco com Dona Reinalda. Mas sabem como é este velho coração dividido, hehe… Não posso fica longe de vocês. Podem me procurar aqui no feriado prolongado, que vocês vão me achar. Talvez não com a presença obsessiva de sempre. Mas sempre aqui. Adiante.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, um dos “porquinhos” da presidente Dilma, exagerou na dose. Quem quer que lhe tenha encomendando a tarefa de acrescentar confusão ao cenário de recrudescimento da violência em São Paulo esqueceu de lhe recomendar que estudasse um pouco da mimese aristotélica. Ainda que, na representação dramática, a farsa possa apelar à caricatura, o papel desempenhado pelo caricato tem de ser ao menos verossímil.  Cardozo encarnando a personagem que sabe resolver problemas relacionados ao crime organizado não convence nem suas admiradoras…
O jornalismo, com algumas exceções, ignora o sentido das palavras. E também não se ocupa minimamente da coerência – própria ou alheia. Por que digo isso?
A presidente Dilma Rousseff telefonou ontem para o governador Geraldo Alckmin para oferecer colaboração no combate ao crime organizado em São Paulo. O governo federal dá, assim, a primeira resposta oficial a um documento encaminhado por São Paulo ao Ministério da Justiça em 29 de junho. Antes disso, só se conhecia aquele texto redigido no joelho por Cardozo, datado a mão (30 de outubro de… 2012!!!), eivado de coisas malcriadas, entregue primeiro à Rede Globo e só depois ao Palácio dos Bandeirantes.
O governador e a presidente combinaram uma ação conjunta que ainda vai ser definida. Eis aí: as palavras fazem sentido. O governo federal não tinha e não tem, por óbvio, plano nenhum. Por intermédio de Cardozo, resolveu atuar para emparedar o governo de São Paulo, acusando-o indiretamente de perda de controle da situação. Que ajuda será essa? Veremos.
Não houvesse mais nada – e há -, em uma coisa ao menos São Paulo é muito melhor do que a federação: combate à violência. Mesmo assim, claro!, a ajuda, havendo, é bem-vinda. O que Dilma pretende? Combater o crime organizado ou fazer propaganda? Infelizmente, a segunda alternativa é insofismavelmente a correta. E por que é?
Porque a violência, em São Paulo – que passa, sim, por um surto preocupante –, está entre as menores  do país. O que Cardozo tem feito efetivamente para tentar diminuir o escandaloso número de 50 mil homicídios por ano no Brasil??? Querem alguns delinquentes intelectuais que a “estratégia do enfrentamento (com os bandidos)”, que São Paulo realmente aplica, não seja a melhor. Não? Então qual seria? Quem não enfrenta acomoda – é assim na linguagem e na vida. O que querem os patriotas? Um acordo com marginais; a celebração da pax com a bandidagem, o reconhecimento do crime como “força beligerante” – tese que Marco Aurélio Garcia, assessor de Dilma, defendia para os narcoterroristas das Farc???

