Pular para o conteúdo principal

Postagens

Assine a nossa Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias

 

Notícia em Destaque

Coreia do Norte acusa EUA de declarar guerra e ameaça abater bombardeiros americanos

PolicialBR esta no Google Play | Instale nosso App em seu celular

Postagens recentes

Atropelado por 2ª denúncia, governo está pessimista com reforma da Previdência

O governo está cada vez mais pessimista com a possibilidade de emplacar a reforma da Previdência neste ano. Avaliação realista feita por integrantes da coordenação política do Palácio do Planalto indica que o calendário ficou extremamente apertado com a votação, pela Câmara, das duas denúncias contra o presidente Michel Temer. A percepção no núcleo palaciano é que sobrará pouco tempo e quase nenhum capital político para votar a reforma da Previdência. Apesar do discurso oficial de que o governo manterá o calendário das reformas, a ordem no Planalto é priorizar todo o esforço para superar a segunda denúncia contra Temer. O Planalto já considera a reforma da Previdência uma possibilidade remota. Só depois de concluída a votação da denúncia é que será feita uma avaliação se o governo vai conseguir votar pelo menos um texto desidratado que possa incluir a idade mínima. “É preciso ser realista”, resumiu um integrante da coordenação política do governo. Fonte G1

PM acusado de matar jovem e deixar outro paraplégico é preso na Região Metropolitana

Geraldo César Marques da Silva Azevedo foi preso em serviço Acusado de matar um jovem e ferir um adolescente de 17 anos, no bairro de Piatã, no último dia 27 de maio, o soldado da Polícia Militar Geraldo César Marques da Silva Azevedo, de 44 anos, teve a prisão temporária cumprida por equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Corregedoria da PM. Lotado na 81ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), de Itinga, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS), Geraldo foi preso quando estava em serviço, na última terça-feira (19). O soldado teria praticado o crime por suspeitar que as vítimas tivessem assaltado sua companheira. Baleado no tórax e nas costas, Átila Freitas de Jesus Santos foi socorrido ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu. Já o adolescente foi atingido no abdômen, tórax e braço direito e ficou paraplégico. Uma pistola ponto 40, que pertence a Polícia Militar da Bahia, um revólver calibre 38 e a bermuda que …

Polícia Civil prende traficante que comandou invasão da Rocinha

Bob do Caju seria um dos responsáveis pela invasão de domingo (17) Policiais da DRF (Delegacia de Roubos e Furtos) e do DPGE (Departamento Geral de Polícia Especializada) prenderam neste sábado (23) Luiz Alberto Santos de Moura, conhecido como Bob do Caju. Os agentes tiveram o apoio da CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais). Segundo a Polícia Civil do Rio, Bob do Caju é um dos responsáveis pela invasão da Rocinha no domingo passado (17), na disputa de poder entre dois grupos rivais comandados pelos traficantes Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que está preso Penitenciária Federal de Porto Velho (RO), e seu ex-segurança Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157. Novo confronto na Rocinha fecha túneis e autoestrada Lagoa-Barra Após novo tiroteio na Rocinha, Exército prende cinco Ainda segundo a polícia, Bob do Caju é integrante da facção Amigos dos Amigos, a mesma em que Nem da Rocinha é um dos chefes. A Secretaria de Segurança do Rio marcou para esta manhã, às 11h30, uma coletiva…

Rogério 157 é indiciado por morte de sargento da PM no Morro do Vidigal

O traficante Rogério Avelino, o Rogério 157, foi indiciado pela Delegacia de Homicídios da capital pela morte do sargento Hudson Silva de Araújo, no Vidigal, em julho deste ano. Também foram indiciados pelo crime Alan Francisco da Silva, Bilan, Michael Ferreira de Sousa, Rabicó, Horácio Ferreira do Nascimento Neto, Orelha e Ivan da Silva Martins, o Ivanzinho. A morte do sargento foi apurada pelo núcleo responsável por investigar mortes de policiais militares. Ao longo do inquérito, Rogério 157 teve a prisão temporária decretada pela Justiça. Para a polícia, a morte do PM teve aval do criminoso, já que ele é chefe do tráfico na favela. Os criminosos responderão por homicídio qualificado (contra agente de segurança pública). Hudson foi o 91º policial militar morto no Rio este ano. Ele fazia patrulhamento na comunidade do Vidigal, quando foi atacado por criminosos armados de fuzil. Quatro dias após a morte de Hudson, um dos responsáveis pela morte do PM, Ivan da Silva Martins, entregou-…

Mesmo com cerco militar, Rocinha tem tiroteio na madrugada; cinco foram presos

Disparos foram ouvidos por volta de 4 horas e túnel que liga Zona Sul à região da favela chegou a ser interditado. Cinco criminosos foram presos e farta quantidade de armas e munição apreendidas após o confronto.
Embora as Forças Armadas estejam no segundo dia seguido de operação na Rocinha e após um breve período de aparente tranquilidade, foram registrados novos tiros na comunidade da Zona Sul do Rio de Janeiro, na madrugada deste sábado (23). Disparos foram ouvidos por volta de 4h. Após o tiroteio, cinco criminosos que tentavam furar o cerco de Exército foram presos e com eles apreendida farta quantidade de armas e munição. De acordo com o Centro de Operações, o túnel Zuzu Angel, que faz a ligação entre as zonas Sul e Oeste da cidade, foi interditado nos dois sentidos por cerca de uma hora. A via foi liberada às 5h36.
Depois do tiroteio, equipes do Exército apreenderam farta quantidade de armas e munição na comunidade. A apreensão ocorreu na rua General Olimpio Mourão Filho quando cr…

PM filmado agredindo frentista em Abadia de Goiás é indiciado por abuso de autoridade

Confusão começou após militar sair de posto de combustíveis sem pagar o abastecimento. Polícia Militar também apura a conduta do servidor.
O soldado da Polícia Militar Jhonathan Martins Borges, filmado agredindo um frentista em um posto de combustíveis de Abadia de Goiás, foi indiciado nesta sexta-feira (22) por abuso de autoridade. Segundo as investigações, a discussão começou após o agente sair sem pagar pelo abastecimento. A Corregedoria da PM também apura a conduta do servidor. O delegado responsável pelo caso, Arthur Fleury, explicou que o militar havia esquecido o dinheiro e o cartão de crédito em casa. "O policial ofereceu de maneira irônica a arma como garantia de pagamento até ir a casa e buscar o cartão. O frentista disse que aceitaria, mas o agente rebateu, dizendo que se a vitima ficasse com a pistola, seria presa", afirmou. Após essa discussão, o militar saiu sem pagar, dizendo que buscaria o cartão. Imagens de câmera de segurança e também feitas com o celular …