Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 


Batalhão da Polícia Militar do Interior do Estado de São Paulo cria blog

Batalhão da Polícia Militar do Interior do Estado de São Paulo cria blog

PEC300: Para Faria de Sá, interesse privado emperra piso nacional para policiais

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300, proposta em 2008, estipula a criação de um piso nacional para policiais civis e militares. No ano em que foi escrita, ela apenas equiparava o salário da Polícia Militar em todo o País ao recebido pela categoria no Distrito Federal. O dispositivo estava praticamente esquecido e parado na pauta de votação da Câmara dos Deputados. Entretanto, o assunto ressurgiu após a série de greves da polícia em todo o País, no mês de fevereiro, que teve como objetivo reivindicar salários maiores. Agora, policiais civis e militares pedem a aprovação da PEC em segundo turno, pois em primeiro foi aprovada em 2010. Na sexta-feira, agentes da Polícia Civil, após assembleia geral realizada na Capital, aprovaram uma paralisação de dois dias, que deve ocorrer nesta quarta e quinta-feira. A decisão foi uma forma de repúdio à nova proposta de reajuste salarial apresentada pelo governo do Estado. Em entrevista ao Jornal do Comércio, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PT…

PEC300: Para Faria de Sá, interesse privado emperra piso nacional para policiais

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300, proposta em 2008, estipula a criação de um piso nacional para policiais civis e militares. No ano em que foi escrita, ela apenas equiparava o salário da Polícia Militar em todo o País ao recebido pela categoria no Distrito Federal. O dispositivo estava praticamente esquecido e parado na pauta de votação da Câmara dos Deputados. Entretanto, o assunto ressurgiu após a série de greves da polícia em todo o País, no mês de fevereiro, que teve como objetivo reivindicar salários maiores. Agora, policiais civis e militares pedem a aprovação da PEC em segundo turno, pois em primeiro foi aprovada em 2010. Na sexta-feira, agentes da Polícia Civil, após assembleia geral realizada na Capital, aprovaram uma paralisação de dois dias, que deve ocorrer nesta quarta e quinta-feira. A decisão foi uma forma de repúdio à nova proposta de reajuste salarial apresentada pelo governo do Estado. Em entrevista ao Jornal do Comércio, o deputado Arnaldo Faria de Sá …

Morre aos 98 anos o Cap Gino Struffaldi, herói da Revolução de 1932

O Capitão Gino Struffaldi, então Presidente de Honra da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC e considerado um dos heróis da Revolução Constitucionalista de 1932, morreu na madrugada de quinta-feira, 15 de março, aos 98 anos.  O Oficial era um dos maiores divulgadores e fã da Polícia Militar; tanto é que nos eventos do MMDC, onde exibia seu capacete usado na Revolução e medalhas ganhas ao longo de sua vida, declarava que “graças ao trabalho incansável de cada Policial Militar, então membros da Força Pública, o país mantinha a manutenção da ordem”.  O Capitão Gino Struffaldi atuou como radiotelegrafista do Exercito Brasileiro no período da Revolução Constitucionalista de 1932. O velório foi no Cemitério da Vila Mariana, na Aclimação.

Morre aos 98 anos o Cap Gino Struffaldi, herói da Revolução de 1932

O Capitão Gino Struffaldi, então Presidente de Honra da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC e considerado um dos heróis da Revolução Constitucionalista de 1932, morreu na madrugada de quinta-feira, 15 de março, aos 98 anos.  O Oficial era um dos maiores divulgadores e fã da Polícia Militar; tanto é que nos eventos do MMDC, onde exibia seu capacete usado na Revolução e medalhas ganhas ao longo de sua vida, declarava que “graças ao trabalho incansável de cada Policial Militar, então membros da Força Pública, o país mantinha a manutenção da ordem”.  O Capitão Gino Struffaldi atuou como radiotelegrafista do Exercito Brasileiro no período da Revolução Constitucionalista de 1932. O velório foi no Cemitério da Vila Mariana, na Aclimação.

Retiradas de nomes e não aceitação de adesões - Nota da coordenação do "Alerta Brasil"

06/03 - Retirada de nomes do manifesto Retiradas de nomes e não aceitação de adesões - Nota da coordenação do "Alerta Brasil"Para que não hajam possíveis situações desagradáveis, pois, a força do nosso “Alerta à Nação”, fundamenta-se rigorosamente na lei, apesar de agradecidos pela solidariedade e união demonstradas, não registraremos na listagem de apoiadores os nomes de oficiais e praças da Ativa. Da mesma forma, não registraremos os de praças da Reserva e reformados, evitando margem a explorações negativas, pois trata-se de questão surgida de ingerência descabida no Clube Militar o qual congrega, unicamente, oficiais.
Ressaltamos, entretanto, que todos, focados na missão comum, são importantes em todos os momentos cruciais. Solicitamos, pois, a compreensão de cada um para que não deixe a razão sucumbir diante de sentimentos que não servem a conquista de objetivos maiores, incluso o respeito a todos os militares, inclusive a VOCÊ !


********************************************…

Total de visualizações de página