Dilma quer ocupar Paraisópolis com o Exército e a Força Nacional de Segurança porque pretende emprestar ao estado do país que menos mata a mácula da desordem e da falta de controle. E conta com o apoio quase unânime da imprensa petista por convicção ou petistófila por conveniência. Na Folha de hoje,  Wálter Maierovitch, colunista da revista petista Carta Capital, concede esta pequena entrevista:
Voltei
Trata-se de uma soma fabulosa de estultices ideologicamente orientadas. Ah, sim: o jornal o chama de “jurista” – o que só pode ser humor involuntário. A comparação com o Rio é um cretinismo, já escrevi aqui, porque Paraisópolis já conta com polícia comunitária. Atenção: NÃO HÁ FAVELA “PACIFICADA” NO RIO QUE TENHA A PRESENÇA DO PODER PÚBLICO QUE TEM A FAVELA DE SÃO PAULO. Talvez o estado não seja assim tão bom no marketing…
Vejam ali: este impressionante Maierovitch não quer uma polícia que “vá para o confronto” com os bandidos. Fica implícita a ideia – e é a única verdade de sua fala – de que as UPPs não existem mesmo para enfrentar bandidos. Certo! Então elas pacificam quem? Vai ver pacificam os já pacificados…
Estamos diante do casamento de uma ação partidariamente orientada com uma doxa que tomou conta de influentes veículos de comunicação do país. A ação partidária, obviamente, é a do PT, que já está em franca campanha eleitoral. Dilma e Cardozo querem o Exército e a Força Nacional de Segurança desfilando em São Paulo para ter boas imagens na campanha eleitoral de 2014. A doxa diz respeito às tais UPPs: ora, elas significaram, no Rio, a chegada de algum poder público a áreas que eram governadas pelo narcotráfico. Aliás, nas mais de 1.200 favelas (em cabralês castiço, é obrigatório usar o termo “comunidade”) ainda sem “polícia pacificadora”, o crime organizado ou as milícias dão as cartas. E só é possível ir e vir com a autorização da bandidagem – muitos dos meliantes são oriundos das áreas a que chegaram as UPPs.
O não enfentamento, como quer Maierovitch, compreende não prender ninguém. Bandido bom é bandido solto? Em São Paulo, inexistem áreas assim, o que não quer dizer, claro!, que inexista o crime organizado – que continua a ditar a, vamos dizer, “rotina administrativa” das “comunidades pacificadas” do Rio. A notícia não vai parar na TV porque não pegaria bem à tese, mas é fato: os traficantes dominam, por exemplo, todos os aparelhos públicos levados às favelas pelo PAC. Ou esse controle se dá diretamente ou por intermédio de associações de moradores, controladas por eles. A genial política de Sérgio Cabral e de José Mariano Beltrame, à medida que não prende ninguém e que, na prática, proíbe os policiais de “entrar em confronto com a população” (bandido vira “população”), dá ao narcotráfico mais infraestrutura do que tinha antes. Não só: como a polícia está lá e não pode “enfrentar” bandidos, os manda-chuvas ficam felizes: estão livres do assédio de forças rivais e das milícias.
É o que Dilma quer para São Paulo. É o que esses setores da imprensa querem para São Paulo. As corporações têm sua história e sua tradição. A polícia deste estado não deixará de enfrentar bandidos nem que o PT, um dia, chegue ao governo e ainda que seja essa a vontade de certa imprensa. Não vai porque é contra a sua natureza. Se algum governante mandar condescender com o crime, não será, na prática, obedecido. Ainda bem!
Concluindo
Conforme antevi aqui, os mais serenos decretam uma espécie de empate. Dilma tomou a iniciativa de ligar para Alckmin. Ele, claro, aceitou a oferta de colaboração – seja ela qual for. Chamei aqui a atenção para o fato de que aquele documento encaminhado à Globo (ah, sim, até Alckmin o recebeu) continha uma única proposta: receber alguns detentos em presídios federais, mas bem poucos…
Faz de conta, então, que Cardozo não plantou fofoca em jornal. Faz de conta, então, que Cardozo tinha alguma prova do que dizia. Faz de conta que Cardozo não demorou quatro meses para responder a um ofício de São Paulo – e o fez, ainda, em termos deseducados, tratando o estado que responde por mais de um terço do PIB como um pedinte sem honra. Decretou-se o empate entre a mentira e a verdade.
Procurem nos primórdios do blog ou lá nos tempos ancestrais do Primeira Leitura: eu sou favorável à presença das Forças Armadas em favelas dominadas pelo narcotráfico desde sempre – no Rio, em São Paulo e em qualquer lugar. Mas tem de estar lá para fazer o contrário do que recomenda o colunista da Carta Capital e sedizente jurista. Tem de estar lá para confrontar o crime, sim. A MENOS QUE SE QUEIRAM SOLDADOS UNIFORMIZADOS COMO SEGURANÇAS DO NARCOTRÁFICO.
Na era do “outro-ladismo” jornalístico, alguém pode sustentar que dois mais dois são quatro. Mas é preciso ouvir os que acham que são cinco. Quem está com a verdade? Ora, a tarefa da imprensa é dar todos os ângulos de uma questão e todas as opiniões, não é? Se a turma do cinco se mostra mais influentes e convincente; se é composta de pessoas que tocam mais fundo na afetividade ideológica (!!!) dos jornalistas; se é formada, em suma, de “progressistas” a serviço de uma boa causa, então dois mais dois passam a ser cinco.
Dilma e Cardozo poderiam ter feito uma oferta politicamente honesta a São Paulo, em benefício dos paulistas. Mas há erros que  nunca cometi na vida: jamais aposto que as pessoas possam ir contra a sua natureza.
Por Reinaldo Azevedo
VEJA ONLINE

FALA PolicialBR
Postamos esta matéria em nosso blog para todos que tem uma visão apartidária e que realmente se preocupam com a sociedade nas questões de segurança pública leiam e vejam como a direita extremista busca com palavras vãs e nas marginais da escrita atacar e desmoralizar a esquerda (PT), que vem trabalhando arduamente na pessoa de Dilma Rousseff, Presidenta do Brasil, por uma sociedade mais justa tirando pessoas que se encontram abaixo da linha da pobreza, buscando justiça social vem incomodando a burguesia capitalista. Para muitos que acreditam que é com violência e truculência que se combate a criminalidade o Governo Federal vem dando o maior dos exemplos que se combate a violência é com justiça social, é com polícia cidadã e com inteligência. DIGA NÃO AOS DITADORES CAPITALISTAS!

Comentários

  1. E o mais engraçado é ele dar a impressão de que essa é a opnião do povo. Sou contra qualquer partido, mas eles crucificam o PT como se fossem Santos. Todo mundo sabe que TODOS os partidos se envolvem em mesnsalões, não é segredo. E eu ainda sonho com Lula como governador de SP kkkkkkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. poorque voce é:" no mínimo um BURRO"

      Excluir
  2. O dia em que os petralhas forem governar sp, o secretário de segurança, o com. geral e o deleg. geral serão integrantes da FARC. e aí sim negócio vai grudar. Tenho certeza que esse dia vai chegar.

    ResponderExcluir
  3. VAULDIR COSTA ANUNCIATO3 de novembro de 2012 16:02

    NEM PT-PMDB, NEM PSDB-DEM.
    BEM COMO A ORDEM DAS COISAS NÃO SE RESUME EM POLICIA E BANDIDOS.E PESSOAS EM PARTIDOS POLITCOS NÃO PODEM SER ROTULADAS DE BOAS OU MAS SÓ PORQUE SÃO DESTE OU DAQUELE PARTIDO...APENAS SE REFERENCIA O PREFEITO DO RIO ERA DO PSB E FOI FEROZ CONTRA O MENSALÃO AGORA NO PMDB AGRADECE LULA E DILMA.PRECISAMOS DE UM CENTRO-NORTE.GUERRA ENTRE PM E PCC; ENTRE EB E GUERRILHAS SÃO A PONTA DO ICEBERG...O GRANDE MAL QUE SE REVELA NISSO ESTÁ LÁ ATRÁS NO PASSADO NÃO RESOLVIDO.DAMOS TODO O TEMPO OPINIÕES LEVIANAS E SEM BASE.ELE ESTÁ NO SUBTERRÂNEO DO SISTEMA E EM PLENO SECULO 21 COM NOSSO DOIS NEURONIOS SÓ SABEMOS VER A REALIDADE NIVELADA SEMPRE POR BAIXO.PRECISAMOS PARAR DE CRER E DAR CURSO A MENTIRAS HISTORICAS...O TEMPO CORRE...SEREMOS LEVADOS PELAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS, POR MENTIRAS DE CRENÇAS DOGMÁTICAS, PELAS LACUNAS GRANDES DA HISTORIA OFICIAL; POR SOCIEDADES SECRETAS MILENARES GLOBAIS DENTRO DO PODER E MESMO ASSIM INSISTIREMOS EM ABORDAR OS FATOS SEMPRE COM BASE NO BAIXO NIVELAMENTO DO ENTENDIMENTO...CARDOSO É MINISTRO DA JUSTIÇA OU SEJA CHEFE MAIOR DAS POLICIAS NO BRASIL E É CANDIDATO A GOVERNADOR NATURAL EM SÃO PAULO PELO PT, POIS O FRACO ALQUIMIM E SEUS TUCANOS ESTÃO HÁ DECADAS DESTRUINDO A SEGURANÇA PUBLICA EM SÃO PAULO...E QUEM TRABALHOU EM MURALHA SABE QUE O PCC É PETISTA FOI O PT QUEM MUITO ATUOU JUNTO COM OS PADRES EM MUITAS FAVELAS EM UM TRABALHO IDEOLOGICO E ASSISTENCIALISTA.OU VOCE ACHA QUE A MAIORIA DOS PRESOS TORCEM PARA O PSDB?O PCC AGE POLITICAMENTE TAMBÉM...COMO SE PERCEBE...E NO CASO DO PT ASSUMIR O GOVERNO DE SÃO PAULO ELES IRÃO MELHORAR A POLICIA MUITO MAIS DO QUE OS TUCANOS...O PT É DE LINHA SOVIETICA VEJA SUA ESTRELA...SEU DISCURSO MUDARÁ QUANDO SE APOSSAR DO PAÍS DE VEZ.POLICIAIS E MILITARES DEVERIAM SE PREPARAR PARA ISSO...O PT IMPLANTARÁ ENTÃO O SISTEMA DE CONSELHOS QUE JÁ ESTÁ EM ANDAMENTO E QUEM NÃO SABE CONSELHO EM RUSSO SE DIZ SOVIET.

    E ISSO USARÁ EM MUITO A FORÇA POLICIAL E MILITAR COMO NA EX-UNIÃO SOVIETICA, OU EXERCITO VERMELHO.
    POR QUE VOCES ACHAM QUE NO GOVERNO LULA FOI CRIADO A FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA ...E SUAS BOINAS VERMELHAS...?
    ACORDA MYKE...SÃO POLICIAIS E ESTÃO SUBORDINADOS AO MINISTRO CARDOSO...OS RUSSOS LEVARAM O ASTRONAUTA MARCOS PONTES AO ESPAÇO E O TROUXERAM...E A UCRANIA...?
    E A UNASUL?ELES PLANEJAM UMA AMERICA DO SUL SOCIALISTA DE VEZ E ISSO É O FATO DO TAL MENSALÃO...APROVAR O SISTEMA DE CONSELHOS...
    É CLARO QUE ALQUIMIM NUNCA VAI ACEITAR EXERCITO DO CELSO AMORIM, NEM FORÇA NACIONAL DO CARDOSO,E O PCC FAZ TERRORISMO PARA SER ENQUADRADO NISSO TERROR IDEOLOGICO E ASSIM O GOVERNO FEDERAL INTERVIR EM SÃO PAULO E EM 2014 GANHAR A ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE E GOVERNO DE SÃO PAULO.
    PRONTO CONSUMATUM EST.
    E O PCC NO CASO?CORTARÃO NA CARNE É CLARO...OS AMERICANOS FIZERAM O MESMO COM SADAN E COM BIN LADEN.QUER MAIS A FRANÇA ENTÃO VIRÁ ENSINAR COMO LIDAR COM REBELDES COMO FEZ EM 1793-94 NA FRANÇA E EM ARGEL, EM 1957.A FRANÇA ENTÃO VENDERÁ OS CAÇAS RAFALE PARA DILMA...USARÁ A GUIANA FRANCESA DELA, COM A PONTE A SER FEITA PROMESSA DE LULA, PARA DAR TOTAL APOIO AO BRASIL.GUIANA VIZINHA DO AMAPÁ DE JOSÉ SARNEY-DONO DO PMDB OU JOSÉ RIBAMAR QUE JÁ FEZ UMA PONTE DEFINITIVA COM A UNIÃO EUROPEIA QUE EM 2013 SERÁ DE VEZ DOMINADA PELA ALEMANHA EM RISCO DE SER SOCIALISTA DE NOVO E A FRANÇA DE HOLLANDE.

    E DIRÃO AGORA O QUE ISSO TEM QUE VER COM A PEC 300?
    ACORDA MYKE DESTE BONDE ANDANDO.
    NEM PT NEM PSDB.
    PRECISAMOS DE UM OUTRO, UM CENTRO-NORTE E PARA ISSO PRECISAMOS ENTENDER O QUE ANDA NAS SOMBRAS DO SISTEMA.



    ResponderExcluir
  4. Valduir, infelizmente seus comentários são sensatos e certos.
    Nós estamos perdidos.
    É hora de nos organizarmos.

    ResponderExcluir
  5. Bem eu tenho a minha opinião, o PSDB tá aí mascarando as estatistica para enganar a população, o Pinóquio lançando a candidatura de integrante do PCC milionário "e ninguém aquí diz nada", mas sabem o porquê? É porque PCC é lenda segundo Alckimin. Sem contar nosso reajuste salarial pagos em 2x em dois anos, alguém notou o segundo reajuste? Mas na realidade não é bom o PT assumir o governo de SP não, é muito perigoso que a nossa PM fique mal aparelhada e mal paga igual a Polícia Federal. Na era FHC a PF tinha equipamentos de primeira geração e salarios milionários, lembram?

    ResponderExcluir
  6. Eu detesto o PT Odeio o PSDB Mais simplesmente por ter trabalhado na pmesp governado quase 20 anos por tucanos acredito que qualquer coisa no governo de são paulo é melhor, haja visto não ter como piorar. Mais não devemos nos enganar pois o PSDB e o PT são a face da mesma moeda ou seja a mesma porcaria

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do site PolicialBR, elas obedecem os princípios da liberdade de expressão.

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Postagens mais visitadas deste blog

Banco Santander perde mais de 20 mil clientes em dois dias, após exposição pornográfica

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais.
Não demorou muito para as paginas oficiais do Banco receberem milhares de críticas  dos próprios clientes que decidiram encerrar suas contas no banco ao todo em péssima avaliação foram mais de 22 mil e a cada hora o numero aumenta. Uma das paginas chegou a retirar as avaliações para evitar que as pessoas vissem que o banco esta com péssima qualidade.
Veja os vídeos
Fonte Folha Online

Com 1 milhão da Lei Rouanet, Santander Cultural promove exposição violando Santidade de Jesus e incentivando pedofilia.

Santander investiu quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet em exposição que faz apologia à pedofilia. Segundo o site do Ministério da Cultura, o banco Santander investiu quase 1 milhão de reais, usando os benefícios fiscais da Lei Rouanet, na criminosa exposição Queermuseu, sediada no prédio da fundação Santander Cultural na cidade de Porto Alegre. Entre as ditas obras expostas no lugar, sob o pretexto da defesa dos direitos dos homossexuais, vê-se imagens que configuram os crimes de apologia à pedofilia e ultraje a fé cristã, como divulgada em várias páginas nas redes sociais. No link do site do Ministério da Cultura a seguir, você confere o processo de concessão do benefício fiscal da Lei Rouanet da grana que o Banco Santander usou para financiar a exposição, o que significa que a instituição financeira não recolheu impostos sobre esse valor: Veja aqui

Veja os vídeo sobre assunto:










Matéria atualizada em 13SET17 FOLHA DE SÃO PAULO Após protesto, mostra com temática LGBT em Porto Alegre é canc…

Tardia e justa promoção, 25 anos depois, PMs do que atuaram no Carandiru são promovidos por mérito.

Três réus pelo massacre trocaram de patente. Secretaria não explica critério. Vinte e cinco anos após o massacre do Carandiru, ocorrido em 2 de outubro de 1992, ao menos três policiais militares da ativa, réus pela chacina que resultou na morte de 111 detentos, tiveram suas últimas promoções por "merecimento".  Para trocar de patente — e consequentente ter um nível hierárquico mais alto e uma remuneração-base maior —, policiais militares podem ser promovidos por "merecimento" ou por "tempo de serviço". De acordo com o Diário Oficial do Estado de 15 de dezembro de 2016 — dois meses após serem anulados os quatro júris que condenaram 74 policiais pelo massacre —, Jair Aparecido Dias dos Santos foi promovido por merecimento de 1º sargento a subtenente. O policial é um dos 15 réus pela invasão do terceiro andar do Pavilhão 9 da Casa de Detenção. Oito presos foram mortos no andar. Um ano e meio antes, em 2015, quando a condenação ainda não havia sido revogada …